Só se vive fé, praticando fé.

Padre Bruno
Foto: Wesley Almeida

Como Santa Tereza precisamos viver uma fé decidida. Santa Tereza sofreu muitas tribulações, pois era necessário que ela assumisse sua cruz. A santa missa nos faz rever nossa fé e vivermos uma fé verdadeira; de olharmos para nosso interior e não preocuparmos com o nosso exterior.

Será que temos a capacidade de dizer eu não vou negar Jesus e vou a luta? Ter uma fé de decisão, de não ficarmos em cima do muro? Todos nós somos pecadores, mas precisamos sair do pecado. Assumirmos que somos pecadores, não é acostumar com o pecado. Precisamos fazer de tudo para sair dele.

Olhar para a cruz, não é olhar como se fosse uma coisa linda. Precisamos ter a cruz em nossa casa, mas não como se fosse uma peça de decoração, mas para assumir que um Homem deu a vida por mim, e faria tudo novamente. E por isso posso dizer que sou um Católico Apostólico Romano carismático praticante.

Vivemos em meio as tribulações, como diz monsenhor Jonas Abib, o barco está em alto mar, e no alto mar as ondas são pesadas, mas “o mar é Deus e o barco sou eu”, isso não é poesia, é vida. Nossa vida como no mar, tem águas agitadas. Santa Tereza viveu tribulações, mesmo sendo santa, por isso digo,a santidade é para todos nós, não é algo longe. Mas para que tudo isso aconteça, é necessário que eu rumine a Palavra de Deus.

Assim como Santa Tereza eu preciso viver uma decisão, não posso ser católico de IBGE, precisamos praticar. Temos um Deus que nos ajuda e está do nosso lado, e você pode se perguntar: “por que sofro tanto?” Então te respondo: “quais foram as suas decisões anteriores?”

Não podemos viver a hipocrisia, se preocupando apenas com o exterior. Vamos nos decidir por Jesus. Santa Tereza passou por diversas tribulações, trouxe o novo para o carmelo, sofreu muito por isso, e é santa. Para ser santa é necessário de decisão. O católico precisa ser um homem de decisão, dizer para Jesus eu sou pecador, mas eu me decido mudar de vida.

Padre Bruno
Foto: Arquivo / CN

A primeira decisão é eu me assumir pecador para que a graça aconteça. Precisamos colocar um ponto para iniciar uma nova história, e estar alicerçada na fé. Alguém necessita de milagres? Será que estamos fazendo tudo o que Deus nos pede. Hoje é dia disso, não estou falando como condenação para vocês, pois eu também preciso me decidir, e ser inteiramente do Senhor, saber que Ele tem o controle de todas as coisas. É em Jesus que precisa estar alicerçada nossa fé.

Precisamos sair daqui impregnados com está certeza, eu sou de Jesus, venha tribulação de um lado e de outro, eu sou de Jesus. O que precisa ser colocado um ponto final na sua vida? Não tenha medo de colocar e dizer por hoje eu me decido a dar um ponto final nesta história.

Se Deus fez cegos ver, ele pode fazer muito mais na nossa vida, precisamos trabalhar na nossa fé, que a vivam, assumindo que somos católicos. Só se vive fé, praticando fé. Sair de nossa melindres. Precisamos dar um basta, assumir, não podemos ficar somente no querer, é decisão, mude sim, mas é preciso renuncia, radicalidade, dizer não muitas vezes, silenciar para dizer que em Cristo sou mais que vencedor.

Hoje é o dia do ponto final, do ponto que se inicia, mas não esqueça que sempre teremos sofrimentos, todos os santos sofreram muito. Vamos relaxar? Não, a única certeza de nossa fé é a Cruz, por isso precisamos assumi-la, que Deus nos conceda essa graça no dia de hoje. Que a exemplo de santa Tereza sejamos homens de decisão.

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto


Padre Bruno Costa


Sacerdote da Comunidade Canção Nova.

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo