Ressuscitar os irmãos com amor e perdão

Padre Arlon
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Nestes dias em que se sucedeu o Natal, estamos vivendo muitas comemorações com a Santa Igreja, como o dia de Santo Estevão, João Evangelista e, hoje, o Dia dos Santos Inocentes. Estamos ainda na Oitava de Natal. Mas, não se engane, não foram todas as pessoas que celebraram o Natal. Em todo o mundo, pessoas de outras religiões, ou não, não celebraram, como nós, o nascimento de Jesus. Há mais de dois mil anos, tendo nascido em Belém, numa manjedoura, Ele nasceu para todos nós.

A nossa casa, ao ser preparada para o Natal, se tornou um grande presépio e o nosso coração foi a manjedoura. Ali o Menino Deus pôde ser acolhido e celebrado em nossos corações. Hoje, a Igreja celebra o Dia dos Santos Inocentes graças a São Pio V, que escolheu esta data para que nos lembremos de tantos e tantos inocentes que morreram de forma inocente.

Embaixo do local em que Jesus nasceu, que hoje é a Igreja da Natividade, existe a capela de São José. A novidade é que, depois que Maria se casou com José, o anjo Gabriel não aparece mais a ela, mas somente a ele [José], pois é ele quem, a partir daquele momento, deve proteger Nossa Senhora. Veja que lindo, até mesmo o anjo respeita as escolhas dos dois de viverem juntos no casamento.

No Evangelho de hoje, o anjo apareceu a São José para que ele fugisse para o Egito, pois Herodes queria matar o Menino Jesus. Nossa Senhora tinha apenas uns 15 anos quando estava para dar à luz. Ela percebeu que, quando o anjo apareceu a José, tudo aquilo era verdade, pois poderia ser uma loucura ou até mesmo um sonho. A partir disso podemos ver que até mesmo a Sagrada Família viveu tribulações, pois ela teve que fugir sem ter feito mal algum.

São José tem a certeza de que a voz daquele anjo era a voz de Deus. Você sabe distinguir quando Deus fala com você ou que a voz que você está ouvindo é d'Ele ou até mesmo do diabo. São José só descobriu que se tratava da voz de Deus porque tinha intimidade com Ele. É assim que devemos agir, meus irmãos, precisamos ter intimidade com Deus. O fato de o casal viver junto faz com o que os dois tenham intimidade, assim como acontece com José e Maria. Com Deus é a mesma coisa, para termos intimidade com Ele precisaremos de tempo!

"Quem você matou em seu coração, no ano de 2013, que você deseja ressuscitar em 2014?"
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com


Quando uma criança nasce basta ela ouvir a voz do pai ou da mãe para distinguir de quem é aquela voz. No entanto, isso só acontecerá se, durante toda a gestação, ela os teve presente, dando-lhes carinho e amor.

Eu sempre me questiono se João Batista era, apenas, seis meses mais velho do que Jesus, porque ele não morreu durante a matança das crianças comandada por Herodes. Até hoje, na Terra Santa, se tem uma imagem na qual um anjo protege João Batista. Ele não morreu na época, pois era também um escolhido do Senhor.

Quantas crianças estão morrendo inocentemente em nossos dias, seja pelo aborto ou até mesmo de fome? Elas são inocentes, pois ainda não podem se defender ou lutar por seus direitos. A cada dia que passa a Igreja tem mais e mais crianças mártires. Muitas vezes, eu e você também nos tornamos como Herodes quando matamos as pessoas em nossos corações! Continuamos dia após dia sendo como Herodes! Quem você matou em seu coração, no ano de 2013, que você deseja "ressuscitar" em 2014? O Senhor quer que você "ressuscite" as pessoas que você matou com a falta de perdão ou de amor.

 

 

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira


Padre Arlon Cristian


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo