Reino da luz X reino das trevas

Meus irmãos, em ligação com o dia em que estamos também ligados ao tema deste acampamento: "O Pai rico em misericórdia", nós temos um texto belíssimo na Carta aos Colossenses 1,12 na qual o Senhor diz: "Sede contentes e agradecidos ao Pai, que vos fez dignos de participar da herança dos santos na luz."

É uma luta incessante, luta suada. É preciso querer e entrar nesta luta decidida e constantemente. Ponha a mão no seu coração. Desde quando o seu coração está batendo assim? Constantemente, desde o dia em que você foi gerado. O seu coração começou a bater e não parou mais. E ai de nós se o nosso coração parar de bater. Bem no popular: que bom que o seu coração está batendo, sempre, sempre, sempre! Assim deve ser a nossa luta.

Eu volto ao texto em que estávamos: "Sede contentes e agradecidos ao Pai, que vos fez dignos de participar da herança dos santos na luz." O Senhor nos fez dignos de participar da herança d'Ele. Porque o Pai nos fez dignos de participar da herança d'Ele, você e eu precisamos lutar por esta santidade, lutar e ser agradecidos! Veja o versículo 13 dessa passagem: "Ele nos arrancou do poder das trevas" (cf.  Col  1, 13). Arrancar é uma palavra forte, ele arrancou-nos do poder das trevas. Quando estamos no poder das trevas, somente sendo arrancados é que saímos dele. O Pai nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.

Ouça: As trevas escurecem nossa visão

As trevas ofuscam o nosso olhar, a nossa visão, e nos deixam insensíveis. Nós não sentimos o amor de Deus, não o sentimos porque o poder das trevas não somente não nos deixa vê-lo, como também deixa o nosso coração como uma muralha que não nos deixa sentir o amor de Deus.

Ele nos arrancou das trevas e nos transladou para o Reino de Deus. Ele nos passou de um reino para o outro Reino. Ele nos fez ir para o Reino de seu Filho. Ele fez isso com a sua família. Ele nos arrancou do poder das trevas.

Quando e como aconteceu isso? Quando o Filho de Deus nos redimiu na cruz. Há uma passagem pesada na Carta aos Gálatas, capítulo 3,13, que diz: "Cristo remiu-nos da maldição da lei, fazendo-se por nós maldição, pois está escrito: Maldito todo aquele que é suspenso no madeiro".
Que passagem pesada! Mas está na Palavra de Deus. Todo aquele que estiver suspenso no madeiro, não tem mais a bênção de Deus, foi rejeitado. Claro, essa era a mentalidade do povo judeu, não a de Jesus. Foi isso que Moisés disse, está em Deuteronômio 21,23.

O Pai aceitou, e, mais do que isso, Jesus assumiu ficar no lugar de um maldito. Ele assumiu a nossa maldição, todos os nossos pecados, a nossa miséria, a miséria da humanidade. Jesus, sobrecarregado de tudo isso, morreu na cruz. São Paulo explica ao morrer na cruz, Cristo matou o pecado, matou a miséria.

Quando Ele nos trasladou de um reino para o outro? Quando morreu na cruz Ele perdoou aqueles que o maltratavam. E quando o bom ladrão disse: "Senhor, lembra-te de mim quando entrardes o teu Reino". Como ele poderia saber que Jesus tinha um Reino? Porque ele sentiu em seu coração, pois viu que Ele não era um qualquer, era o Messias. Por isso disse: "Lembra-te de mim quando entrardes no teu Reino". E Jesus disse: "Hoje mesmo estarás comigo no paraíso". Foi ali, naquele dia, que se deu a nossa salvação.

Se você permanece no reino das trevas, se teima em permanecer no reino das trevas, está cometendo uma grande injustiça e ingratidão com Jesus, porque a Palavra é clara: Ele nos arrancou das trevas. Mas se você permanece no reino das trevas, vai permanecer no reino das trevas por toda a eternidade. 

Muitas vezes, não se tem coragem de pregar assim, mas esta é a realidade. Na hora em que seu coração parar de bater, se você estiver no reino das trevas, é assim que você vai permanecer por toda a eternidade, mas esse não é o seu lugar. Não é para lá que você deve ir! Até mesmo porque quem sabe você está no reino das trevas iludido, enganado.

Nós estamos vivendo o tempo de misericórdia, Jesus está com o coração dilatado, Ele abriu a sua chaga, para que – por pior que você seja – todos possam se salvar. Eu posso dizer que Jesus democratizou a salvação, para todos, para todos! Jesus quer libertar você de toda iniqüidade. Na hora em que nós reconhecemos e manifestamos o nosso pecado, Ele está aí para nos resgatar e nos tirar de toda iniqüidade. Você não pode permanecer desse lado [iniqüidade], isso é um risco. Não existe "a coluna do meio". Muitos dizem que não precisam ser radicalistas, exigentes demais, mas está na hora de serem católicos de verdade, de serem cristãos de verdade, evangélicos de verdade!

Ouça: Lute pela santidade

Muitos evangélicos são santos, mas há muitos que também entraram no relaxamento. Nós temos de ser evangélicos no sentido de viver o Evangelho plenamente. Temos de ser profundamente evangélicos, e os evangélicos têm de ser profundamente católicos. Todos nós não podemos viver na "coluna do meio", isso é viver o "relaxa a mente", e no "relaxamento", pois, dessa forma, você já está escorregando para o reino das trevas.

Pára um pouquinho, e, na sua imaginação, vá se imaginando escorregando para o reino das trevas. Você pode ficar aí? Quer ficar aí? Claro que não! O Pai foi tão bom que o tirou do reino das trevas; se você está aí é porque você quer. Talvez você não soubesse e está aí porque acabou gostando, porque é bom para a nossa carne, mas o Senhor já o transladou para o Reino da luz, para que viva no Reino da luz e da santidade. Sim, aqui é o meu, é o seu lugar. É nesse Reino da luz e não no das trevas! Porque só existem dois reinos e dois reis. Somente que um é o falso rei. Só que ele acabou exurpando, e Jesus teve de dizer que ele é o príncipe da terra. Só existe um Rei, o Rei Jesus, e um príncipe das trevas.

Eu me recordo do padre Léo quando ele fez aquela última pregação: "Buscai as coisas do alto", ele leu: "Se, portanto, ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus" (Colossenses 3, 1). Quando o Cristo se manifestar, na hora em que ele vier, aqueles que são de Deus se manifestarão com Ele. O Senhor não exige nossa perfeição, porque Ele sabe que somos imperfeitos, mas Ele quer nos ver lutando, lutando pelo Reino da luz. 

Muitos pensam: "Eu não consigo ser santo do jeito que o padre fala". Mas eu também luto. Ele quer nos ver na luta, caminhando na luta da santificação, buscando as coisas do alto. Se o Senhor o encontrar assim Ele vai levá-lo para o Reino d’Ele.

Diga: Sim, aqui é o meu lugar! Buscando as coisas do alto! Lutando pela minha santificação! Eu não vou mudar. Mesmo que seja preciso dar o sangue. Daqui ninguém me tira!

Uma das coisas que o padre Léo também disse aqui é que todos os nossos atos, tudo aquilo que nós fizermos precisa de uma marca, de um carimbo. Tudo tem uma marca: ou do Reino do Céu ou do reino das trevas. Você sabe que os reis tinham um carimbo, que eles usavam nos papiros, que cortava o papel, e ali ficava a chancela do reino. Outros tinham um anel, o qual eles apertavam no papel e ficava a marca. A própria filosofia fala que nenhum dos nossos atos é indiferente, ou vai para um lado ou vai para o outro. Apelei para a filosofia, para a ciência para mostrar que, realmente, todos os nossos atos têm uma marca.

Agora, você precisa fazer uma coisa: Não deixar que nenhum dos seus atos sejam marcados pelo príncipe deste mundo, mas pelo Rei Jesus porque você não é cidadão do reino das trevas, mas do Céu. Todos os seu atos, da manhã até o fim do dia, precisam ter esta marca do céu. Não somente quando você está na Santa Missa, pregando, rezando, enfim, em todos os seus momentos, tudo que você fizer, tudo o que você falar precisa desta marca do céu, do Rei Jesus.

Infelizmente, nós temos de dizer que muitas das nossas palavras são sujas, são cheias de ódio, e isso precisa acabar. Talvez você se viciou em falar assim por causa dos seus pais, dos seus amigos, mas isso precisa acabar. Você precisa se libertar desta linguagem do inferno, da mentira, da hipocrisia, que causam um inferno na sua vida e na vida dos outros. Você precisa se libertar disso, e eu digo isso no poder no Espírito Santo. Renuncie agora a todas estas palavras malditas, ditas mal. Renuncie do fundo do seu coração a toda palavra suja, a todo palavrão cheio de ódio, de rancor. Todas as suas palavras têm de ser benditas, que elas sejam sempre bênção! Que as suas palavras sejam sempre puras, e não sujas e impuras. Pelo contrário, que seja palavras carregadas de amor, de carinho, de afeto, de verdade. As suas palavras precisam ter a marca do Rei Jesus.

Diga assim: Espírito Santo, dai-me esta marca, eu quero, eu me decido. Dai-me esta marca. Eu renuncio às palavras malditas, do reino dos infernos. Eu quero ter uma linguagem bendita, do céu. O que eu digo a respeito das palavras, eu digo a respeito dos sentimentos. Os seus sentimentos precisam ser os sentimentos do Reino de Deus. Porque o inimigo só tem sentimentos de ódio, e não de amor. Os sentimentos não podem ser os sentimentos do reino do inferno. Os seus sentimentos não podem ser de raiva, de rancor, de ódio, de vingança.

Diga assim: Senhor, eu quero ter os sentimentos de Reino dos céus, e acabar, definitivamente com os sentimentos do reino do inferno. Espírito Santo, eu só quero ter sentimentos de verdade, de justiça, de amor e de paz, sentimentos do seu Reino, com a sua marca.

Assim também posso dizer dos seus atos. Você não pode fazer as coisas do jeito que o diabo gosta! Por isso diga que não quer mais isso, que agora rompe com isso.

Senhor, eu quero, sinceramente, abandonar tudo isso e ter os seus sentimentos, sentimentos de justiça, de amor e de Deus.

Que Deus o abençoe e que você seja um bendito, uma bendita! Assim você terá uma família construída sobre a rocha. Que você seja, realmente, um avô, uma avó, um pai, uma mãe, um filho, do Reino de Deus. Sua família vai ser diferente se você for diferente. Tudo precisa começar por você, como fermento você vai mudando as coisas na sua casa. Que o Senhor possa selar esta realidade em seu coração. Amém.

Transcrição: Maria Eduarda N.V. da Cunha
Fotos: Robson Siqueira

Aúdio: Elcka Torres



ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO NOSSO TELEFONE
(12)3186-2600


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo