Reze por sua família

Padre Christian Shankar
Foto: Wesley Almeida / CN

Você está disposto a reconquista a sua família? Saiba que Deus tem muito a realizar em sua vida.

No mundo em que nós vivemos, existem aqueles que servem a Deus e aqueles que não O servem. Você que é pai ou mãe, bem como os avós, desejo que, por meio de vocês, sejam derramadas as graças do Senhor.

“Dizei a toda a assembleia de Israel: no décimo dia deste mês, cada um de vós tome um cordeiro por família, um cordeiro por casa" (Ex 12,3). Deus tem o desejo de abençoar a família e, por intermédio de Moisés, faz uma profecia a respeito de um sinal: “Tomarão do seu sangue e pô-lo-ão sobre as duas ombreiras e sobre a verga da porta das casas em que o comerem” (Ex 12,7). “O sangue sobre as casas em que habitais vos servirá de sinal (de proteção): vendo o sangue, passarei adiante, e não sereis atingidos pelo flagelo destruidor, quando eu ferir o Egito” (Ex 12, 13).

São instruções que Moisés deu ao seu povo para celebrar a glória de Deus naquela noite, que se atentassem quanto à praga da destruição; e mesmo estando em festa, deixasse o sinal do sangue.

Aquele que é consagrado a Deus é separado por Ele e para Ele. Na leitura acima, vemos o sangue que foi tido como sinal sobre as portas dos israelitas. O que, hoje, tem sido sinal de Deus para você?

Perceba a diferença entra a casa daqueles povos: na casa dos egípcios, a começar pelo Faraó, eles estavam se lamentando; mas, na casa dos israelitas, estavam em festa. Irmãos, a sua família precisa ter sinais de que a sua casa é diferente. A oração é um dos sinais de que aquela família não sofrerá a praga da destruição, então, prostre-se para Deus, pois o mundo quer arrastá-lo.

É necessário que você reze todos os dias. Não se cansar de rezar; mesmo que a graça desejada não chegue, seja perseverante, sustente sua família na oração. Quem procura, acha! Se a sua família não reza, reze você! Este é um sinal: se sua família reza, ela não será destruída e ainda terão filhos de oração.

Precisamos de famílias que busquem a oração e o diálogo. Há casas que, com ou sem pessoas, parecem um cemitério, pois essas não dialogam entre si. Se você não tem o que falar, leia a Bíblia em família, conte para os seus filhos as históricas bíblicas. É isso que a Palavra nos pede: ensine a Lei do amor a seus filhos.

"Pais, dediquem-se aos seus filhos", Padre Christian Shankar
Foto: Wesley Almeida / CN


Há famílias que, mesmo tendo livros em casa, não os leem e fazem deles um enfeite. Converse com os seus amigos sobre a Bíblia, dialogue em sua casa a respeito da Palavra de Deus.

Pais, busquem ter com seus filhos uma orientação segura. Chega de “achismos”, é a partir da Palavra de Deus que você saberá o que poderá seus filhos. Não os oriente somente ao “psicalismo” do mundo. A Palavra nos ensina a ser família.

No livro, temos lições que os pais podem dar aos seus filhos: “Tu, porém, permanece firme naquilo que aprendeste e creste. Sabes de quem aprendeste. E desde a infância conheces as Sagradas Escrituras e sabes que elas têm o condão de te proporcionar a sabedoria que conduz à salvação, pela fé em Jesus Cristo. Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça. Por ela, o homem de Deus se torna perfeito, capacitado para toda boa obra” (II Tm 3,14-17).

Além da oração, do diálogo e da orientação segura, outro ponto é a disciplina, pois sem ela nós não podemos ir a lugar nenhum. Na via espiritual, Deus não ficará atrás de você para saber se está lendo ou fazendo algo, é você quem deve se disciplinar nas coisas do Senhor.

Os pais formam ou deformam seus filhos, são eles que irão moldá-los. Outro ponto é a frequência à Santa Missa. Participe com sua família das atividades da sua paróquia.

 

 

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira


Padre Chrystian Shankar


Pároco do Santuário Nossa Senhora Aparecida em Divinópolis – MG

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo