Sob a sombra da Cruz Cristo

Padre Fabrício
Foto: Wesley Almeida

Uma Palavra Viva. Essa é a diferença da Sagrada Escritura quando é proclamada. Esta Palavra quando é proclamada, especialmente na Santa Missa, por um ministro da Palavra, ela se atualiza.

Rezamos: "Deus do universo, fonte de todo bem, derramai sobre nossos corações todos amor e estreitai os laços que nos unem". A Liturgia pede o aproximar de muitos dos cristãos que foram afrouxando.

Toda história de salvação, desde a origem, foi, é e será um esforço de Deus de se aproximar de nós, que não se contentou com um relacionamento frouxo, distante. Deus se encarnou, cresceu entre nós. Num sábado, Ele andou no meio das plantações e pode estar andando hoje no meio de nós.

A Cruz de Cristo é o acontecimento central da nossa fé. Não é objeto de decoração, não é amuleto. É acontecimento, é realidade
. Cristo não subiu na cruz para fazer enfeite, mas para apertar laços em nós. Não se salva casamento ou se cria filhos sem esforço. É preciso "apertar".

É necessário, é imprescindível, assumir que vida cristã não é coisa para frouxo! Estamos acostumados com o que não é necessário, mas, que enche o bolso, os olhos e promove inveja do que está ao seu lado. Um mundo da subjetividade só se gera cristão frouxo. Eu não quero te apresentar um Cristo estilizado, mas, um Cristo que morreu na cruz. Uma mulher que diz: "Eu sou católica, não vou à Missa, não me confesso faz um tempo, não concordo com um monte de coisas na Igreja…" não é católica!

'Cristão sem cruz, é cristão de mentirinha' Padre Fabrício
Foto: Wesley Almeida

"É necessário que permaneceis inabaláveis e firmes na fé". Tem muito tempo quer não sabemos o que é ser firme e inabalável. O que vemos por aí são cristãos frouxos e moles. Ninguém ressuscita se não morre.

Cristão frouxo quer se "sentir bem" em alguma igreja. "Seu lugar é na Igreja Católica apostólica romana". A firmeza é para o momento da dificuldade. "Aguenta firme", como o monsenhor Jonas nos ensina. Quanta gente é estrangeiro da própria fé, da própria pátria, da própria fé! Qual é esperança que Evangelho ensina? Não é esperança do "eu me sinto bem". E a esperança da cruz! Olha pra cruz de Cristo!

Tem muito cristão indo em muitos lugares onde não se fala mais da cruz de Cristo. Cuidado com caminhos que você tem feito, pode ser que eles não estejam te levando para o Céu. Venha a moda que vier, permanece a cruz de Cristo.

Há quanto tempo que somos católicos descompromissados com a cruz. Você está querendo mudança de vida? Quer resgatar idéia de que esta terra é Terra de Santa Cruz? Então comece pela sua vida.

Não vou me preocupar se querem tirar crucifixos das repartições públicas. Vou me preocupar com cristãos que tiraram cruz das suas próprias vidas!

O cristão encarna na própria vida os mistérios da cruz porque minha força vem dali! A cruz é escola de Cristo para o cristão.

Se você continuar a viver "mais ou menos" daqui dez anos seu filho vai querer ser cristão? O pai tem obrigação de ensinar o que é bom. Não dá para esperar filho crescer para ensinar o que é bom.

A Palavra tem poder de mudar quando abrimos o coração!


Transcrição e adaptação: Danusa Rego


Veja também:

:: Divulgue sua paróquia na Canção Nova
:: Conheça o conteúdo Canção Nova disponível no iPhone

:: Faça parte do grupo "Eu acesso o cancaonova.com"
:: Escolha um canal e acompanhe a CN on line



Acompanhe as pregações pelo twitter @cancaonova e retuite a mensagem que mais falar ao seu coração.


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:
(12) 3186-2600
ou

Pen drive 2G CN Brasil, Terra de Santa Cruz


Padre Fabrício Andrade


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo