Sete dicas para que sua família seja de Deus

Eliana Sá e Ricardo Sá
Foto: Wesley Almeida/CN

Ouça pregação na íntegra

Nós podemos dizer todos juntos: “Eu quero que a minha família seja de Deus”. Nós estamos aqui para partilhar coisas muito práticas, que exigem esforços, mas que ao mesmo tempo fazemos com prazer, pois devemos fazer qualquer esforço por nossas famílias, já que as amamos. Primeiramente você deve ter disposição e amor para lutar pela sua família e mesmo se sentindo só, não se entristeça, pois Jesus também se sentiu só, mas hoje Ele renova nossas forças para darmos a vida, se necessário, por nossas famílias.

Você precisa ter a abertura de coração e dizer: "Eu quero, eu quero!". Não esperar que o outro mude, mas que comece a mudança a partir de você. E é nesta abertura que nós queremos partilhar. Algumas dicas práticas para sua vida em família.

A primeira dica é: "Perdoe". Para que sua família seja de Deus, perdoe. O perdão é o acerto de conta do cristão, como disse ontem na Santa Missa o padre Paulo Ricardo. Perdoe sempre, até quando você tem razão, a gente perdoa porque somos de Deus, perdoamos para ganhar o filho, nosso perdão passa pela razão, pelos sentimentos você não perdoa ninguém. Então decida-se em perdoar. Ponha um ponto final na história das mágoas e perdoe.

É preciso perdoar sempre e perdoar tudo, aquelas pequenas coisas do dia a dia, sabe aquelas coisas que falamos para o filho várias vezes, mas ele não muda, você não pode deixar de falar, você precisa amar, educar, mas é necessário também exercitar o perdão. Ontem eu (Eliana), estava fazendo uma caminhada e fui falando a Jesus que eu era fraca, pecadora e precisava perdoar uma pessoa e comecei a dizer o nome da pessoa e no final daquela caminhada eu fui tomada por uma paz que tive até vontade de cantar, e olha que eu não sou cantora, mas pelo perdão Deus me refez, foi um banho de perdão.

Eu quero recomendar que você, não perca tempo na sua vida, porque sem o perdão nós não temos força para nada, a pessoa que não perdoa se torna amarga, azeda, mesmo você tendo a razão, se não perdoar, não vai dar certo. Há pessoas que não mudam, você espera que ela amanhã mude, mas ela continua daquele jeito, e talvez ela só mude no último suspiro de vida, você deve perdoar e continuar rezando por esta pessoa. Não perca tempo!

 

Eliana Sá e Ricardo Sá durante pregação na Canção Nova
Foto: Wesley Almeida/CN

Pense no perdão, reze perdoando, pois Jesus na cruz nos ensinou a perdoar, reze no ônibus, não perca tempo com outros pensamentos. Perdoe todo mundo! Perdoe todos e sempre! Então a primeira dica é essa o perdão.

A segunda dica é: “Declare o seu amor!”. Diga às pessoas da sua casa “Eu te amo”, ao invés de dizer: “Eu te mato”, “Eu te pego”, como muitas vezes temos vontade de fazer. A família precisa ser um ninho de amor.

Quanto mais tempo gastamos declarando o amor que temos menos tempo teremos em casa para a murmuração, para palavras negativas, para reclamações, saiba que cada vez que você declara o amor em sua casa as coisas se transformam pela força deste amor. Vamos expulsar o mal de nossas casas pelo amor, dizendo “Eu te amo meu amor!”.

Lá em casa nós aprendemos dizer muito "eu te amo" e hoje encontrei uma carta que escrevi para Eliana em 28 de março de 1989. Naquela época nós estávamos namorando, ela aqui e eu estava estudando comunicação em Roma e só nos falávamos uma vez por mês. E eu dizia na carta a ela que ela era importante para mim e que eu a amava, fiz uma rosa de papel para ela e enviei. Graças a Deus nós descobrimos que é muito importante dizermos um para o outro que nos amamos.

Declare o seu amor e que amor é este que declaramos? É por que a vida é um mar de rosas, é por que está tudo bem? Não, é porque amamos de fato, é um amor por decisão, hoje eu desejo fazer a Eliana feliz e sou louco por ela, mas nem sempre é assim, tem dias que fico bravo com ela, mas me decido amar.

A terceira dica é: “Ame seus defeitos”. Como Deus nos ama? Parece que quanto mais pecador, mais Deus nos ama. É esse o jeito de Deus nos amar, quanto mais sou falho e tenho minhas imperfeições e quando damos essa dica, ame seus defeitos, é para que a pessoa ame o outro do jeito que ela é, pois assim se tornará melhor. Não adianta o Ricardo me amar como não sou! O Ricardo tem aprendido a me amar.

"É muito importante dizermos um para o outro que nos amamos"
Foto: Wesley Almeida/CN

Quando pensamos nos defeitos, queremos que eles sumam, pensamos que defeitos são para serem concertados, mas isso só dá certo com o cano da pia que quebrou, com alguma coisa que quebrou, mas com as pessoas não funciona assim, precisamos amar as pessoas para que elas mudem. Nós muitas vezes temos facilidade em amar aquele que aparenta não ter defeitos, mas Deus nos amou como somos, aprenda a amar os defeitos do outro.

Muitas vezes nossa oração é: “Vem Senhor com teu fogo e queime estes defeitos”, mas a oração deve ser “Senhor que cada vez eu ame mais”. Sua mulher tem defeito? Seu marido tem defeito? Ame com os defeitos! Cubra a pessoa de amor, isso vale também de pais para os filhos. Dica número quatro: “ Esteja presente!”. Não deixe sozinho, pergunte onde a pessoa vai, que horas chegou? Se ver a mulher lavando louça, ajude a lavar. Se for o pai arrumando o armário, vá ajudá-lo, largue o computador de lado! Seja presença! As vezes nós não teremos todo o tempo do mundo para estarmos em família, sonhamos com as férias, o descanso, mas não, é no dia a dia e a qualidade do momento que nós faz viver melhor um com o outro.

Família que se alimenta diante de uma televisão ligada, tem diálogo? Tem partilha? Não tem! Você precisa ser presença, ter tempo para estar com sua família. Ontem a noite eu estava vindo para cantar na Missa e meu filho queria que eu fosse pegá-lo em outro lugar, dei um jeito e Eliana foi buscá-lo, mas porque digo isso, porque preciso ser presença na vida do meu filho. As vezes as pessoas já não param em suas casas, porque já sentem que você não é presente na vida delas e por isso não se sentem importantes e não ficam com você.

Isso que falamos para a família é algo que também lutamos para viver em comunidade, passamos na casa dos nossos irmãos de comunidade para dizer um “oi”, para dizer “estou aqui”, isso muda tudo, parece ser tão simples né? Mas as vezes se torna complicado, pois o demônio gosta de complicar. Deus está sempre presente comigo, jamais Ele está ausente e é esta presença que precisamos ser na vida uns dos outros. Dica número cinco: “Vá a Missa”. Se você quer que sua família seja de Deus, vá a Missa, vá com alegria, vá sem brigar com ninguém, mas convide. Nós precisamos colocar a Missa em primeiro lugar, pois é Jesus que recebemos na Eucaristia, pois sem Ele não aguentamos. Se vai a Missa, se for sozinho reze com alegria, reze pelos seus, coloque-os no cálice do Senhor! Vá a Santa Missa sempre, pois é o lugar do seu abastecimento e sempre convide, com amor, com alegria. Não volte da Missa pior do que foi, volte bem alegre, pois se não vão pensar que nada adiantou.

Dica número seis: “Mostre quem Deus é”. Nunca mande ninguém de sua família ir para Deus, pois nem sempre dá certo. Pare de mandar seus maridos irem para Deus, diga a eles mulheres: “vem para Deus”. Quando eu estava com câncer o que muito me ajudou é que mesmo com o fato de todo sofrimento pelo qual eu passava, eu não fazia os outros sofrerem porque eu estava sofrendo. Na enfermidade eu percebia que tudo aquilo só podia ser para a glória de Deus, pois tudo o que se passava era para glorificação de Deus e eu preciso mostrar com minha vida que Deus é amor, Deus é perdão. Seus filhos não vão encontrar Deus na Igreja se não encontrarem Deus na sua casa!

Dica número sete: “Tenha e creia na misericórdia de Deus”. Eliana não é a mesma mulher do passado, ela, como todas as mulheres, está em transformação contínua, então eu preciso ter misericórdia. Deus tem caminhos para mim e para minha família que eu não conheço, Ele tem jeito e maneiras de solucionar os problemas da nossa casa que não é do nosso jeito. Então nós precisamos crer que a misericórdia de Deus vai solucionar, preciso abrir o coração para aquilo que é a misericórdia de Deus, para que traga solução para aquilo que aparentemente para nós não tem solução.

Você pôs em sua cabeça que tem que acontecer do seu jeito aquela coisa para que sua família se converta, mas quem foi que disse que deve ser do seu jeito, Deus tem os seus próprios caminhos. Não se prenda aquilo que você acha que tem que acontecer para a conversão de sua família, é preciso dar espaço para que a misericórdia de Deus aconteça.

Transcrição e adaptação: Flávio Pinheiro

Assista trecho dessa pregação


Acompanhe as pregações pelo twitter @cancaonova e
retuite a mensagem que mais falar ao seu coração.

ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:
(12) 3186 2600

Veja também:
:: Blog do Ricardo Sá
:: Episódios do programa 'Vida em família', da WebTVCN
:: Leia este conteúdo no Iphone
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

 


Ricardo e Eliana Sá


Casal de missionários da Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo