Pelo batismo somos enviados como missionários

Padre Bruno
Foto: Fotos CN/ Maria Andreia

A Palavra que cura, que liberta, para mim, é uma graça, mas também uma grande responsabilidade, pois é a Palavra de Deus. Eu amo a pedagogia da Igreja, principalmente nestes três meses – agosto: mês vocacional; setembro: mês da Bíblia, e outubro: mês missionário.

Qual é a nossa missão? A nossa missão é a evangelização, ela é para todos aqueles que são batizados. Fomos batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

"Naqueles dias, apareceu João Batista, pregando no deserto da Judeia. Dizia ele: Fazei penitência porque está próximo o Reino dos céus. Este é aquele de quem falou o profeta Isaías, quando disse: Uma voz clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. João usava uma vestimenta de pêlos de camelo e um cinto de couro em volta dos rins. Alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre. Pessoas de Jerusalém, de toda a Judéia e de toda a circunvizinhança do Jordão vinham a ele.Confessavam seus pecados e eram batizados por ele nas águas do Jordão. Ao ver, porém, que muitos dos fariseus e dos saduceus vinham ao seu batismo, disse-lhes: Raça devíboras, quem vos ensinou a fugir da cólera vindoura? Dai, pois, frutos de verdadeira penitência. Não digais dentro de vós: Nós temos a Abraão por pai! Pois eu vos digo: Deus é poderoso para suscitar destas pedras filhos a Abraão. O machado já está posto à raiz das árvores: toda árvore que não produzir bons frutos será cortada e lançada ao fogo. Eu vos batizo com água, em sinal de penitência, mas aquele que virá depois de mim é mais poderoso do que eu e nem sou digno de carregar seus calçados. Ele vos batizará no Espírito Santo e em fogo. Tem na mão a pá, limpará sua eira e recolherá o trigo ao celeiro. As palhas, porém, queimá-las-á num fogo inextinguível" (Mateus 3, 1-12).

Nós proclamamos a Palavra do Senhor, para entendermos e firmarmos o sentido do batismo. Há uma graça essencial em nosso batismo, pois, através dele, nos tornamos “templos de Deus”. A Santíssima Trindade nos dá, no batismo, a santificação. Nele [batismo] nós recebemos, como uma semente pequena, as virtudes teologais: fé, esperança e caridade.

Como está a sua fé, a sua esperança e a sua caridade? Como elas estão sendo trabalhadas?

No batismo essas virtudes são "impressas" em nós. Tudo o que você recebeu, desde que ela era um sementinha, precisa se desenvolver. Lembre-se de que do grão pequeno cresce uma grande árvore.

Muitas vezes, paramos em nossa pequenez, só que, atrás dessa pequenez, há uma palavra: a "omissão". Se as pessoas não falam da vinda de Cristo, é porque não querem começar essa missão.

Você tem celebrado o seu batismo? Porque naquele momento foi festa no Céu, foi impressa em cada um de nós uma missão, e temos que atendê-la. Nós precisamos assumi-la, pois quem não a assume some. É preciso que assumamos quem somos; precisamos, a cada dia, proclamar a nossa missão, pois a vinda de Jesus está próxima. Pois Ele vai voltar, mas não sabemos a hora nem o momento.

Nós pecamos muito pela vergonha, pois quantos têm vergonha de proclamar o nome de Jesus Cristo! Mas não têm medo de viver em pecado! Uma vez que você foi batizado, você pertence ao Senhor! A nossa missão é nos desgastar pelo Rei, nos desgastar para salvar almas. Mas essa missão é para que você tenha coragem de viver uma fé verdadeira.

 

"A nossa missão é anunciar Jesus", afirma padre Bruno
Foto: Fotos CN/ Maria Andreia

É tempo de levantar a cabeça! Existe muita gente viva que está morta! É preciso reanimar, é preciso ir em frente! Nós não temos problemas, nós temos desafios. Uma vez que você foi batizado, isso é indelével, não se desfaz mais, porém o nome do Senhor tem que ser anunciado.

"Estes são os Doze que Jesus enviou em missão, após lhes ter dado as seguintes instruções: Não ireis ao meio dos gentios nem entrareis em Samaria; ide antes às ovelhas que se perderam da casa de Israel. Por onde andardes, anunciai que o Reino dos céus está próximo. Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. Recebestes de graça, de graça dai! Não leveis nem ouro, nem prata, nem dinheiro em vossos cintos, nem mochila para a viagem, nem duas túnicas, nem calçados, nem bastão; pois o operário merece o seu sustento. Nas cidades ou aldeias onde entrardes, informai-vos se há alguém ali digno de vos receber; ficai ali até a vossa partida. Entrando numa casa, saudai-a: Paz a esta casa. Se aquela casa for digna, descerá sobre ela vossa paz; se, porém, não o for, vosso voto de paz retornará a vós. Se não vos receberem e não ouvirem vossas palavras, quando sairdes daquela casa ou daquela cidade, sacudi até mesmo o pó de vossos pés. Em verdade vos digo: no dia do juízo haverá mais indulgência com Sodoma e Gomorra que com aquela cidade" (Mateus 10, 5-15).

A experiência de Deus inquieta o nosso coração, ao escutarmos essa Palavra entendemos que a nossa missão não é fácil. É uma missão árdua, mas, com o nosso batismo, nós conseguimos [cumpri-la]. Jesus, durante a vida pública, foi colhendo homens pelo caminho.

Se você tem encontrado dificuldades para anunciar o Evangelho de Deus, dê glória a Ele! Continue! Pois o primeiro que tem de mudar é você; nós não podemos parar na primeira tentativa. Basta confiar!

A nossa missão da evangelização se dá na caminhada, pois, no caminho, o Senhor vai nos capacitando. A nossa missão é anunciar Jesus. Você já foi eleito, só precisa dar sequência a sua missão. Não adianta ficar se referindo “àquele tempo”, fale do “agora”!

Às vezes, queremos coisas grandiosas, mas não temos nada. Deus faz a obra e temos que continuar, temos que colocá-la em prática. Pela graça do batismo, você já foi selado – evangelize e assuma a sua missão!

Todos têm alguma coisa que podem fazer pela evangelização, só precisam colocá-la a serviço! Assuma Jesus com alegria e ousadia!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo