Somos como um vaso delicado nas mãos de Deus

Padre Silvio
Foto: Daniel/CN

É preciso buscar a cada dia um pouco mais o conhecimento de uma vida em Jesus. Nós estamos sempre a caminho do céu. A vida tem sempre essa dinâmica, e a gente não se cansa de ser cristão.

É chegar perto de Jesus para que Ele fale no nosso coração. Você já fez a experiencia de chegar a Jesus e não dizer nada. As vezes temos muito para falar, e não sobra tempo para o Senhor falar conosco.

Talvez todas as certezas que você tenha, não são de tudo inaproveitadas, tem muita coisa boa, mas permita que Deus faça ainda mais por você. Estar aberto para aprender o que é bom, o que é do céu. Muitas vezes nos esbarramos em pessoas que já se consideram saber de tudo, acham que já aprenderam tudo e não precisam de mais nada; dessa forma, Deus não pode fazer por elas.

É difícil chegar em um coração que já se fechou à possibilidade para que Deus faça alguma coisa. Existem pessoas que já começam com estas frases: "Eu não consigo!", "Eu não quero mais!" Ou "Eu não posso!" E "Não tenho capacidade!"; assim a pessoa já está ditando a regra do jogo, num negativismo que não a deixa fazer nada. Talvez não tenha competência, mas é preciso tentar.

É tentando, é fazendo o caminho que vamos poder dizer isso, e se em algum momento não deu certo, eu sempre costumo dizer: Sente e dê risada. Mas não fique no caminho sentado sem fazer nada, sempre imaginado: "Será que teria dado certo?" É preciso começar, é preciso dar o primeiro passo.

Alguns dizem: “Tenho tanta vontade de experimentar essa fé de Jesus Cristo”, outros dizem: "Padre, vocês estão tão pertinho de Deus". E eu sempre digo: "Não, nós estamos todos juntos, Deus não faz salinha de reserva especiais, não, e as pessoas que Deus mais vai cobrar no final será de nós padres. Então, estamos no mesmo barco e precisamos viver o tempo desta experiência. Para conhecer a Jesus Cristo é preciso começar.

Eu tenho hoje desafiado as pessoas a não pararem no ritualismo, mas a tentarem ir além, fazerem a experiência de um conhecimento maior, já trazendo a realidade da nossa vida, mas não saímos dessa realidade para simplesmente entrar numa igreja, é tão bonito quando levamos a realidade da nossa casa e da nossa vida celebrada para o altar de Deus.

Não podemos deixar que um acontecimento ruim da nossa vida, como uma doença, paralise a nossa experiência com Deus, porque entendemos que Jesus está ao nosso lado. É a centralidade de um Jesus que encontramos na nossa vida e que nos permite viver tudo de maneira tão clara, porque nada neste mundo poderá nos separar do amor de Deus.

O conhecimento de São Paulo não foi só ali no ato de cair do cavalo, foram anos, é o tempo da nossa vida que nos fará conhecer Jesus. Não pense que Paulo nasceu Paulo, ou Pedro nasceu Pedro, não, eles foram se fazendo ao longo do tempo porque deixaram que Jesus conduzisse as suas vidas.

É preciso deixar Deus conduzir a nossa vida, mas não é uma vida de passividade, é deixar que Deus seja o condutor. É preciso confiar um pouco mais naquilo que o Senhorpode fazer por nós.

Eu não alcancei ainda, mas estou a caminho, e estar caminhando é um processo que se faz todos os dias, quando nós acordamos como um vaso bonito e delicado e que precisa ser cuidado por Deus, do contrário, podemos acabar colocando esse vaso nas mãos de pessoas erradas que não vão cuidar de nós. O caminho que precisamos buscar é o que Paulo fez, o de sermos alcançados por Jesus Cristo.

Essa é a beleza de Deus, do Senhor da nossa história, que respeita o nosso jeito de ser e quase sempre tem falado da forma mais simples e discreta ao nosso coração, e nós tão cheios de coisas, que já não somos mais capazes de ouvir. Pare e pense quais são os deuses que têm sido senhores da sua vida?

O Senhor é radical no Seu chamado, quando nos diz para deixar as nossas certezas, abrir mão de tantas coisas que para nós podem parecer certas. É preciso começar a viver e a ser discípulos d'Ele agora. Não podemos ficar só na pregação. Vamos entrar na Semana Santa nesta certeza de que queremos experimentar verdadeiramente este Jesus Cristo.

Os lixos que nós fomos construindo com os nossos sentimentos e ressentimento, e a maneira como temos vivido dentro da nossa casa. É Deus pedindo passagem nos nossos corações para que o perdão aconteça. O Senhor precisa de você para fazer isso, Ele sempre quis utilizar de pessoas para falar coisas bonitas no coração de outras também. São Paulo é o nosso grande exemplo.

A sua atitude tem que ser diferente. É como Jesus nos ensina, se você ama quem já o ama, que diferença faz? É preciso pedir a coisa certa para Deus. Eu preciso dar o primeiro passo, eu preciso ser diferente, as minhas atitudes não podem ser a mesma daqueles que não são cristãos. O amor de Deus é libertador. As coisas deste mundo não podem ocupar a essencialidade na nossa vida, essas coisas não podem ocupar o lugar de Deus no nosso coração.


Padre Silvio César, sdb


sacerdote da ordem dos Salesianos de Dom Bosco e Diretor do Instituto do Coração Eucarístico Salesiano na cidade de Pindamonhangaba – SP

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo