Restaurados no amor de Deus

Padre Marcio Roberto
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com
Tudo aquilo que fazemos ao próximo, na verdade, estamos fazendo para Jesus. Nas coisas mais simples do nosso dia a dia somos capazes de viver a Palavra.

Quando nos fazemos fracos com os fracos, para ganharmos irmãos para Cristo, descobrimos as nossas fraquezas também e, a partir daí, nos defrontamos com o nosso melhor e o nosso pior.

A recuperação que proporcionamos às pessoas nas Fazendas da Esperança não é apenas para os dependentes, mas para aqueles que perderam a alegria de viver e não conhecem mais o prazer, ou nunca conheceram a paz de viver junto ao Senhor.

Hoje, quando um jovem conta sua experiência, conta sua luta na recuperação, ele está falando da sua vida nova ao reencontrar o Cristo. Ele compreendeu que a sua salvação já foi pela feita pelo Sangue de Jesus derramado no madeiro.

Infelizmente, nos últimos tempos, estamos sendo ensinados a ter medo das pessoas. E esse temor nos afasta cada vez mais dos nossos irmãos, e muitos deles estão perdidos, clamando pela luz de Cristo. Por isso, nossa missão, mais do que restaurar vida de jovens, é levantar homens e mulheres novas para a evangelização. A Palavra deve ser recebida e, posteriormente, anunciada para todos aqueles que precisam sentir o amor do Pai.

A maior cura e restauração que podemos trazer para nossas vidas, e para a vida daqueles a quem amamos, é o perdão. Muitas prisões, nas quais estamos hoje, têm origem no perdão que, muitas vezes, nos negamos a dar.

A Palavra de Deus é capaz de mudar toda a estrutura da humanidade, porém, muitas vezes, parece que não a conhecemos. Ela é capaz de nos fazer livres e, em muitas situações, podemos anunciá-la como meio para a libertação de muitas pessoas.

Mesmo em meio ao nosso desânimo e à nossa fraqueza, a Palavra surge para nos dar vida nova. Nenhuma de nossas misérias pode ser maior do que as promessas deixadas por Deus ao seu povo.

"A maior cura para nossas vidas é o perdão", ressalta padre Márcio Roberto
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Nós proclamamos na Eucaristia: “Dizei uma só Palavra e sereis salvo”. Devemos tomar posse disso e assumir a proposta, mesmo diante das maiores tribulações, de aceitar nossa salvação.

Quando aceitamos viver a Palavra, Deus nos retribui com o melhor. Quando nos doamos ofertando aquilo que de mais belo há em nós, e semeamos bons frutos, os quais serão colhidos no coração do próprio Senhor.

Em todos os lugares em que Deus entra na vida de alguém, Ele os revoluciona. Ele permite que aquela pessoa se torne nova e viva plenamente este relacionamento. E é por meio dos sacramentos que podemos estreitar nossos laços com o Pai.

Somos expressões do amor de Deus Pai e responsáveis por todos nossos irmãos. Buscamos nossa liberdade em Deus. Essa é a maior recompensa que o Pai pode nos dar, é a maior prova do Seu amor por nós.

 
Transcrição e adaptação: Gustavo Souza
 

Padre Marcio Roberto


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo