Rasgou-se o véu do templo

.: Ouça na íntegra a pregação de Prado Flores
ou assista em vídeo: [clique aqui]

A Cruz do nosso Senhor Jesus é a proteção para nós.

Agora, levantem a mão esquerda todos os que querem morrer. Alguns se assustaram, mas existe uma pessoa que desejava entregar a Sua vida por nós, e este momento é fonte de sabedoria para todos nós. Jesus disse no evangelho de São João no capítulo 12: “E quando eu for levantado da terra atrairei todos os homens a mim” (João 12,29-32) , que coisa Jesus quer dizer com isso? Ele quer dizer que vai cativar, fascinar a todos pela forma como Ele se entrega, pois a forma como se entrega como Bom Pastor é dar a vida pelas Suas ovelhas. Então, a cruz de Jesus não é somente a morte de Jesus, é a entrega total de Jesus, e por isso, é o sinal mais belo do amor de Jesus por nós. Este sinal mostra o valor que a sua vida tem, pois Ele dá a Sua vida por nós porque a vida d\’Ele também tem valor.

O evangelho de Mateus, capítulo 27, é belíssimo. O Cristianismo não é a religião da cruz, mas sim, a religião do poder da cruz, por isso, eu vou falar da cruz como luz, redenção e salvação, mas, para isso, vamos clamar pelo Espírito Santo, vamos levantar as mãos, pois só o Espírito Santo nos revela a beleza da cruz.

Vamos subir para o monte Calvário, onde está Jesus, vamos fazer esta peregrinação, não para somente olhar, mas para contemplar, com olhos limpos, para poder agradecer a Deus a entrega de seu Filho por nós.

Para expressar este nível da vida de Jesus, São Mateus descreve alguns momentos, para que possamos compreender esta passagem belíssima, pois precisamos de três chaves: a primeira é a linguagem simbólica, a segunda é que na cruz no momento da morte de Jesus se cumprem as profecias, e a terceira chave mostra uma experiência dos judeus convertidos ao cristianismo, é o relato de uma experiência.

Vamos fazer esta peregrinação para o Calvário de quem quer ir perto da cruz de Jesus, pois ali perto estava Maria, a Mãe de Jesus. Quem quer ser como Maria e acompanhar Jesus, quem quer ser como o discípulo amado? Então vamos começar esta peregrinação.

Naquele momento existem trevas que cobrem toda a terra, e o evangelista narra isso para nos cativar, geralmente pensamos que a morte de Jesus foi tão dramática, porque assassinaram o único Homem justo desse mundo inteiro, de modo que a natureza inteira fica escura. Mas, atenção, porque não foi assim, porque a escuridão ocorreu do meio dia às três da tarde, porque Jesus morreu às três da tarde, e as trevas já existiam antes de Jesus morrer. A morte de Jesus acaba com as trevas. Com a morte de Jesus começa a luz. A terra inteira estava na escuridão e com a morte de Jesus acaba-se a escuridão. Feche os seus olhos, sinta que na escuridão temos medo, vivemos com frio, pois escuridão significa pecado, e assim, com a morte de Jesus termina o pecado. Jesus na cruz cancela com toda esta escuridão. A luz significa criação, e no Calvário aparece a luz, porque lá se inicia uma nova criação. Não importa quanto tempo você está nas trevas, no vazio, vivendo a falta de sentido para sua vida, Jesus, no Calvário, lhe diz que tudo tem solução, graças à morte d\’Ele na cruz, portanto este acontecimento não é somente histórico. Não quero falar de trevas físicas, mas das trevas da humanidade, que desaparecem com a morte de Jesus.

O sinal da libertação salvífica (conf. Amos 6:9): as trevas são para levantarmos as mãos e agradecermos a Deus, o sol vai se converter em trevas, Deus vai derramar Seu Espírito. O profeta quer somente dizer que será algo além do que podemos imaginar, quer dizer que chegou o dia em que Deus vai derramar o seu Espírito Santo sobre toda a carne. Então, a morte de Jesus na cruz é motivo de trevas ou de luz? A morte de Jesus é para se ter medo ou esperança? É algo triste ou belo? Então, já começamos a entender.

Jesus levantou as Suas mãos na cruz, e nós também podemos levantá-las e agradecer pela luz que aparece no momento da morte de Nosso Senhor na cruz. E se sempre pensamos que era um acontecimento triste, devemos saber que é o contrário disso, pois a cruz de Jesus é o momento de luz, onde toda angústia, tristeza podem desaparecer nesse momento. Este é o momento em que nasce em nós uma nova esperança, olhando para a cruz, contemplando esta esperança, este momento de luz, de nova criação, vamos permitir que esta luz que irradia, venha trazer vida, esperança, que o Senhor ilumine todos os lados escuros da nossa alma, todas as situações que experimentamos morte, trevas, que as possamos olhar e ver com novos olhos.

Rezem comigo: \’Senhor, vai iluminando estes espaços e traz o amor da Sua cruz. Vai trazendo-nos a Sua paz, a tranqüilidade da alma\’. Jesus faz novas todas as coisas, as trevas aconteceram antes da morte de Jesus, Jesus é a nossa esperança, Ele vem nos fazer novos. Permita, Senhor, que possamos fazer a experiência de ser criaturas novas, já que és o Ômega e o Alfa de toda criatura. Eis que o que era escuro passou e agora tudo se faz novo. Agora experimentamos o novo da luz de Cristo, por isso, deixem esta luz entrar, para que se tornem uma nova criatura.

E eis que o véu se rasgou em duas partes, de cima a baixo, estamos novamente com a primeira chave, com a mensagem que a Bíblia quer transmitir, o que acontece com a morte de Jesus, vamos juntos ao monte Sião, onde está edificada a cidade de Jerusalém, que é o centro da fé do povo de Israel. Vamos entrar neste templo, e para isso preciso da sua imaginação, porque temos muitos muros, e no centro está o santuário que tem duas partes, como um quadrado, onde o sumo sacerdote entrava somente uma vez ao ano.

O povo de Israel tinha a idéia de que para entrar na presença de Deus era necessário purificar-se, e muitas vezes, nós temos esta mesma idéia. Porque temos medo de entrar na presença de Deus que é santo, e nós pecadores, e se Deus vê como somos, pode acabar conosco. E quando Jesus morre, o véu do templo se rasga e isso significa que se abre a porta que estava fechada, para entrarmos na presença de Deus. Agora, sim, temos espaço livre para entrar na presença de Deus, e muda totalmente a mentalidade daquela época, na qual era necessário purificar-se e oferecer sacrifícios, explico-me melhor: no Antigo Testamento, você precisava ser purificado, no Novo Testamento, você entra na presença de Deus para ser purificado com o sangue de Jesus. Se estamos em pecado, somos livres para entrar na presença de Deus, pois somos purificados com a morte de Jesus.

Você tem direito de entrar no escritório do seu pai, você não precisa de um horário agendado com o seu pai, da mesma forma, temos direito de participar de todas as graças de Deus, Jesus abriu a \”cortina\” para que você possa entrar na presença de Deus, graças à morte d\’Ele, para que você seja purificado, justificado. Você não precisa mais se esconder atrás das árvores do \”paraíso\”, assim como você tem o direito de entrar no seu escritório. Você é purificado pelo sangue de Jesus, você tem o direito de estar na presença de Deus, e a iniciativa foi de Deus e não nossa. Vamos olhar para a nossa alma, e ver quantos \”muros e véus\” construimos, de modo que não nos permitimos viver na presença de Deus, o \”véu\” da ignorância que não nos permite entender a Sua Palavra, o \”véu\” da apatia, da indiferença, o \”véu\” do meu orgulho, da minha vaidade, rasgue-os, Senhor, porque eu quero entrar para esta festa, obrigado, porque eu tenho livre acesso para experimentar a doçura do Seu amor!

Transcrição Ana Paula Rosa
Correção Denise Dinkel


Prado Flores


Fundador e presidente Internacional da Escola Santo André

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo