Pedir com fé, sem duvidar

Nilton Júnior – Comunidade Pantokrator
Foto: cancaonova.com
Pantokrator é um nome muito difícil, mas tem um significado muito lindo, que é “Aquele que reina”, que governa sobre todas as coisas. Neste Kairós, o tema do nosso encontro – 'Orando com poder' – mexe muito conosco, porque todos nós desejamos ser homens e mulheres de oração. Se você quiser ser um cristão com oração de poder, será preciso ter um coração todo de Deus.

Uma das passagens bíblicas que regem o nosso Kairós é ''Pedi e recebereis''.

Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. Porque todo aquele que pede, recebe. Quem busca, acha. A quem bate, abrir-se-á. Quem dentre vós dará uma pedra a seu filho, se este lhe pedir pão? E, se lhe pedir um peixe, dar-lhe-á uma serpente? Se vós, pois, que sois maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celeste dará boas coisas aos que lhe pedirem. (São mateus 7, 7-11).

Essa é uma passagem intensa, mas há tanta gente que não acredita nela! Jesus vem nos ensinar essa Palavra e faz uma comparação: se nós, que somos maus, sabemos dar coisas boas aos outros, imagine o que Deus pode nos dar! Ele não se esquece de nenhum de nós.

É tão bonito quando vemos pais que sabem amar seus filhos, dando-lhes presentes! Não digo presentes materiais, mas coisas do coração. A verdade de Deus jamais será alterada em nossa vida! Você pode até achar que não é um escolhido, pode duvidar disso, mas o Senhor é amor, Ele o ama e ponto final.

Essa passagem é intrigante, porque, às vezes, nós a lemos, mas não a entendemos. Eu trouxe um entendimento para os verbos “pedir” e “receber”, a fim de que, a partir de hoje, a nossa oração seja nova.

Pedir: é preciso pedir com fé. Se formos buscar, no dicionário, a palavra ''fé'', encontraremos a seguinte definição: “adesão absoluta do espírito àquilo que se considera verdadeiro”. No Catecismo da Igreja Católica (CIC), fé é a força sobrenatural que precisamos para alcançar a salvação. Nós vivemos em um tempo no qual queremos tudo rápido, instantaneamente, mas não queremos uma ''adesão''. A fé é muito mais que conhecimento, ela significa certeza daquilo que nós conhecemos. 

"Deus conhece todas as nossas necessidades, Ele conhece o nosso coração, mas precisamos confiar n'Ele."
Foto: cancaonova.com

Não existe fé se não existir confiança. Quando precisamos pedir por alguma intenção, quando rezamos, temos de confiar em Deus Quando confiamos em alguém? Quando o conhecemos. Como somos íntimos de alguém? Quando confiamos na pessoa. É preciso conhecer, mas, às vezes, falta-nos essa vontade. Se a nossa confiança estiver abalada, teremos de verificar como está o nosso conhecimento sobre as coisas de Deus. É hora de pararmos para ver o que Ele tem feito em nossa vida antes de recebermos a graça.

Deus conhece todas as nossas necessidades, Ele conhece o nosso coração, mas é preciso que confiemos n'Ele!

Como podemos acreditar no horóscopo? Como acreditar que ele pode mudar a nossa vida? Precisamos confiar em Deus, mas, muitas vezes, ficamos na dúvida, não acreditamos que Ele possa, realmente, realizar milagres, curar e restaurar nossa vida. A fé é absolutamente segura, pois temos Jesus ao nosso lado! Não temos razões para não acreditar que Deus é o Senhor da nossa vida. Não adianta buscarmos coisas que não nos levam a Ele; precisamos viver a confiança, precisamos saber em quem confiar. Jesus reina em nossa vida. Não há outro Deus.

Receber: é preciso confiar, esperar e abandonar-se em Deus. Quando nós Lhe pedimos uma graça, temos de acreditar no que Ele pode fazer por nós. O Senhor não erra.

Você já começou a fazer alguma coisa, mas não a terminou? Nós prometemos, mas não cumprimos. Deus é como cada um de nós? Não, pois Ele cumpre, Ele é fiel!

Este ''receber'' precisa de uma espera, e esperar, às vezes, não é fácil; mas precisamos viver a espera no Senhor. Muitas vezes, vamos à Missa, rezamos o terço, mas questionamos Deus, queremos saber por que Ele não nos abençoa. Se nós pedirmos, nós receberemos, mas temos de confiar e esperar n'Ele.

Considerai que é suma alegria, meus irmãos, quando passais por diversas provações, sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência. Mas é preciso que a paciência efetue a sua obra, a fim de serdes perfeitos e íntegros, sem fraqueza alguma. Se alguém de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus – que a todos dá liberalmente, com simplicidade e sem recriminação – e ser-lhe-á dada. Mas peça-a com fé, sem nenhuma vacilação, porque o homem que vacila assemelha-se à onda do mar, levantada pelo vento e agitada de um lado para o outro. (São Tiago 1, 2-6)

Tudo o que acontece em nossa vida é para o bem, e Deus sabe o que faz. Ele sabe o momento certo de nos dar as graças e nos ensina, em cada situação, para que possamos crescer. Ele é fiel e nos ama, cuida de cada um de nós. Então, deixemos que Ele trabalhe, em nossa vida, da maneira que Ele necessita.

Quando temos paciência, sabemos esperar, sabemos confiar. Jesus, quando foi crucificado, suportou todas as dores. Nós precisamos nos apropriar das coisas de Deus, pedir para que tudo se resolva do jeito d'Ele. Não queiramos uma vida sem problemas, pois esta não é a vida real de um cristão. Feliz o homem que suporta a tentação!

O Senhor conhece nosso coração e quer fazer de nós pessoas firmes. Que possamos fazer essa experiência de fé, pois Deus pensa no céu para cada um de nós. Se você já pediu, mas ainda não foi atendido, peça o céu, peça que ele se realize na sua vida!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo