Permanecei em meu amor

Padre Sílvio César
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com
Jesus falou com a vida aquilo que Sua boca proclamou. No Evangelho de hoje, quando Ele nos apresenta o Pai, somos convidados a viver o primeiro despertar dos apóstolos.

Quando começamos a aprender sobre os ensinamentos de Jesus, começamos a adotar atitudes que correspondem ao amor de Deus. Se você quiser entender a dimensão do amor do Pai por você, basta olhar as atitudes de Seu Filho.

Não existe prova de amor maior do que doar a vida pelo irmão. Jesus nos mostrou isso de forma concreta, morrendo na cruz pela nossa absolvição. O amor que passa pela delicadeza do céu nos incomoda.

 
Jesus viveu um mistério de sofrimento por amor, um mistério que havia sido revelado a Ele pelo Pai desde o início. Sua alegria, presente no Evangelho de hoje, deve ser a nossa alegria  também perante as coisas de Deus. Nossa presença na Santa Missa não deve ser baseada no medo do juízo final, mas no prazer de viver a intimidade com o Senhor.

Temos Cristo tão perto de nós, mas ainda não nos demos a oportunidade de saborear a Sua presença. Você deve se perguntar, agora, se as celebrações das quais você participa são sustento na sua caminhada ou apenas uma obrigação que você mesmo se impôs.

Às vezes, queremos chegar perto de Jesus, queremos Lhe dizer muitas coisas, mas O ouvimos pouco. Como vamos aprender com o Mestre se não O deixamos falar? Em primeiro lugar, precisamos conhecer Jesus e compreender que é na simplicidade de Suas Palavras que as pessoas se sentem provocadas por Ele.

Parece muito fácil ouvir as Palavras da boca de Jesus, porém, quando precisamos colocá-las em prática, as dificuldades se apresentam. Mais do que conhecê-Lo, é preciso saber vivenciá-Lo.

O mistério que celebramos é muito grande, e, a cada Eucaristia, é como se entrássemos nesse tempo, nos desligando de tudo à nossa volta para nos ligarmos a Deus.

"Não tenha medo de caminhar ao lado de Jesus", exorta padre Sílvio César
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com

Nós não podemos apressar aquilo que o Senhor quer fazer em nós, mas devemos nos apresentar diante d'Ele, nos abandonar em Seus braços, esperando sempre por Suas surpresas.

O mundo ficou um pouco mais bonito depois que Deus resolveu criar você. Hoje, você pode estar vivendo um sentimento de abandono, clamando a oportunidade de se sentir amado por Ele. Diante da sua angústia, Jesus responde: "Permanecei no meu amor". Você deve ser um fruto bom, porque o agricultor experiente sabe que de onde vem o bom fruto.

Não tenha medo de caminhar ao lado de Jesus. Hoje Ele lhe convida a estar na Sua presença. Mas se você ainda não se decidiu por Ele, talvez não tenha feito uma experiência concreta com o Espírito Santo.

Por tanto, não deixe que essa luz se apague, porque onde há luz as trevas não podem existir. Seja essa luz viva na vida daqueles que ama e todos poderão fazer a mesma experiência com o amor de Deus.

 
Transcrição e adaptação: Gustavo Souza

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo