Suportai-vos uns aos outros

Dom Irineu Danelon
Foto: Eliziane Alves

Gostaria de colocar em destaque um versículo da primeira leitura:" Com toda a humildade e mansidão, suportai-vos uns aos outros com paciência, no amor" (Ef 4,2).

Se não tivermos humildade, paciência e amor não conseguiremos chegar a lugar nenhum. Isso com pessoas sem problemas nenhum, quanto mais com pessoas com dependentes químicos. O primeiro convite de um membro da pastoral da sobriedade é a conversão. Precisamos ser discípulos de Jesus. Precisamos assimilar a humildade, pois ninguém vai lavar o pé do outro sem humildade. Ninguém vai cuidar de um dependente químico sem humildade.

São Francisco beijou um leproso e até hoje o mundo inteiro lembra esse fato. Parece algo extraordinário, mas é algo que deveria ser comum na vida do cristão. Há uma inversão de valores, o que era para ser ordinário, se torna extraordinário.

É preciso ser humilde não só com palavras, mas com a vida. Jesus nos deu exemplo de humildade com a sua vida. Desde seu nascimento até a sua vida pública, a sua vida foi uma demonstração de humildade. Nós precisamos reconhecer que tudo o que recebemos e que temos são dons que o Senhor nos deu. Sem páfia, sem orgulho. Um orgulhoso jamais vai fazer parte da pastoral da sobriedade.

Deus não é o objeto do seu amor, mas é o motor do seu amor. Peça a Ele o amor necessário para que você tenha um coração humilde. Não temos um Espírito Santo de "segunda categoria", mas o mesmo Espírito que possuiu Jesus.

Nós estamos aqui não só para instruir, mas para orar pelas mães que assim como Nossa Senhora, estão vendo seus filhos na cruz. Nossa Senhora da Piedade, rogai por nós!

Transcrição e adaptação: Renan Félix

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo