Projeto de esperança, projeto de Deus

Cardeal Dom Odilo Scherer
Foto: Wesley Almeida

Queridos irmãos e irmãs, que bom nos encontrarmos para celebrarmos o Pentecostes, momento litúrgico da Igreja. Queremos nos unir à Igreja presente no mundo inteiro, querendo acolher a Cristo, acolhendo a alma da Igreja, o Dom do alto, que é capaz de gerar vida nova na Igreja, novo dinamismo nas comunidades para o testemunho de Jesus Cristo no mundo.

Acolher o Espírito Santo na nossa vida é muito importante, pois é Ele que faz a diferença na Igreja e que possamos ter essa certeza de que contamos muito mais que nossa capacidade humana, contamos com o Dom do Alto, o Espírito de Deus, que soprou sobre o vazio e deu origem a todas as criaturas, e continua soprando e dando vida a todos nós. Se formos dóceis ao Espírito seremos assistidos como Jesus prometeu pela força do alto, aquele que é o defensor, que conduz a plena verdade. Por isso que a Igreja subiste há 2000 anos, mesmo nos momentos de dificuldades, ela se apruma, pois é assistida pelo Espírito de Deus, que nos disse: "estareis sempre convosco até os fins do tempo", esse estarei é Jesus que está através do seu Espírito.

Estamos nos preparando para celebrarmos o Pentecostes em todos os povos, não dispersos, mas reunidos em torno de Jesus Cristo que reúne em torno de Si a Igreja, e que quer reunir todo o povo, para que possam confessar a mesma fé, o mesmo amor que vem de Deus, pois Deus é amor, e todo aquele que vive em Deus, recebe de Deus a fonte do amor, que é seu Espírito.

Por isso, quero refletir sobre a primeira leitura que nos fala numa linguagem que precisamos compreender do surgimento dos povos, antes era um só um povo, uma só língua. O que Deus queria apareceu no seu início, todos unidos como família, uma só língua, todos se compreendiam, e de repente tudo mudou, ninguém se entendia mais, isso é uma consequência do pecado original, do pecado dos povos, que não deram mais atenção ao projeto de Deus; fizeram um projeto humano de construir uma torre, e usaram tijolos em vez de pedra, usaram betume em vez de usar liga, e tudo começou indo mal, começaram a construir a torre, um projeto cheio de vaidades, de bases frágeis, um desígnio humano e não um desígnio de Deus.

O projeto humano quando se quer construir não levando em conta o projeto de Deus não dá certo. As vezes Deus tem um projeto de vida, de compreensão, de uma grande família reunida em torno do Pai que é Deus, este é o projeto de Deus. A humanidade se confundiu porque não acolheu o projeto de Deus, e com isso surgiu as dispersões, as confusões, quando não se leva em conta o projeto de Deus, continua acontecer a mesma falência que aconteceu em Babel. Alguém precisa dizer, qual é o projeto de Deus? Qual e o desígnio de Deus a respeito da humanidade? E hoje o Evangelho nos mostra isso, Jesus que se apresenta como a fonte da água viva, que disse: “permanecei unidos”.

A Palavra de Deus nos representa esse projeto santo de Deus. A obra do Espírito é reunir novamente os filhos de Deus dispersos em torno de Cristo. O Espírito Santo que dá o conhecimento da verdade verdadeira; aquela que vem de Deus, é Ele que nos revela, que une numa só esperança a grande família de Deus, inflama na caridade, dando a capacidade de amar como Jesus amou, é Ele que une as diversidades das nações num único povo de Deus. Ele que é capaz de fazer-nos superar, derrubar muros, barreiras, é Ele que atua na família que O acolhe como Divino Hóspede. Ele é capaz de ajudar a compreensão dentro da família, de restaurar os casais, pois Ele é bom conselheiro capaz de nos dizer qual é a melhor escolha, o caminho bom.

Ele é capaz de nos fazer superar o caminho de ódio, clima de competição, que cada um quer passar por cima do outro, no trabalho. Ele é capaz de nos ajudar a compreender que na religião não há concorrência, beneficio próprio. De superar as divisões entre as Igrejas, que vem trazendo feridas ainda não superadas no corpo de Cristo. É capaz de nos fazer entender que o nome de Deus não pode ser usado em vão, por comércio. Que o nome de Deus seja honrado na humildade e não na vaidade de Babel.

"O Espírito Santo é capaz de nos fazer superar o caminho de ódio", diz Dom Odilo
Foto: Wesley Almeida

É capaz de nos fazer utilizar os Dons, que é derramado em abundância, na economia, na ciência e na técnica e Ele que ajudará que esses conhecimentos sejam usados para coisas boas, e não mais para a destruição da vida. Isto não vem do Espírito de Deus, vem de Babel que gera confusão e destruição, Ele é quem nos faz compreender o projeto de Deus.

E quem fará compreender os projetos de Deus? Eis a nossa missão. Somos chamados a sermos dóceis à Luz, mensageiros a todos da vontade de Deus, e de que todos são capazes de conhecer, não se deixando animar por outro espírito, esse espírito que gera confusão, que tentou Adão e Eva, construiu o projeto de babel, um mundo sem Deus. Por isso irmãos, queremos acolher a doce suave Luz, sopro do Espírito Santo que é capaz de dar vida, de mostrar o caminho, o forte suave conselho que nos faz escolher aquilo que é justo, não uma torre que cai, não construir em torno de babel, mas em torno do Evangelho.

Assim é o projeto de vida, de comunidade, de família, sobre a Palavra de Deus. O projeto de Deus é construído sobre três pilares:

Primeiramente fé em Deus, construir unidos na mesma fé, não de acordos com nossos gostos. A fé verdadeira é aquela que dobra o joelho e acolhe o desígnio de Deus, não por nosso próprio interesse, mas no do Pai de todos, no Deus bom, Deus santo, Deus justo, Pai de Jesus, Pai de todos os filhos, que quer acolher todos. Em resumo é construir em torno da fé em Deus único e verdadeiro.

Segundo, para construir sobre o projeto de Deus e não de Babel, manter a mesma esperança, que para nós significa uma tarefa, um caminho, olhar para frente, com alegria e otimismo; disposto a acolher algo mais, não somente o que eu posso dar a mim, isto não é projeto de esperança. Projeto de esperança, é de tudo aquilo que é sábio. Projeto de esperança, que nós faz esperar de Deus a plenitude da vida, e não de nós mesmo, mas esperar o céu, a vida eterna, olhar para Deus como aquele que é capaz de perdoar, de me libertar das minhas fraquezas.

Terceiro, construir nossa casa no amor, na caridade que é a vida do próprio Deus compartilhada conosco. Deus é amor, e aquele que ama conhece a Deus. Só no amor construímos algo que é duradouro. Só o amor dá sentido a vida. O amor nos torna íntimos de Deus, nos faz experimentar uma vida que será plena. Construir um projeto de Deus que é amor; Babel era um projeto de vaidade, ruiu, desmoronou.

É possível fazermos isso? Humanamente não, mas é possível sim mediante a ação do Espírito Santo. O Espírito que conduz para os caminhos de Deus, os frutos do Espírito logo aparece na paz, na alegria, na esperança.

Que Pentecostes seja para nós este momento que nós acolhemos de novo o projeto de Deus para o mundo. E como em jerusalém que se entenderam todos a mesma língua e saíram em missões, assim hoje a Igreja reunida acolhe o dom do Espírito Santo e sai em missão. A Igreja é colaboradora do Espírito Santo, e assim construiremos uma humanidade melhor. Sintamo-nos todos enviados em missão para nossos povos, família e todo Brasil, para que tenhamos vida, e vida em abundância.

 

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE
(12) 3186 2600


Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer


Arcebispo Metropolitano de São Paulo

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo