Perseverantes na Divina Misericórdia

Mauro Roberto do Rio de Janeiro
Foto: Robson Siqueira/CN

Quando estava a caminho de Cachoeira Paulista, vindo para Festa da Misericórdia, me recordei do que Jesus disse a Santa Faustina: que o céu estaria aberto sobre nós e que muitas graças seriam derramadas. Eu disse: Jesus estou indo receber essas graças que prometeu!

Nós necessitamos muito da ajuda do alto, da força da misericórdia para alcançar a maturidade espiritual. A maturidade espiritual requer muita força, muito desprendimento e empenho da nossa parte. Meu testemunho é todo graças à força da Divina Misericórdia.

Eu sou o caçula da casa, 7 mulheres e 3 homens. Uma infância muito conturbada, muito sofrida. Eu era caçoado na escola por causa do meu jeito e não entendia. Eu me escondia, muitas vezes, chorava pelos cantos e evitava estar no meio das pessoas, dos garotos da minha idade.

Quando cheguei aos 16 anos eu não sabia a quem procurar nem o que fazer! Eu decidi, então: "Vou me deixar levar, não consigo entender o que vivo, não consigo vencer". Por isso decidi: "Não quero ser só homossexual, quero ser uma mulher!" Nesse momento eu desisti de ser homem. E com esse me deixar levar, cheguei a ponto de ser confundido na praia. Tinha realmente me tranformado, pela força de hormônios femininos, em uma mulher. Minha família teve que aguentar firme, vendo toda aquela situação: o corpo do filho mais novo sendo mudado para o corpo de uma mulher. Por muitas vezes, com nó na garganta, tiveram que me chamar com nome feminino, para não atrair a atenção das pessoas na rua.

Quando cheguei aos 29 anos, já tinha conseguido me livrar do julgamento das pessoas. Ninguém mais me xingaria, porque já conseguia enganar a todos como se fosse uma mulher. Assim consegui viver mais tranquilo na sociedade, porém, o meu interior era um furacão, parecia um turbilhão. Na hora em que ia dormir, era a hora em que convivia com o Mauro e me lembrava: "Ainda não sou totalmente uma mulher". Isso me angustiava.

Disse para mim mesmo: "Eu preciso de mais perfeição feminina" e apelei para a cirurgia plástica! Então uma pessoa me disse: "Você não é feliz! Enquanto você achar que é mulher, você não vai ser feliz! Faça mudança de sexo". Foi quando a Divina Misericórdia entrou em minha vida…

Em abril de 1998, estava sentado na sala da minha casa, quando percebi que algo mudou dentro de mim. Estava rezando antes de ir dormir. Não foi nada extraordinário. Era uma força por dentro. Era como se eu tivesse retomado minhas forças e eu decidi mudar. Rapidamente tirei as roupas e disse: "Jesus, nunca mais isso vai pertencer a mim. Meu Deus, estou sentindo um amor, que pensei que não pudese existir nesta terra".

As pessoas me diziam: "Mauro, alguma coisa mudou em você". Eu dizia que não sabia o que era, mas, no fundo, sabia que havia aceitado Jesus! Então meu irmão e minha cunhada disseram: "Vamos dar o quadro da Divina Misericórdia para o Mauro porque ele precisa se agarrar à Misericórdia. Aquela era a graça de Deus que me visitava com a ajuda de Jesus misericordidoso.

Minha família não aceitava minha vida, mas eles me acolhiam. A dor era muito grande, só o poder de Deus mesmo! Enfrentar meus medos, incertezas e me enfrentar não era fácil, mas eu decidi e fui buscar a confissão para me purificar, deixar toda a vida velha e buscar vida nova.

Eu disse: "Padre, já estou há um mês com Jesus. Eu quero mudar". E perguntei ao sacerdote: "Será que eu tenho condições de comungar? Eu tenho seios, cabelo grande…" E ele me disse: "Pode se aproximar da Eucaristia, Mauro. A Misericórdia de Deus já o alcançou".

"Mauro, Deus quer fazer de você um altar de adoração e louvor", diz Salette.
Foto: Robson Siqueira/CN

:: Veja fotos no Flickr
:: Veja + fotos também no Facebook

O inimigo de Deus diz assim: "Você é indigno de Deus!" E eu dizia: "Eu sou indigno mesmo, mas a Misericórdia de Deus me chamou e eu tenho que me colocar aqui, porque é na Eucaristia que encontrarei forças. Meu lugar é aqui retornando à mesa da comunhão".

Eu me inseri na comunidade, na RCC e fui buscando a santidade. Conheci a Canção Nova e fui me aproximando cada vez mais de Deus, das coisas de Deus, buscando verdadeiramente uma vida nova.

Deus nos diz: "Agora é o momento de maturidade! Agora é o momento de aceitar tudo que eu lhe peço! Agora é o momento de agir com coragem, com discernimento, com sabedoria. Prosseguir na fé, se lançar no meu serviço". Estamos sendo inundados com muitas graças, amar e confiar na Misericórdia de Deus. Só o amor liberta e cura. O amor vai nos impulsionando, inundando primeiro nosso ser e tranbordando para os outros.

Quando eu abri aquele presente e vi a imagem de Jesus Misericordioso, o que mais me chamou atenção foi o olhar do Senhor nessa fotografia. Quando ficamos um tempo olhando para essa imagem, vamos percebendo o quanto Ele vai nos instruindo e amando, nos dando a força necessária para a maturidade.

Reze comigo: Jesus, eu quero confiar plenamente na Tua Misericórdia. Eu quero prosseguir com alegria, com tudo que estou enfrentando, com todas as minhas lágrimas. Eu quero prosseguir com alegria, confiando na Tua misericórdia. Jesus, eu confio em Vós!

Assim como o Santuário do Pai das Misericórdias está sendo construído aqui na Canção Nova, Deus quer construir você.

Ricardo Sá proclama trecho do diário de Santa Faustina
Foto: Robson Siqueira/CN

Palavras de Jesus a Santa Faustina: “Minha Filha, se por teu intermédio peço aos homens o culto a minha misericórdia, por tua vez deves ser tu primeiro a distinguir-se pela confiança na minha misericórdia. Estou exigindo de ti atos de misericórdia, que deve correr o teu amor para comigo. Atos de misericórdia em todo lugar. Eu te indico três maneiras de praticar a misericórdia para com o próximo: Ação, palavra e oração. É deste modo que a alma honra e glorigfica a minha misericórdia. Sim, o primeiro domingo após a Páscoa é a Festa da Misericórdia. Por meio desta imagem, concederei muitas graças pela minha misericórdia. Oh meu Jesus, vós me ajudais em tudo! Vós vedes como somos pequenos. Contamos unicamente com a vossa bondade.”

Transcrição e adaptação: Cristiane Viana



Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600

 



Mauro Roberto


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo