Permanecei em Jerusalém

No final, antes da ascensão de Jesus Cristo ao céu, Ele pede para que seus apóstolos não saiam de Jerusalém, mas esperem o cumprimento da promessa do Pai: 'Vocês devem permanecer na cidade até que sejam revestidos do poder do alto' (cf. Lc 24,49).

Que significa não sair da cidade e permanecer em Jerusalém? Afinal de contas, o Senhor nos pede para sair pelo mundo e pregar a Palavra, e “não sair da cidade” significa não sair de nós mesmos.

Deus quer que você faça de seu próprio coração um cenáculo de louvor, de oração e esperança para pedir o Espírito Santo, receber a força do alto e proclamar que Jesus Cristo está vivo e é o Senhor. Por isso, o nosso compromisso hoje é com Deus. Aqui não somos “turismáticos”, somos carismáticos. Os “turismáticos” sempre fogem de si mesmos, mas os carismáticos têm a força de voltar ao mais fundo de seu ser e descobrir Deus no seu coração. Por isso, São Paulo diz que o Espírito Santo derrama o amor de Deus em nosso coração de tal maneira que não podemos sair de nós mesmos. “Não sair da cidade” significa não fugir das nossas responsabilidades familiares, das circunstâncias concretas de nosso país e de todas as dimensões da vida humana que precisamos viver.

OUÇA: "Estilo pentecostal de falar com Deus"

Hoje, podemos falar de uma cultura de Pentecostes, quer dizer: um estilo pentecostal de falar com Deus, de amar o próximo e se aproximar d’Ele. Uma forma de se relacionar com a criação. Jesus nos pede para “não sairmos da cidade”, ou seja, não fugirmos das realidades concretas.

Todas essas palavras, a Sagrada Escritura dirige a nós. Você é Jerusalém, sua família, sua paróquia e a Igreja também são Jerusalém e nós estamos esperando por uma “Nova Jerusalém”, cheia de água viva, onde Jesus Cristo seja ressuscitado. A América tem que ser como um imenso cenáculo de adoração, de louvor, de Pentecostes. Desde hoje podemos proclamar que Jesus é o Senhor. Com absoluta certeza, como Pedro proclamou essa verdade, ele declara, junto com os apóstolos, a toda casa de Israel que Jesus é o Senhor, o Messias. Essa é a proclamação que todo cristão da América Latina precisa fazer.

OUÇA: "Somos Jerusalém"

O Espírito vai nos revelar uma verdade plena. Quando celebramos o Sábado Santo, os sacerdotes, na porta de nossas paróquias, tomam um círio de cera grande, começam a pregar, desenham sobre ele a primeira e última letra do alfabeto grego e toda assembléia grita: "Cristo Jesus, princípio e fim, alfa e ômega, dono do tempo, dono da eternidade". Jesus é o dono da minha vida, da minha existência, dono da minha família, da minha esposa e de meus filhos. Ele é dono de todas as coisas.

Para Jesus foram feitas todas as coisas, afirma São Paulo aos colossenses: "Sem Ele, nada se fez, pois tudo pertence a Jesus".

A Paixão de Jesus foi uma verdadeira expropriação. Nós fomos expropriados do pecado, da morte, e fomos possuídos pela vida. Jesus Cristo abriu os seus braços na cruz e nos redimiu. A cruz nos expropriou. Cristo pagou e morreu por você, no seu lugar, e o salvou.

Queridos irmãos, isso é algo maravilhoso! No capitulo 16 de São Lucas, depois da Palavra do “Filho Pródigo”, Jesus nos diz: Se vós sois tão mal administradores das coisas que lhe pertencem, quem vai confiar nas coisas que não lhe pertencem? (cf. Lc 16). Gostaria de lhe perguntar: o que é mais fácil: dizer eu sou de Jesus ou Jesus é meu? O Espírito Santo lhe pertence, os sacramentos, os seus carismas e o Pentecostes. O que lhe pertence é o reino dos céus.

Parece-me que viemos aqui não para ser expectadores, mas participantes na fé, dos dons de Deus. Ele quer que você, carismático, tome posse daquilo que Ele lhe dá. Quando Deus Pai nos abraça, o faz com Jesus e com o Espírito Santo. Não podemos ser missionários sem ter esse abraço. Isso é Pentecostes. Maria Santíssima nos convida a receber esse abraço hoje.

O mistério de Deus é um mistério de unidade, pois Deus é um. Nós cremos em um só Deus. Cremos que Ele é o mistério de um Pai que ama o seu Filho. Façamos da América Latina um imenso cenáculo. Maria Santíssima nos convoca, nesse momento crucial da história, a sermos coerentes e a retornarmos ao cenáculo. Ela nos convoca ao retornar a levantar nossos braços e pedir a ressurreição.

OUÇA: "Façamos da América Latina um imenso cenáculo"

Precisamos fazer muitos cenáculos, inundar as nossas cidades e paróquias de cenáculos de oração; temos que contagiar o homem de hoje e inundá-lo de amor, da água viva do Espírito Santo.

Líderes da Renovação Carismática, gostaria de lhes perguntar: Por que choram se o Pentecostes ainda não acabou?

Imagine que Jesus está vivo e o ama. Como você se sente? Jesus lhe pergunta: “Por que choras?” Pai e mãe de família, Maria, Pedro, Manoel, Antônio, Marcos, por que choram? A quem estão buscando?

Jesus está na sua alma e lhe dizendo: “Deixe-se salvar por mim”. O Pentecostes acontece para quem se deixa abraçar por Ele.

Transcrição: Michelle Mimoso
Fotos: Lucilene Silva
Áudios e edição: Willieny Isaias


Adquira essa pregação pelo telefone:
(12) 3186-2600



Padre Pepe Garza


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo