Ser amigo dos pobres

Dom José Carlos Chacorowski
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

Vamos alimentar o nosso coração com o Pão da Palavra, pois no centro da nossa fé está a encarnação do Verbo eterno do Pai que se faz pão para alimentar a nossa esperança. Estamos unidos a muitos irmãos espalhados por todo o mundo. O Senhor se faz pão e alimento através do Seu Corpo e Sangue. É tempo de fazer memória ao que Ele nos pede. Devemos nos lançar no mar infinito da misericórdia do Pai.

Sabemos, portanto que o pão é essencial para o desenvolvimento humano, mas falta até mesmo este essencial. Grandes santos, como São Vicente de Paulo, nos ensina que mais do que caridade dar pão ao pobre é justiça. Quem atende a um carente atente ao Céu.

Perceba que no evangelho de hoje existe uma diferença entre a morte de Lázaro e do rico. Lázaro, como pobre foi levado ao céu, mas o rico é citado apenas como “morreu”. Devemos ser pobres de coração, pois a nossa missão deve ser levar Jesus aos pobres, transformar este mundo de fome, seja física ou de justiça. Transformar esta fome está na partilha da força salvífica e redentora de Nosso Senhor Jesus Cristo e colaboremos na salvação do mundo.

Os santos partiram de um desafio em optar pelos pobres, encontrando neste tempo o rumo certo para a sua vida. A caridade não pode encontrar obstáculos mesmo diante dos desafio da nossa fé. Quantos filhos e filhos de São Vicente e de Federico Ozanam estão perpetuando o carisma da caridade? Hoje, são milhares por todo o mundo, como o pai do monsenhor Jonas Abib, Sérgio Abib, era um vicentino que fazia caridade até mesmo sem que sua esposa soubesse.

Peregrinos participam do 26º Encontro Vicentino (Aviv) na Canção Nova
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

Veja + fotos no Flickr

Um vicentino é aquele que fiel ao evangelho do Senhor não se contenta em dar apenas migalhas, mas oferece o Senhor da vida, dando o amor que vem de Deus. A Igreja do Brasil vive uma busca para saber como deve-se agir uma paróquia, sendo uma Igreja sem fronteiras, anunciando o evangelho de Deus. No amor podemos nos tornar uma rede que se torne em Jesus Cristo uma Igreja Nova.

Queiramos a partir de hoje recomeçar, pois durante todo este Ano da Fé fomos de diversos modos meditando sobre a questão da fé e deixemos que a misericórdia de Deus seja encarnada, por meio da fé, em nossas vidas.

 

 

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira


Dom José Carlos Chacorowski


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo