Por que tanto sofrimento?

Frei Antônio Moser
Foto: Nara Bessa

Falar do sofrimento não é fácil. Não estou aqui para lhes transmitir um sentimento negativo.
Vamos refletir sobre um aspecto fundamental de nossa vida, e de acordo com um trecho do livro do Eclesiastes. Através do sofrimento é possível encontrar o caminho da nossa realização em Deus.

1.Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus: 2.tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado; 3.tempo para matar, e tempo para sarar; tempo para demolir, e tempo para construir; 4.tempo para chorar, e tempo para rir; tempo para gemer, e tempo para dançar; 5.tempo para atirar pedras, e tempo para ajuntá-las; tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se. 6.Tempo para procurar, e tempo para perder; tempo para guardar, e tempo para jogar fora; 7.tempo para rasgar, e tempo para costurar; tempo para calar, e tempo para falar; 8.tempo para amar, e tempo para odiar; tempo para a guerra, e tempo para a paz. Ecle 3,1-8

Vamos nos centrar em como enfrentar o sofrimento, e como vencer o sofrimento. Não espere receitas fáceis, mas eu gostaria de refletir junto com você para colocarmos os fundamentos da felicidade que não tem fim.

Todos nós carregamos alguma cruz. Quem aqui nunca sentiu uma dor? O peso da cruz depende muito da fé que nos anima.

Por que tanto sofrimento?

Vamos refletir sobre vários aspectos.

Vamos nos voltar sobre figuras, personagens, que se depararam com grandes sofrimentos.
Jó sentiu o abandono. Ele perdeu tudo. Veja em Jó 21,23ss

São Francisco, Santo Antônio… quantos santos sofreram. Me diga o nome de um santo que não sofreu!

Sofrimentos físicos: chuvas, enchentes, terremotos, Tsunami´s, acidentes automobilísticos e etc. Deficiências físicas: A maior parte dos sofrimentos são frutos da maldade humana. Quantas guerras! Quantos aprenderam a odiar e matar. Isso está na origem dos sofrimentos. Existem sofrimentos de causas naturais que estão mais freqüentes por que são agravados pelos problemas ecológicos provocados por homens.
Sofrimentos psíquicos e afetivos. Quanto desgosto e mágoas. Quantas pessoas deprimidas. Por que tanta depressão? A resposta não é fácil. O mau e o sofrimento sempre foram um mistério.
Esses sofrimentos dependem muito da sensibilidade da pessoa. Umas mais frágeis outras não.
Seja um homem, um mulher que saiba o que quer! Você saberá enfrentar as situações, mesmo sofrendo, mas com a ajuda de Deus.

Muitas vezes a causa do sofrimento não depende de nós. Mas a maior parte dos sofrimentos tem como causa a maldade humana.
Sofrimentos físicos, psíquicos, afetivos e espirituais.
Vivemos no aspecto espiritual, as tentações. Tentação de largar tudo. Largar trabalho, deixar a fé, buscar uma vida fácil.
O pecado destrói a pessoa. O alcoolismo, a drogadição, os excessos na alimentação. Quantos sofrem porque comem demais, ou porque passam fome. Fruto do pecado e da ganância.
Como entender que o sofrimento e a dor podem ser caminhos para nossa realização?

Ouça AQUI esta pregação

Transcrição: Nara Bessa


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE: (12) 3186 2600


Frei Antônio Moser


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo