Por quem você está sendo guiado?

Pe. José Junior
Foto: Wesley Almeida/CN

“Seu som ressoa e se espalha em toda a terra! (Salmo 18)” Este Salmo é adequado para a transmissão da Palavra de Deus, pois o som que ressoa agora é o da misericórdia, da bondade, do amor de Deus que se espalha por toda a terra. Celebramos hoje São Felipe e São Tiago e a exemplo deles somos convidados a espalhar este som por toda a terra.

Através deste Evangelho e da vida desses dois Apóstolos pensei em refletir sobre o caminho. “Eu sou o caminho a verdade e a vida”. Durante nosso caminho encontramos obstáculos, dificuldades próprias de quem abraça o Senhor. Mas Jesus nunca nos enganou, Ele já dizia que precisaríamos abraçar a cruz, renunciar a nós mesmos e segui-lo

Para seguir é preciso uma constante renuncia. Os sacerdotes, hoje, se vestem de vermelho para lembrar o martírio. Se nós queremos percorrer os caminhos de Cristo não devemos rejeitar o sofrimento, o martírio. Muitas vezes, surge o desânimo, a vontade de desistir, não devemos. Os discípulos sofreram por amor a Jesus e seu evangelho.

O mundo quer nos levar por caminhos que nos distanciam do Senhor. É bom nos perguntarmos, quem guia meus caminhos? Por quem eu sou guiado? Podemos nos deixar guiar por nossos medos, traumas do passado que ficam como uma sombra nos perturbando. Há situações em que para preencher os vazios do nosso coração, vivemos consumindo.

Não estamos aqui por acaso, o Senhor que transformar nossos conceitos. Pela graça do Espírito Santo vamos compreendendo, e tendo coragem de nos gastarmos pelo Evangelho, pois sabemos o nosso caminho, sabemos para onde vamos.

preciso entender a vontade de Deus para nossas vidas” exorta Pe. José
Foto: Wesley Almeida/CN

Não fomos criados pelo acaso, e é preciso entender a vontade de Deus para nossas vidas. Por que estou neste mundo?

Muitas literaturas tentam dar sentido a nossa vida nos dizendo: “Você consegue, você tem potencial”, porém não conseguem nos dar uma resposta verdadeira, porque a resposta é Jesus, o sentido é Ele.

Antes do nosso nascimento, Deus já havia pensado em nossa existência, a Palavra de Deus nos assegura isso. Por isso é que devemos nos deixar guiar por Deus. Não podemos nem devemos nos entregar as adversidades da vida, ao contrário, devemos nos deixar guiar por Deus, pelo poder e a graça do Espírito Santo.

Se os Apóstolos tivessem se deixado vencer pelo medo, não tinham contemplado o derramamento do Espírito Santo em suas vidas. Assim precisamos ser, perguntar a Deus o que Ele quer nos falar, o que Ele quer fazer em nós para depois não nos arrependermos.

Quando for possível, é necessário pular os obstáculos.” afirma Pe. José Júnior
Foto: Wesley Almeida/CN

Podemos ser como Filipe, que pediu a Jesus para mostrar-lhe o Pai, e Jesus era o sinal, a presença do Pai, mas ele não havia percebido. Assim somos nós, não percebemos que o Pai está ao nosso lado nos dando as respostas de que precisamos. A nossa fé e a nossa confiança não podem morrer.

Sem Deus não podemos chegar a lugar algum, mas é preciso esperar, afinal, Deus tem o seu tempo. E para as coisas Dele há um caminho que precisa ser percorrido. Quando for possível, é necessário pular os obstáculos, correr, deixar para trás aquilo que nos faz arrastar no caminho, mas é preciso caminhar.

A força do amor de Deus é o que nos faz ter coragem para seguir em frente. É preciso pedir a Deus a graça de mergulhar, aprofundar no Espírito Santo, no amor de Deus; este mesmo amor que levou os Apóstolos a viver o martírio e que hoje nos leva a viver a doação, o amor ao outro.


Transcrição e adaptação: Rogéria Nair


Padre José Júnior


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo