Só somos fortes por meio da oração

Padre André Luna
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com
Jesus sabe que a lição da oração precisa ser dada aos seus discípulos. Mais do que ensinar com palavras, Ele busca testemunhar com o exemplo. Quantas vezes Ele era visto se isolando no meio da noite para viver a intimidade junto ao Pai?

Por isso, o Senhor nos diz para não multiplicarmos as palavras na oração, porque a verdadeira prece é justamente o oposto disso. Ele quer saber do que seu coração está cheio e não sua boca. Deus sabe tudo que está no seu interior, mais do que isso, Ele sabe exatamente de tudo que você precisa, mesmo antes de você pedir. Agora, você deve estar se perguntando: "Por que, então, eu preciso pedir? A resposta é simples: Ele quer que você tenha consciência do que precisa, por isso, muitas vezes, é recomendado que façamos a oração em voz alta, para que ouçamos o que nosso coração tanto clama.

O coração de muitas pessoas "vira pedra", porque vai acumulando tudo que não vale a pena ser guardado. O melhor exercício para o esvaziarmos é a oração, nosso momento de intimidade com o Pai, quando não só falamos, mas nos colocamos como Seus ouvintes.

Há muitos problemas dentro do nosso lar, porque, muitas vezes, falta paciência entre pais e filhos, ou marido e mulher. Quando vemos nossas próprias falhas no próximo, isso nos irrita ainda mais e nos afasta de quem amamos.

Dentro do nosso lar é um dos poucos lugares que nos mostramos nossa verdadeira face, ao contrário de quando estamos no serviço e fingimos ser quem não somos para agradar nossos superiores. Ou na casa de amigos, onde usamos máscaras para sermos vistos com a imagem de "boa conduta" que a sociedade prega.

Em tempos de crise precisamos ser inteligentes; em vez de acreditarmos que somos capazes de enfrentar a tentação, precisamos reconhecer, humildemente, nossas fraquezas e buscar refúgio na oração.

"Deus quer saber o que está no seu coração", diz padre André Luna
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

O próprio Deus nos prometeu que ninguém será testado além de suas forças, mas precisamos ter consciência de que ela vem d'Ele. Por isso, quando queremos agir por nós mesmos, somos surpreendidos de forma inesperada.

Existem coisas que não vale a pena querermos descobrir. Em nossa caminhada de fé, é muito mais seguro continuar no caminho estreito em vez de nos deixarmos guiar pela curiosidade.

Assim acontece com muitos de nossos filhos, os quais passam por Bethânia e saem de lá acreditando que estão fortes o suficiente para encarar seus vícios e fraquezas. Mas é nessa hora que são surpreendidos.

São Paulo nos disse que quando ele era fraco é que realmente via sua força. Assim deve ser para nós, quando nos fazemos humildades diante das provações, é que nos refugiamos em Deus, permitindo que Ele seja o guia da nossa caminhada.

Reconheça sua fraqueza, no dia de hoje, e faça da sua oração um clamor a Deus, a fim de que Ele seja não só seu Guia, mas também o seu Pastor, para que Ele cuide de você, assim como o pastor cuida do seu rebanho.

 
Transcrição e adaptação: Gustavo Souza

Padre André Luna, SCJ


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo