Santos dos dias de hoje

Padre Fábio de Melo
Foto: Robson Siqueira

I Carta de São Paulo ao Timóteo, no capítulo 4, versículos de 12 ao 16. 'Ninguém te despreze por seres jovem. Ao contrário, torna-te modelo para os fiéis, no modo de falar e de viver, na caridade, na fé, na castidade. Enquanto eu não chegar, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino. Não negligencies o carisma que está em ti e que te foi dado por profecia, quando a assembléia dos anciãos te impôs as mãos. Põe nisto toda a diligência e empenho, de tal modo que se torne manifesto a todos o teu aproveitamento. Olha por ti e pela instrução dos outros. E persevera nestas coisas. Se isto fizeres, salvar-te-ás a ti mesmo e aos que te ouvirem'.

Vamos hoje meditar sobre a ação do Espírito Santo em nós, que nos convida a ser santo. Santidade muitas vezes foi compreendida como algo longe, às vezes, pensamos que nosso jeito de viver não nos levará à santidade, porque estamos ancorados nos santos antigos. Muitas vezes, ligamos a santidade ao sofrimento.

Santificar-se é você descobrir que o projeto de santidade ocorre com a ajuda do Espírito Santo, que move as diferentes pessoas nos diferentes tempos e faz uma obra maravilhosa. Os santos que estarão nos andores das nas nossas igrejas no futuro estão aqui no rincão, estão em casa. Você já imaginou sua imagem? Quais as reais possibilidades de o Espírito Santo gerar em você um testemunho fiel? Santidade é isso, é testemunho, é processo de transformação do coração do homem para ser semelhante a Jesus.

São Paulo diz: ‘Ninguém te despreze por seres jovem. Ao contrário, torna-te modelo para os fiéis’. A juventude pode ser olhada de maneira diferente, sofremos preconceitos, por isso jovem seja modelo na pureza, na fé, no comportamento, no amor. Onde você como jovem vacila? Celebrar a festa de pentecostes é celebrar as possibilidades de santidades que temos e precisamos viver.

Os santos de calça jeans, os santos da modernidade estão para nascer, depende de nós, depende do nosso coração, precisamos ser santos com computador, com bateria, santos atuais.

"Os santos de calça jeans, os santos da modernidade estão para nascer, depende de nós", diz Padre Fábio de Melo
Foto: Robson Siqueira

A santidade é feita de instantes, é feita do agora, se em você neste momento não há atitude pecaminosa, você está em um momento de santidade. Mas você precisa estar atento ao seu coração, vigiar sobre si mesmo para não sair desta graça. Não negligencie a felicidade que Deus lhe concede, e felicidade é santidade; não estou falando desta felicidade passageira.

A nossa visão está projetada para fora, muitas vezes, para o outro, para o que o outro pensa de nós, e não lembramos o que Deus pensa de nós. O que você vive hoje é santidade? São Paulo fala a Timóteo para que este tenha cuidado com o jeito dele de viver, de agir, de sentir. Digo a você: Vigie-se a si mesmo! Cuide-se!

Quantas vezes, você não é feliz por causa do outro? E quantas vezes somos empecilhos para a felicidade do outro porque faltou vigilância. Precisamos nos cuidar para não nos tornarmos pessoas insuportáveis. Santidade é concreto, é do jeito que nos tratamos quando acaba a pregação, quando estamos na fila. É muito fácil nos fechar no sofrimento e nos indispor na transformação que Deus quer fazer conosco. Deixe de se enjoado, seja santo, os altares já estão prontos; só faltam os santos.

Uma das coisas mais bonitas é a gentileza; às vezes, um sorriso; às vezes, é em oferecer algo a uma pessoa, é um ato de santidade. A gentileza faz a diferença, mas às vezes perdemos oportunidade que temos de ser gentis e esquecemos que neste momento Deus nos quer santos, e esperamos grandes momentos para ser santos.

Cada vez eu me convenço mais de que o ateísmo no mundo é pelo cristianismo mal vivido por nós. Nada pode nos garantir a santidade se o nosso coração não estiver disposto a vivê-la. Fique atento como você está passando os seus dias, tire a raiva, o rancor da sua vida! Magoe-se menos, seja mais leve. Dê uma chance a Deus, pois Ele lhe oferece o altar; suba ao altar, não para aparecer, mas é para ser feliz. E ser feliz não é barulho, mas é ser santo.

É preciso educar os nossos filhos na santidade, ensinando-os a ser honestos, gentis, dando-lhes caráter. Existe uma história de homem que com seu filho de sete anos foi pagar a passagem e o cobrador disse que ele [filho] não precisava pagar, pois dava para ele enganar a todos pelo seu tamanho pequeno, mas o pai respondeu que todos poderiam pensar que ele tinha menos idade, mas ele sabia a idade que tinha, e pagou a passagem do menino. Isso é santidade.

Transcrição: Elcka Torres

 


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:
(12) 3186 2600


Padre Fábio de Melo


Sacerdote da Diocese de Taubaté – SP

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo