Profecia para a música católica

Isaías 12 – o tema é cântico de libertação

'1 E dirás naquele tempo: Eu vos rendo graças, Senhor, porque vos irritastes; vossa cólera se aplacou e vós me consolastes. 2 Eis o Deus que me salva, tenho confiança e nada temo, porque minha força e meu canto é o Senhor, e ele foi o meu salvador. 3 Vós tirareis com alegria água das fontes da salvação, 4 e direis naquele tempo: Louvai ao Senhor, invocai o seu nome, fazei que suas obras sejam conhecidas entre os povos; proclamai que seu nome é sublime. 5 Cantai ao Senhor, porque ele fez maravilhas, e que isto seja conhecido por toda a terra. 6 Exultai de gozo e alegria, habitantes de Sião, porque é grande no meio de vós o Santo de Israel'.

Isaías também passou pelo fogo do fruto da irritação de Deus, mas em meio ao sofrimento o Senhor o consolou, e  por quê? Porque Ele sabia quem era o Deus que o salvava, em quem ele tinha posto a sua confiança e qual era o Deus para quem ele cantava.
A sua força vinha do Senhor, ele sabia qual era a razão do seu cantar…
O Senhor é a razão!

E a pergunta que eu faço hoje é:
Por que cantas? Por que pregas? Por que fazes o que fazes? Qual é a motivação do seu coração?

.: Adquira em MP3 todas as palestras deste Acampamento

Jovens que estão inseridos no ministério de música por que cantas? O que te sustenta para você realize esse ministério?
Cada dia mais eu encontro irmãos queridos no meu coração que trabalham no ministério e encontram-se desanimados, dizendo que a música católica está em crise e com muitos motivos para abandonar…
Diz a música do Walmir Alencar:  Vê o tempo é curto e não dá pra esperar, Tu não vês, o tentador só procura te enganar, dizendo que tens muitos motivos, enfim, para tudo abandonar, Agarra o que é teu, permanece fiel, luta sem desanimar…’

Irmãos, o nosso ministério não pode estar à mercê das circunstâncias.
Ah se me aplaudirem eu canto, se tiver bom som, eu toco…
Ah se… ah se…

Em Isaías vem dizer que a razão do meu cantar é o Senhor. Os acontecimentos virão e no decorrer do tempo vão se multiplicando, e como diz na música  da Salette: ‘Tudo passa, só Deus permanecerá… e Ele voltará’.
A resposta para um ministério fecundo está nessa busca incessante da face de Deus

Por que cantas? Por que pregas? Por que fazes o que fazes?
Precisamos fazer essa descoberta, saber o porquê e para quem destina o nosso trabalho, o nosso ministério, e uma vez descobrindo isso, mergulhar nessa feliz realidade.

Salmo 39 – Ele me ouviu quando clamei por socorro e me pôs nos lábios uma nova canção…

As circunstâncias por muitas vezes nos afastam de realidade concretas em nossa vida, mas quem não passou por dificuldades no ministério?
Duras provas…

A palavra para nós é: Não se renda!! Não desista! Resista! Insista!
A ‘tempestade’ dura por uma noite. Pode a tristeza durar até o anoitecer, mas a alegria vem ao amanhecer, canta padre Jonas.
Se o Senhor for o seu canto, Ele se inclina para vc…

Sinto muito em dizer para você que não porque somos ministros de música e pregadores que seremos privados das tribulações, mas ainda assim não se renda! Não desista! Fica firme! Porque a minha força e o meu canto não estão apoiadas nas minhas qualidades, no que eu faço ou deixo de fazer… mas é no Senhor. Aconteça o que acontecer, Ele é o Senhor. Se estivermos firmes n’Ele a nossa canção será sempre nova.  Nos apoiemos nisso e busquemos uma verdadeira conversão para os nossos corações.

Tenhamos posição de músico convertido ao Autor de toda música, o Senhor, e não ao charme, as luzes, as câmeras, aos microfones sem fio…

O meu canto é o transbordamento daquilo que vivo no meu relacionamento com Deus, que vivo na paróquia, no meu grupo de oração, é fruto da minha conversão…
Buscar a face de Deus com todas as limitações que eu tenho.

Cada vez mais estamos sendo seduzidos a nos envolvermos com as as obras de Deus e não com o a Autor da  música.

Deus está nos desafiando: jovens, vocês precisam transceder, ir além, dar um salto não na quantidade, mas na qualidade da espiritualidade.
Na realidade que o mundo nos apresenta hoje quanto as novidades tecnológicas, se ficamos nessa da novidade desenfreada estamos ‘fritos’, porque o mundo vai de mal ao pior, e é preciso voltar lá atrás na essência, ao pé do altar onde a fecundidade está.

O mundo busca o vislumbre, mas Deus espera do nosso ministério a fecundidade, sob a graça do Espírito.

O nosso canto tem que estar apoiado no amor.
Cantar para Deus é muito fácil, qualquer um pode cantar, mas permitir que Deus cante em nós é uma outra história.
Para que o Senhor cante em nós precisamos fazer comunhão com Ele, buscá-Lo.
Onde é a fonte você tem ‘bebido’? Em que lugar você, músico católico, tem buscado o seu crescimento pessoal, crescimento na integridade, a sua santificação?
Qual é o grupo? Tem se reunido para rezar com o seu ministério? Tem seu tempo de oração pessoal? E os sacramentos como vão?

Muitas vezes sentimos aridez porque não buscamos a Deus, porque não nos envolvemos com Ele.

A relação com Deus vai se perdendo com Deus e perde-se a referecnia do seu canto
Se não é o Senhor a sua força e seu canto vazia é a sua canção

O Espírito Santo diz: volta ao Senhor! Pára tudo e volta afim de que o seu canto permaneça e possa ecoar, alcançar os corações. Você precisa ser esse homem e mulher de Deus!

As obras da sua voz, do seu tocar sejam defcunas a ponyo de trabalhar em vc antes memso d etocar na spessoas.

Quantas vezes, estamos áridos e  conduzimos encontros e quando acaba a gente não sabe o que aconteceu quanto as pessoas que participaram desse encontro porque, na verdade, nada aconteceu em nós enquanto conduzíamos. Até fizemos  o povo rezar mas não rezamos, fizemos o povo cantar, mas nós mesmos não cantamos…
Permita que Deus cante em você!
 

Jovens, não sei qual a motivação que te trouxe para este festival mas eu quero te dar uma motivação mais nobre para que não precise mudar apesar dos acontecimentos:

Que a sua canção seja o Senhor!
Neste ano, nós da missão mensagem Brasil, completamos 26 anos de ministério de música, e eu 25 anos porque foi em 82 que eu fiz a minha primeira música, e quantas vezes desde lá tivemos motivos para entregar os pontos por causa das circunstâncias. Quantos irmãos serviram a Deus do meu lado cantando e tocando, e os acontecimentos deste tempo levaram um e outro e foram embora…

Ouça: Eugênio Jorge conta suas difuculdades nos 26 anos de ministério na Missão Mensagem Brasil

Se o meu ministério estivesse apoiado nessas circunstâncias eu estava bem longe daqui, ma o meu ministério está apoiado no Senhor, que é o primeiro lugar na minha vida.

Ouça: Músicos rezam por profecias na música católica

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo