Pelo batismo o homem se vestiu de Cristo

Márcio Todeschini
Foto: Robson Siqueira/cancaonova.com
“Pai, chegou a hora. Glorifica teu filho, para que teu filho te glorifique, assim como deste a ele poder sobre todos, a fim de que dê vida eterna a todos os que lhe deste” (Jo 17,1-2).

O que Deus Pai planejou foi que o próprio Filho desse a vida por cada um de nós.

O dicionário diz que “revolução” é uma transformação radical de conceitos, cultura, gosto musical, enfim, é uma mudança completa. Diz também que é o movimento de um astro em torno de outro astro. O movimento de um astro em torno do outro é o movimento de translação que acontece por 365 dias. Portanto, podemos chamar “translação” de “revolução”. É um movimento que não sentimos, mas acontece. Essa revolução da terra em torno do sol acontece, mas não a sentimos, apenas vemos o tempo passar, as estações do ano, o dia, enfim.

É o que acontece com você hoje: você abre os olhos para o Astro maior, o Sol nascente: Jesus Cristo. Ele é o Sol nascente, é o Centro, tudo gira em torno d'Ele.

Já vivemos hoje o fim dos tempos, é esta a revolução que está acontecendo e você não tem o direito de perder sua vida sem reconhecer o amor de Jesus, que se deu por você; essa é a maior revolução da história! O tempo é agora, em que Deus se dá por nós.

Nossa vida precisa ser vivida no dia a dia sem deixar de olhar para o Sol nascente, que é Jesus Cristo, sem perder o foco, pois Ele é a nossa salvação, o nosso Salvador. Ele permitiu que a lança transpassasse Seu peito para que pudéssemos alcançar Seu amor. Você não pode perder esse olhar, porque o céu se movimenta a seu favor, mas o mundo não quer que acreditemos nesta verdade.

"O tempo é agora, em que Deus se dá por nós."
Foto: Robson Siqueira/cancaonova.com

O que nós podemos fazer? Parar tudo e viver só com Jesus? Não, meu irmão, não tem como parar sua vida, seus movimentos. Não desista de viver, mas viva essa revolução e se reconheça pequeno. Reconhecendo sua fraqueza você se coloca na posição mais favorável para o Senhor, pois a história da salvação veio de um aparente “fracasso”. Muitos blasfemaram e profanaram Jesus, que se deu numa cruz por cada um de nós. Porém, não se esqueça: Ele venceu! A cruz é sinal de vitória para nós.

Nós estamos na contramão da história, por isso acontece esta “revolução Jesus”, porque você nasceu para dar certo, jovem! Deus o chamou para viver a vida eterna com Ele. Na cruz se encontra a glória de Jesus Cristo, por isso Ele é modelo para nós, todos somos convidados a viver lutando, porque nascemos para dar certo.

Existe uma força que mantém tudo isso em harmonia, que faz esta revolução acontecer. O mal faz um grande estrago na vida da pessoa, ele tenta nos enganar com falsas verdades. Mas essa força, de que lhe falei antes, é capaz de trazer a harmonia: é a força do amor.

Nós vamos viver momentos de dor, de cruz, na nossa vida. Mas Jesus foi humano para nos mostrar que, como Ele, nós viveremos, morreremos e também ressuscitaremos. A força que revoluciona nossa vida é a força do amor de Jesus manifestado na cruz.

Abra seu coração para que a “revolução Jesus” aconteça!
Foto: Robson Siqueira/cancaonova.com

Pelo batismo o homem se vestiu de Cristo. Não importa o que o outro vai achar, se vai ficar feio ou bonito, o que importa é que você se revista de Jesus Cristo. Seja um batizado, viva intensamente esta revolução, mesmo quando você não sente e não vê nada. Não tem como ser de Cristo e não querer viver unido a Ele na cruz. A religião de Jesus passa pela cruz. Se nós vivermos nossa fé seremos um outro Cristo e estaremos provando que Ele morreu numa cruz. Seja aquilo que você é: sal da terra e luz do mundo. O cristão não pode ser confundido.

Eu vivo essa “revolução Jesus” e quero vivê-la até o último momento da minha vida!
Precisamos lutar a cada dia para estar com os olhos fixos na Pessoa de Jesus Cristo, para que no último minuto não nos falte fé, nem o olhar do Senhor por nós.

Nós precisamos viver aquilo que o apóstolo Paulo nos diz: “Não vos comporteis mais como se comportam os pagãos (…) vestir-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, na verdadeira justiça e santidade” (Ef 4,17.24). Para isso, primeiro é preciso renunciar à vida passada, depois, revestir-se do homem novo já nesta vida. As marcas desta vida podem servir como marcas de salvação, porque é nesta vida, por meio dessas marcas que seremos salvos. Abra seu coração para que a “revolução Jesus” aconteça!

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo