PHN: Coragem e constância


Cobertura completa do evento no menu ao lado


.: Assista ou ouça essa pregação, na íntegra
“Após a morte de Moisés, servo do Senhor, o Senhor disse a Josué, filho de Nun, assistente de Moisés: Meu servo Moisés morreu. Vamos, agora! Passa o Jordão, tu e todo o povo, e entra na terra que dou aos filhos de Israel. Todo lugar que pisar a planta de vossos pés, eu vo-lo dou, como prometi a Moisés. O vosso território se estenderá desde esse deserto e desde o Líbano até o grande rio Eufrates – todo o país dos hiteus – e até o mar Grande para o ocidente. Enquanto viveres, ninguém te poderá resistir; estarei contigo como estive com Moisés; não te deixarei nem te abandonarei. Sê firme e corajoso, porque tu hás de introduzir esse povo na posse da terra que jurei a seus pais dar-lhes. Tem ânimo, pois, e sê corajoso para cuidadosamente observares toda a lei que Moisés, meu servo, te prescreveu. Não te afastes dela nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas feliz em todas as tuas empresas. Traze sempre na boca (as palavras) deste livro da lei; medita-o dia e noite, cuidando de fazer tudo o que nele está escrito; assim prosperarás em teus caminhos e serás bem-sucedido. Isto é uma ordem: sê firme e corajoso. Não te atemorizes, não tenhas medo, porque o Senhor está contigo em qualquer parte para onde fores.” (Livro de Josué capítulo 1, versículos 1-9)

A Palavra é: “não tenhas medo, não te acovardes”, ou seja, não seja um medroso, coloque a mão no peito e assuma: “não tenha medo, não te acovardes, pois o Senhor, teu Deus, está contigo”. Quer você queira ou não o Senhor sempre estará contigo, até mesmo naquele momento em que fomos pecadores, nos rebaixando.

Tendo na ponta da minha língua o Livro da Lei, a Bíblia, eu terei êxito na minha vida. Narrarei dois êxitos na minha vida para você entender, pois não estou falando de carros, casa na praia e de outros bens materiais, mas dos êxitos que a Bíblia traz para nós. Antes de vir para a Canção Nova, eu trabalhava numa fábrica, eu cuidava da mecânica de carros, e quando cheguei aqui já era casado e tinha o meu primeiro filho, o Felipe, de 3 anos na época. De repente, veio a notícia de que o meu filho precisava operar do coração, e eu já não tinha mais plano médico, precisava enfrentar a fila do hospital público. Sempre que íamos para o hospital, em São Paulo, o Felipe sempre perguntava como era a operação, e eu explicava tudo, foi assim até os 10 anos dele.

Depois de seis anos de espera, confirmou-se a notícia de que o meu filho realmente precisaria operar. Foram selecionadas as 20 crianças e ele sempre perguntando como era a operação. Não era fácil lhe dar esta explicação, mas também não era fácil para ele escutar. Era um relacionamento de filho e pai. Era uma exigência de Deus para este relacionamento, e durante aquela espera por todas as crianças que iam aos poucos fazendo a cirurgia, haviam crianças que não voltavam vivas da cirurgia, e nós, pais, tínhamos que explicar tudo. Até que finalmente chegou o dia da operação dele. Ele me perguntou novamente como era a cirurgia. Felipe, meu filho, era a vigésima criança a ser operada. No trajeto do elevador até o andar onde a cirurgia iria acontecer, quando a porta do elevador abriu ele olhou para mim e disse: “Pai, eu não quero mais”, e eu lhe disse: “Filhão, não dá mais para voltar. Agora é a hora de você ser forte, vai lá. Coragem, amigão!”.

Depois de sete horas, o Felipe saiu da cirurgia e disse: “Pai, foi do jeito que você falou, e eu estou bem”. Depois de um tempo ele já estava jogando futebol comigo. Hoje, quando olho para a cicatriz do Felipe, digo: “Está aí a marca do êxito do Senhor”.

Outro êxito foi com a morte do meu pai. Você deve me questionar: \’mas como isso?\’. Eu lhe pergunto: Quem quer ir para o céu agora? Mas para ir para o céu agora é preciso morrer, e se você quiser ir para o céu agora você tem algum problema, e nós precisamos cuidar de você.

Em minha juventude, foram muitas as vezes em que cheguei em casa bêbado, drogado e fingindo que estava dormindo, via a minha mãe rezando por mim: “Pai do céu, tira o meu filho dessa vida” e orava em línguas. Na época, eu pensava que ela estava louca quando rezava daquele jeito estranho. Por insistência do meu pai e da minha mãe eles foram me tirando daquela vida, até eu me tornar um missionário.

O outro grande êxito foi quando meu pai estava no fim de sua vida, pois estava com câncer no pulmão e segundo o médico resistiria apenas três dias de vida, e eu precisava sair em missão para o Nordeste. Eu entrei no hospital, onde ele estava, e lhe disse: \”Pai, eu te amo, eu te amo, eu te amo!\”. Falei isso muitas vezes para ele e disse tudo o que estava acontecendo, disse que poderia ser a nossa última conversa, e lhe pedi que se me autorizass a ir para a missão que era para ele piscar duas vezes. Ele piscou. Quando cheguei na cidade da missão me disseram para eu voltar porque meu havia falecido e que o encontro já estava remarcado. Tenho certeza de que ele está agora lá, do lado de Deus cutucando o braço d\’Ele, me apontando e dizendo: “Esso é o meu filho”. Isso é êxito no Senhor. Não tenhas medo é o que o Senhor nos diz.

Se estou falando da cirurgia do coração de um filho e da morte de um pai, o que vou dizer para a situação de pecado que você vive? A cada \’não\’ que você dá ao pecado, Deus lhe abre maravilhosas portas que vão fazer da sua vida uma vida maravilhosa, que vão fazer com que as pessoas queiram ficar perto de você, pois o seu jeito de ser contagia, a sua maneira de agir é algo que contagia os outros; vão dizer que é maravilhoso ficar perto desse jovem que é você. E por quê? Porque vêem em você aquilo que eles sonhavam ser, pois na época deles não tinha o PHN.
Como o Papa João Paulo II disse: \’Vão para casa. Sejam como vocês são e sejam santos. Vocês vão colocar fogo no lugar onde vocês estão\’.

Preciso dizer para você, jovem, que se prostitui, que se droga, que vive o homossexualismo, que isso não é ser jovem, é ser uma caricatura; é um \’homem-bomba\’. Existem pecados que acabam com a vida; há muitos jovens que injetaram na veia droga uma só vez e adquiriram o vírus HIV. Você não é isso! Você é jovem! Volta para a sua casa e incendeia a sua casa com o fogo do Espírito Santo, mas você precisa permitir que Deus o pegue, e pode ser pela Sua Palavra.

Vejamos no livro de Provérbios: “Guarda teu coração acima de todas as outras coisas, porque dele brotam todas as fontes da vida. Preserva tua boca da malignidade, longe de teus lábios a falsidade! Que teus olhos vejam de frente e que tua vista perceba o que há diante de ti! Examina o caminho onde colocas os pés e que sejam sempre retos! Não te desvies nem para a direita nem para a esquerda, e retira teu pé do mal.” (Livro de Provérbios capítulo 4, versículo 23)

Quem aqui tinha a boca suja de tantos palavrões, e agora já não fala mais? Quando você passa a mudar as suas palavras é porque você já está mudando o seu coração. A boca fala daquilo que o coração está cheio.

Sabe por que há uma confusão dentro de você? Porque a Palavra de Deus, quando entra no coração da pessoa, divide o que é bom e ruim.

Você tem a sensação de que está fazendo a coisa mais certa da sua vida, mas isso não é verdade; muitas vezes, você apenas disse o seu ponto de vista. E cada um tem o seu ponto de vista, e não temos o ponto de vista do outro. Muitas vezes fazemos coisas somente a partir do nosso ponto de vista, não tivemos o ponto de vista do seu pai, mãe, irmão, amigo, amiga e nem o ponto de vista de Deus, e erramos e pecamos.

A Palavra é mais penetrante, faz a divisão do bem e do mal. Se você tem bem claro o que é o bem e o mal, e pode optar pelo bem, mas faz a opção pelo mal, isto é uma atitude isenta de discernimento do Espírito Santo.

Meu irmão, está aqui na Bíblia, leia, medite neste livro, e você terá êxito. Deus fará com que você tome as decisões corretas. PHN é uma decisão diária!. Faça como nós que ao amanhecer, dizemos: “Bom dia, Espírito Santo! O que vamos fazer juntos hoje?”, e logo em seguida: “Por hoje não, por hoje eu não vou mais pecar”.

Está aqui na frente de vocês uma pessoa que tem coragem e constância, mesmo caindo e se arrastando. Quando você cair, caia na frente do padre, peça perdão, seja absolvido, levanta e continua a caminhar com coragem e constância, e Deus fará em você tudo aquilo que você quer: O amor d\’Ele. No final do dia, Deus vai lhe dizer : \’Descanse, filho meu. Eu vi o seu esforço para não pecar, e você não pecou por um dia. Durma, sonhe comigo e amanhã eu vou o despertar de novo\’. Coragem você pode viver isso!

Deus está colocando em seu coração coragem para você dizer e viver: “Por hoje eu não vou mais pecar!”.

Transcrição: Ana Paula Rosa

Você pode adquirir essa palestra através do telefone: (12) 3186 2600

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo