Santidade Juvenil

Padre Rodrigo
Foto: Wesley/CN

O que hoje é mais importante na sua vida?
Com a presença de Deus, o que a gente já acha importante nos estimula a ser melhor ainda, na Igreja, na família, na escola, no trabalho. Talvez hoje esta coisa mais importante na sua vida seja a sua maior riqueza, e hoje eu falo de riquezas que vem do fundo do nosso coração, na força do Espírito Santo para nos tornar pessoas melhores.

O que é viver a santidade como jovem senão descobrir as riquezas que temos e colocá-las a serviço do mundo, sendo sal da terra e luz do mundo. Muitas pessoas não são otimistas com relação aos jovens e tem o jovem como gente que começa as coisas e não termina. Mas eu acredito que o jovem incendiado pelo fogo do Espírito Santo pode ir longe! O jovem vive as dificuldades tipicas da sua idade e nós não podemos cobrar de um jovem aquilo que as pessoas com anos de caminhada vivem e muitas vezes o jovem não é acolhido.

A melhor fase da vida da gente é a fase da juventude, também chamada de fase do plantio, pois é na juventude que plantamos aquilo que levaremos para o futuro. Se Deus estiver conosco nesta fase, teremos uma colheita belíssima no futuro.

Outro dia um jovem disse para mim: “padre eu não sou santo”. E por mais de cinco vezes durante a conversa ele repetiu a mesma frase “padre eu não sou santo”. Eu esperei ele falar e ao final perguntei para ele o que era ser santo. Ele me apontou uma imagem de um santo e disse que ser santo era ficar parado como aquela imagem.

Eu disse ao jovem, “o santo que você apontou um dia teve a idade que você tem”. E falei um pouco da história daquele santo que era Dom Bosco. Eu disse a ele que Dom Bosco foi um grande apaixonado pela juventude e que ele tentou mostrar para a juventude que era preciso naquela idade em que eles viviam nos oratórios, era importante que eles colocassem na vida e no coração valores que não passassem.

Pedi para aquele jovem me dizer sobre as coisas que ele tinha como mais importante na vida dele e fiquei preocupado ao ver que as coisas que de fato são importantes na vida, ficaram depois do terceiro lugar na lista que ele me dizia.

Eu tentei ajudar aquele jovem para que pudesse reorganizar melhor a lista da qual ele havia me falado e disse para ele, “pense melhor o valor que tem sua família para você, o valor que tem sua fé para você, pois o que vai fazer você santo é o fato de colocar as coisas certas no lugar certo e na hora certa da sua vida, isso muito contribuirá para que você seja santo”.

Para o jovem entender a santidade, é preciso que ele entenda que ele não precisa viver fora do mundo. É necessário que ele viva o hoje dele com a presença viva do Cristo no seu coração, experimentando na comunidade que ele vive, no grupo que ele vive, na pastoral que ele trabalha a dificuldade que é própria do seu tempo.

Tem alguém que é 'atemporal' – que está fora do tempo – e é alguém que não pode estar fora do tempo da nossa vida: este alguém é Deus. Deus não envelhece, não fica fora de moda, Deus é sempre jovem, Deus é sempre novo para nós. E eu disse para aquele jovem: "coloque Deus no centro de sua vida e você conseguirá reorganizar esta lista da qual falamos".

'Deus é sempre jovem', diz Padre Rodrigo
Foto: Wesley/CN

Quantas vezes olhando para um jovem hoje, aparentam mais velhos do que realmente são? Quantos jovens hoje enfrentam problemas que talvez só enfrentariam com a idade avançada? O jovem acha difícil ser santo porque tem dificuldade de colocar cada coisa na sua vida em seu lugar. Por exemplo, tem gente que não coloca as coisas no lugar e quando vai procurar não acha e culpa a mãe.

Muitas vezes o jovem coloca na vida coisas que ele considera até importantes para aquele momento, mas que não serão úteis na hora em que ele mais precisar. O que é ser um jovem santo no mundo de hoje? É não deixar de usar calça jeans, é não deixar de ouvir o som que é bom e que estimula aquilo que é bom. O Papa João Paulo II dizia para a juventude em uma certa ocasião: “Precisamos de jovens de calça jeans, precisamos de jovens que gostam de ouvir música, que gostam de teatro, de jogar futebol, precisamos de jovens santos, porém jovens que saibam o lugar de cada coisa em suas vidas”.

No final do capitulo 19 no Evangelho de São Mateus, Jesus encontra-se com um jovem que queria merecer o Reino de Deus e por isso pergunta a Jesus como fazer para merecer a vida no Reino, e Jesus pergunta a ele: “você vive os mandamentos” e ele responde que sim. Então Jesus diz a ele: “vende tudo o que você tem, dá aos pobres e segue-me”, o jovem ficou muito triste e não seguiu Jesus porque ele era muito rico.

O que eu trago desta passagem bíblica para você é o seguinte, Jesus olhou para aquele jovem e mesmo ele não optando por segui-lo, olhou-o com amor. Deus te ama muito e é paciente com você, mas você precisa fazer a sua parte, não é possível ser santo sem fazer sua parte.Hoje em dia os jovens querem ser alguma coisa, mas não querem assumir a sua parte, querem ser médicos, mas não estudam.

Não é possível ser santo em um mundo onde as pessoas estão desorganizadas e não colocam em ordem aquilo que devia estar em ordem. Quando as coisas não estão no lugar certo na nossa vida e sobretudo, Deus no lugar certo, a gente faz bobagens e bobagens terríveis.

O Deus do impossível na vida do jovem mantém ele no trabalho da Igreja e a cada Eucaristia que ele participa o torna uma pessoa melhor.


Transcrição: Flávio Costa


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:
(12) 3186 2600


Padre Rodrigo


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo