Ser fonte de bênção na família

Frei Josué Pereira de Sousa
Foto: Robson Siqueira

Estamos celebrando um casal de idosos, o qual faz a ponte do Antigo Testamento e o Novo Testamento, que foi escolhido a ser pai e mãe da nova Eva, Maria, que traria para a humanidade a salvação: São Joaquim e Santa Ana. Para celebrar a nossa preciosidade, que é um presente de Deus, a família, mas que com o dia-a-dia e os problemas está sendo destruída.

Este mundo está aniquilando e destruindo as famílias e principalmente o matrimônio, e destruindo-os veremos pessoas desnorteadas. A família deve ser a imagem e semelhança da Trindade Santa: Pai, Mãe e Filhos. Como homem e mulher é a glória de Deus, a família é a glória do Deus trino, e o diabo que não suporta Deus, com Sua imagem refletida aqui na terra na família, ele, o diabo, tenta atingir a Deus destruindo as famílias.

“Por isso o homem deixa o seu pai e sua mãe para se unir à sua mulher; e já não são mais que uma só carne” (Gen 2, 24). Por isso quem quer colocar em dúvida o casamento como indissolúvel, trago esta passagem: “Não separe, pois, o homem o que Deus uniu” ( Mc 10, 9). A família é santa e sagrada, é dela que nascem os cristãos deste mundo. Deus mesmo fez com que dependêssemos de um homem e uma mulher. O único que não teve um pai biológico foi Jesus, mas teve um pai adotivo, mostrando que os filhos do coração são importantes, como os filhos da carne. Família é projeto de Deus.

O Senhor cura os nossos antepassados, bendito sejam aqueles que foram homens de misericórdia em nossa família. Deus é justo e quem planta, colhe. Você é esta semente boa, assim como diz no Evangelho. Foi pela fidelidade de seus antepassados que vocês estão aqui. Foram homens que plantaram essa geração abençoada em sua família. Agradeçam aos seus antepassados por terem sido santos, os quais plantaram sementes de santidade nas suas famílias. Mas, nós também tivemos antepassados maus, os quais também deixaram sementes de pecados em nossas famílias, por esses devemos rezar.

Todo o pecado tem suas conseqüências que passam de geração a geração. Em Êxodo 20, 5-6 o Senhor nos fala: “Não te prostrarás diante delas e não lhes prestarás culto. Eu sou o Senhor, teu Deus, um Deus zeloso que vingo a iniqüidade dos pais nos filhos, nos netos e nos bisnetos daqueles que me odeiam, mas uso de misericórdia até a milésima geração com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos”.

A família é santa e sagrada, é dela que nascem os cristãos deste mundo
Foto: Robson Siqueira

Você não tem culpa, mas é uma lei. Por isso precisamos fazer orações de gerações. O 'porquê' de tanto suicídio, divórcio, e o 'porquê' de nossa família não conseguir seguir a Jesus? Isso são sinais de Deus para vermos o que aconteceu em nossa família. Talvez um pacto ou um juramento que nossos antepassados fizeram. Então não é só rezar por si, é preciso rezar pela família toda.

Temos que ter responsabilidades espirituais com nossa família. Fomos escolhidos por Deus para sermos fonte de cura para nossas famílias, para purificá-las. Através do nascimento da Virgem Maria que santificou todas as famílias do mundo, nós também somos fontes de bênção para a nossa família. Você é este elo para que possa trazer sua família para a graça de Deus.

Talvez você esteja pensando que é o menor de sua família e que não sabe nada, mas veja no Evangelho, Davi era o menor. O Senhor sabe quem escolhe e vê o seu coração. Você é o pequeno Davi que vai trazer a fonte de bênção para a sua família. Saiba que vai ter que pagar um preço e o inimigo vai lhe atacar, mas não tenha medo. O Senhor lhe escolheu e vai lhe capacitar e estará sempre contigo, e esta corrente de santidade se propagará em sua família.

Veja as coisas, não no aspecto humano, mas pela fé. Desde criança, no ventre de sua mãe, o Senhor já lhe conhecia, então, aceite esta missão.

Vamos nos unir pelo Sangue de Jesus. Coloque toda sua família no Sangue de Jesus.

Transcrição e adaptação: Eliziane Alves


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO SHOPPING CN OU PELO TELEFONE: (12) 3186 2600


Frei Josué Pereira de Sousa


Ordem dos Frades menores conventuais da Província de Brasília

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo