Precisamos sair do pé da montanha

Padre Rafael
Foto: Robson Siqueira

Podemos entender benção e maldição numa coisa corriqueira do dia-a-dia, quando uma pessoa está vindo, se ela é uma benção, todos a querem por perto, mas se achamos ela uma maldição, queremos fugir, virar o rosto, fingir que não a estão vendo. E isso serve de reflexão para nós: “Como eu me classifico, uma benção ou maldição?” As pessoas quando me veem dizem: “que bom que ele está vindo”, ou falam: “vamos embora, para que ele não nos veja.”

Muitas vezes nós acostumamos com as coisas de Deus, muitos vamos a missa todos os dias, rezam 1000 ave-marias por dia, mas se faz a pergunta: Será que eu ainda tenho a sensibilidade que o meu socorro vem do Senhor, ou eu estou acostumado com as coisas de Deus?

Deus, não pode ser algo rotineiro na nossa vida, precisa ser algo extraordinário, pois é Deus que está se revelando a nós. Como Moisés, não podemos ficar na margem da montanha, precisamos subir em direção a Deus.

O Senhor nos convida hoje a darmos passos, a ir além, a subir a montanha. Existem parcelas de pessoas que ouvem e endentem a palavra, mas existe outra parcela que fica no lado negativo da profecia de Isaías, que não entende a palavra do Senhor, que ficam no pé da montanha, não querem enxergar a beleza de Deus.

Nessa busca entendemos quando Jesus diz, “pessoa que não tem, será tirado até o pouco que tem.”(Mateus 13,12b). São as buscas, quantas vezes buscamos alegrias, o parceiro, a paceira ideal, o amigo, amiga ideal, a perfeição e esquecemos de buscar o essencial.

“Buscamos a perfeição e esquecemos de buscar o essencial” Padre Rafael
Foto: Robson Siqueira

Quando construímos nossa vida baseada no nosso jeito de ser, eu perco aquilo que aparentemente eu tinha, a esperança de encontrar o meu ideal. Jesus chama a atenção dizendo que poderemos viver essa profecia negativa, de tirar o que não temos.

A palavra nos convida a refletirmos como estamos buscando a Deus, estou subindo a montanha, ou estou estacionado aonde eu cheguei? Já conheço a palavra de Deus, já está ótimo.

Quais são s frutos que você produz dentro da comunidade, dentro do seu trabalho? Quando eu quero subir a montanha como Moisés, quer dizer que estou produzindo frutos. Como diz Jesus no evangelho, não podemos ser insensíveis, quantas vezes os pais mandam os seus filhos para missa, para a catequese e vão tudo de má vontade, porque o pai e mãe ficam no sofá assistindo a TV. Será que a minha vida produziu frutos, que leva outras pessoas a querer subir a montanha?

“Se você quiser ser uma benção, você será uma benção” afirma Padre Rafael
Foto: Robson Siqueira

Precisamos saber que obstáculos na vida sempre teremos, a montanha sempre teremos, mas é Jesus que caminha conosco. Se realmente tivermos essa certeza teremos coragem de subir a montanha, senão ficaremos no pé dela. Outra coisa é irmos contra o desânimo, ter a coragem de perseverar com Deus. Outra coisa é querer acreditar mesmo quando tudo diz o contrário, viver de fé. Eu preciso olhar os obstáculos que surge na minha caminhada e dizer: “eu vou vencer com Jesus”. Ouvir a palavra e colocá-la em prática.

A minha casa é uma profecia de benção? Ou estou vivendo a profecia de Isaías, estou sendo roubado até aquilo que não tenho.

Deus nos convida a dizer: “Eis-me aqui, Senhor, eu quero crer que tu está realizando milagres e prodígios na minha vida” Deus tem palavras de realizações na sua vida, na sua casa, nos seus empreendimentos, mas só depende de você, se você quiser ser uma benção, você será uma benção, pois Deus te escolheu primeiro e te abençoou, não fique no pé da montanha, vamos ao encontro do Senhor, pois Ele Tem bençãos para você. Não tenha medo!

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo