Se queres, podes curar-me

Padre Arlon
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Hoje, vemos a cura de um leproso. Para entender melhor essa Palavra, devemos entender quem era este leproso. No tempo de Jesus, era considerado lepra qualquer tipo de mancha que a pessoa tivesse em seu corpo. As pessoas que traziam estas manchas eram colocadas à margem da sociedade, como está escrito no Antigo Testamento (cf. Lv 13,45). O livro do Levítico nos mostra quem é o leproso do Evangelho de hoje (Mc 1, 40-45).

Naquele tempo, as pessoas impuras, ao tocar em outras pessoas, as tornavam impuras. O Evangelho é bem claro ao dizer que é o leproso quem vai ao encontro de Jesus, mas isso não era permitido! Aquele homem, tomado pelo desespero, rompeu a barreira do preconceito e foi até o Senhor. 

São Marcos é tão detalhista que ainda diz que o leproso se colocou de joelhos diante de Jesus. Isso quer dizer que ele reconheceu quem era o Senhor. É preciso acreditar n'Ele quando rezamos! Você O reconhece? Se você tem suportado várias situações para colocar-se diante de Jesus, é sinal de que crê n'Aquele que tem dado a vida por você!

Nesse trecho do Evangelho, ainda percebemos que Jesus se “encheu” de misericórdia por aquele leproso e, por isso "quebrou a barreira" da Lei e tocou naquele homem: deu a ele o que desejava, a cura!

O impuro, quando toca o puro, torna-o impuro. Já Jesus nos mostra uma óptica diferente. Ele, sendo puro, toca no leproso e o torna puro! Muitas vezes, devemos ir ao encontro dos pecadores, não podemos fugir deles, mas precisamos ser canal do amor. Deus nos ama por meio das pessoas. Você conhece alguém que tem vivido no pecado? Deus está dizendo para você: "Ajude-o, vá ao encontro daqueles que precisam de você!". 

"Vá ao encontro daqueles que precisam de você!", diz padre Arlon.
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com


Jesus pede que cada um de nós siga as atitudes d'Ele! Diga àqueles que precisam do Senhor que Ele os ama e, por isso, eles não devem desistir das situações mais terríveis que possam viver! Existem pessoas que estão à beira do abismo, mas nós, em vez de ajudá-las, as empurramos, cada vez mais, para o abismo!

Entenda a óptica de Jesus: não é fugir do impuro, mas se aproximar dele! Você, no entanto, me pergunta: “Padre, como vou falar com aqueles que não conheço? Tenho vergonha!”. Eu lhe respondo: "Se Deus não desiste de você, não desista você das pessoas. Saia da comodidade da sua casa". 

Jesus, após ter curado aquele homem, pediu, com severidade, que ele não contasse nada a ninguém, pois, segundo a lei judaica, quando alguém era curado, não podia voltar ao convívio das pessoas sem antes ser apresentado no templo, ou seja, Jesus respeita a lei, embora o leproso não tenha feito o que Ele lhe dissera.

O Senhor pede que sejamos curados das lepras do passado, as quais não permitem que nós andemos para frente. Se Deus quiser, Ele poderá nos curar! Por vezes, o Senhor ainda não nos curou, porque ainda não nos abrimos para o processo de cura!

 

 

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira


Padre Arlon Cristian


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo