Recebendo o amor paterno

Já aconteceu alguma vez de você estar no quarto e um pequeno pássaro entrar, ficar perdido sem saber o que fazer, começar a voar de um lado a outro no quarto, bater a cabeça na parede e nas mobílias, até cair no chão e morrer?
Assim é a nossa vida. E o que de fato esse pássaro deveria fazer era parar de ficar rodando e ver a luz que vem da janela e espontaneamente sair por ela.

Eu vejo que a vida do homem é como a desse pássaro, batendo a sua cabeça em vários lugares, tentando resolver os seus problemas, mas sem saber como. E, ao tentar resolver complica ainda mais, até cair em desespero e muitas vezes a única saída que enxerga é a tentativa do suicídio.

Estamos fazendo o seguinte hoje: olhamos para tudo a nossa volta, mas a nossa janela para a nossa liberdade é Jesus. Ele é único que pode me dar a liberdade que eu perco cada vez que cometo um pecado. Ele é único que não me trai, porque é o único que me ama sem nenhum egoísmo e a verdadeira cura para todos nós é descobrirmos que estamos diante de um Deus que nos ama.

Ouça: \”Deus nos ama sem nenhum egoísmo\”

É muito fácil dizer que Deus ama o Brasil, Deus ama o meu Estado, ou ama a minha cidade, a minha vila, a minha comunidade, a minha família… Talvez seja fácil para nós aceitar que Ele ama tudo isso, mas não é tão fácil aceitar que Deus nos ama assim como somos.

Somos muitos, mas Deus conhece um por um, cada um é único para Ele, que nos conhece pelo nome. Sou um filho(a) de Deus.
Por que eu estou enfatizando isso para vocês? Porque essa é a verdadeira cura que podemos receber, e muitos de nós estamos apenas interessados na cura da nossa garganta ou estômago, ou na cura da depressão ou outro problema.

Não há pequeno ou grande problema que o Senhor não conheça. Não estou dizendo que você não deve recorrer a Deus para apresentar seus problemas, mas Deus olha para tudo isso como pai e mãe, cada detalhe da nossa vida. Mas eu repito: o mais importante não é a cura desses detalhes da nossa vida. Porque para nós, essas coisas parecem grandes, mas o mais importante é clamar a Deus para fazer a experiência de nos sentirmos amados por Ele, de saber que Ele é pai, e é uma mãe para nós.

Eu sei que o chamado de ser mãe ou pai não é tão fácil. Eu sinto que muitos tiveram experiências não muito boas com os pais. Muitos são filhos de pais separados, muitos sabem que os pais e mães não aceitaram sua masculinidade ou feminilidade. Pode ser que você sinta um sentimento de rejeição. Pode ser que você não se aceite completamente como menino ou menina. Outros tiveram um pai agressivo ou talvez não tenham nenhuma lembrança de seus pais os abraçando.

Muitos não aceitam essa linguagem: \”Deus é meu Pai\”, pois transferem a experiência dos pais da terra para o Pai do Céu. É esta cura que estamos pedindo hoje a Deus: que Ele cure essas feridas passadas que trazemos da nossa infância, que conscientemente ou inconscientemente nossos pais causaram em nós.

Você será curado dos problemas da sua infância e adolescência, porque em cada um de nós existe uma criança chorando, pedindo socorro. Só quando eu olho para Deus vendo minha mãe e meu pai é que eu vou experimentar a minha cura completa.
Hoje Jesus pede que perdoemos os nossos pais. Toda paternidade e maternidade somente são completas quando estão ligadas à paternidade e maternidade do céu.

Deus falou através de Isaías que o seu nome está gravado na mão dEle. Quando eu abro a Palavra, encontro muitos simbolismos dizendo que Deus está cuidando de mim. Deus diz que carrega os seus filhos como uma águia, que é um símbolo muito forte para os judeus. A mãe águia costumava pegar o filhote e colocar no seu bico e levar para as alturas. Imagino o medo daquela pequena águia e fico pensando ela se perguntava: “Por que a minha mãe não me deixou no ninho? Eu estava tão bem…”
Quantas vezes, diante de um sofrimento, nos perguntamos a mesma coisa: “Por que Deus está permitindo que isso aconteça comigo?” Assim como a pequena águia não entendia, nós não entenderemos.

Ouça: \”Eu jamais te esquecerei\”

A mãe águia continuava a voar mais alto com o filhote e, num determinado momento, a mãe águia solta o filhote. Ela sabe muito bem o que está fazendo. Quando vê que o filhote não sabe como voar, a mãe águia voa ligeiramente e deixa o filhote cair em cima de suas asas. É isso que Deus muitas vezes está fazendo conosco, quando estamos vivendo uma situação de sofrimento.

Muitos dizem: “Não me sinto amado por Deus nem por meus amigos”. Como se todos o rejeitassem e o colocassem de lado. Esse é um dos principais problemas da nossa vida. E assim carregamos um vazio de amor por toda a nossa vida.
Às vezes sentimos esse vazio no ventre de nossa mãe e carregamos pelo resto da vida. O que estamos fazendo para ser curados dessa auto-rejeição? O que estou fazendo para ser curado dessa insegurança? Muitas vezes o que faço é bater minha cabeça de um lado e de outro. Já perdemos a esperança e vivemos sem emoção e sem sonhos.

“Amem-se do jeito que eu amo a cada um de vocês”. E você sabe como Jesus ama cada um? Incondicionalmente. Homem ou mulher, rico ou pobre, enfermo ou com saúde, inteligente ou sem instrução. Para Deus não há diferença. Cada um de nós somos preciosos para o Senhor.

Tem gente que diz: ‘eu não sou nada’. Isso não é humildade, Deus não quer que você se despreze, mas quer que você sinta orgulho de ser filho ou filha dEle. Deus quer que você tenha consciência da dignidade que Ele deu a cada um. Você é tão precioso para Deus que Ele mandou seu único Filho para lhe salvar. Não há amor maior do que aquele que deu a vida por aquele que ama. Se você não valesse nada Ele não morreria numa cruz por você.

Ouça: \”Não há amor maior do que daquele que nos deu a vida por amor\”

Somos filhos de um Rei. Se o nosso Pai é Rei, somos todos príncipes e princesas. É isso que somos queridos irmãos, somos preciosos para Deus. Jesus diz: “Eu sou o bom pastor”. O bom pastor é quem nos leva às verdes pastagens. Um bom pastor não é como um cowboy. O cowboy não tem amor especial pelo seu rebanho, para ele é apenas carne de mercado e nada mais.

O bom pastor é diferente, pois ele mesmo vai à frente do rebanho porque, antes das ovelhas, ele quer passar pelas dificuldades do caminho. Ele não permite que antes dele o rebanho comece atravessar os rios, mas arrisca a sua vida primeiro. E quando o rebanho ver que o pastor está atravessando, as ovelhas o seguem uma por uma. Diferente do cowboy, o bom pastor cuida das ovelhas.

Ouça: \”O Bom pastor tem um cuidado especial por cada uma de sua ovelha\”

O homem está cortando seu contado com Deus, e o que acontece? O homem está morrendo do seu próprio trabalho, está se destruindo, com muitos de seus avanços na área da ciência, como a clonagem. Deus nos deu inteligência para que O alcancemos mais rápido, mas o homem está se destruindo.

Somos filhos pródigos abandonando a casa do Pai, estamos dizendo para Deus como o filho pródigo, “me dá aquilo que é meu, pois vou para bem longe”. E Deus permite que caminhemos sozinhos.

Quando não temos Deus na nossa vida, somos criaturas miseráveis. Mas hoje, estamos compreendendo algo importante, que jamais chegaremos as verdes pastagens se não seguirmos o Bom Pastor, por isso não podemos cortar o elo que nos liga a Deus. Entendemos que não podemos caminhar sem a força do alto que é o Espírito Santo de Deus enviado do Pai por Jesus.

Só seremos livres se seguirmos a Jesus, pois só seguindo-O compreendemos que somos amados por Deus e que Ele jamais nos abandonará. Compreenderemos a maternidade e paternidade de Deus, pois o próprio Jesus diz que ninguém chegará ao Pai senão por Ele.

Como posso encontrar Deus em minha vida? O homem está em busca de paz e alegria, faz tudo que pode para isso. Se a pessoa estiver agarrada ao pecado é porque acha que assim conseguirá paz e alegria. Até mesmo um criminoso, pensa que matando aquela pessoa ele terá paz e alegria. Tudo que precisamos fazer é abrir os olhos para encontrar e ver Jesus como amigo e companheiro, então teremos paz e alegria. Posso encontrar Jesus em meio aos meus problemas e dificuldades. É muito importante olhar para tudo que está ao nosso redor e ver a presença de Jesus.

Não podemos olhar para Jesus como uma pessoa mágica, Ele não vai me curar sem que eu me entregue a Ele.

Nossa oração precisa ser: “Senhor me dê a cura, mas diga o que eu preciso fazer. Pois sozinho não posso ser curado”.
Jesus, antes de ressuscitar Lázaro, pediu aos homens que retirassem a pedra do sepulcro e aí ele ressuscitou. Hoje ele pede que retiremos as pedras que estão bloqueando a nossa cura.

Transcrição: Willieny Isaias
Fotos e áudio: Elcka Torres


Frei Elias Vella


Franciscano e exorcista

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo