Temor ao Senhor, a receita da felicidade

Alexandre
Foto: Wesley ALmeida

É uma alegria estarmos juntos neste momento. E eu o convido para pegar a Bíblia em Mateus 10,34-39: “Não penseis que vim trazer paz à terra! Não vim trazer paz, mas sim, a espada. De fato, eu vim pôr oposição entre o filho e seu pai, a filha e sua mãe, a nora e sua sogra; e os inimigos serão os próprios familiares. Quem ama pai ou mãe mais do que a mim, não é digno de mim. E quem ama filho ou filha mais do que a mim não é digno de mim. E quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. Quem buscar sua vida a perderá, e quem perder sua vida por causa de mim a encontrará”.

A Palavra de Deus hoje vem para nos incomodar a fim de nos questionar. É o próprio Jesus que vem gerar essa inquietação em nós. O Senhor começa, então, a nos apresentar “cláusulas” para segui-Lo, de modo a não perdermos a direção.

A partir do nosso batismo nos tornamos cristãos e, com o passar do tempo, vamos começando, em meio às lutas e tribulações do dia a dia, a querer dar um jeito de voltar atrás, de dar jeitinho de desfazer aos poucos esse “contrato”.

O próprio Jesus nos diz que o Seu Reino não é deste mundo; que nós não seremos felizes neste mundo, mas sim nos novos céus e nova terra. Cristo nos diz agora que quem quiser segui-Lo deve tomar a sua cruz e segui-Lo.

Jesus Nazareno quer nos devolver a dignidade, pois, infelizmente, estamos brincando com a dignidade de Deus. Em I Coríntios 11,17- 34 está escrito: “Já que estou dando recomendações, não vos posso louvar por vossas reuniões, pois elas têm sido, não para o vosso maior bem, mas antes para o vosso dano. Primeiro, ouço dizer que, quando vos reunis como Igreja, têm surgido dissensões entre vós. E, em parte, acredito. É necessário que haja até divisões entre vós, para que se tornem conhecidos os que, dentre vós, são comprovados! De fato, quando vos reunis, não é para comer a ceia do Senhor, pois cada um se apressa a comer a sua própria ceia e, enquanto um passa fome, outro se embriaga. Não tendes casas para comer e beber? Ou desprezais a Igreja de Deus e quereis envergonhar aqueles que nada têm? Que vos direi? Acaso vos louvarei? Não, neste ponto não posso louvar-vos. De fato, eu recebi do Senhor o que também vos transmiti: Na noite em que ia ser entregue, o Senhor Jesus tomou o pão e, depois de dar graças, partiu-o e disse: “Isto é o meu corpo † entregue por vós. Fazei isto em minha memória”. Do mesmo modo, depois da ceia, tomou também o cálice e disse: “Este cálice é a nova aliança no meu sangue. Todas as vezes que dele beberdes, fazei-o em minha memória”. De fato, todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, estareis proclamando a morte do Senhor, até que ele venha. Portanto, todo aquele que comer do pão ou beber do cálice do Senhor indignamente, será culpado contra o corpo e o sangue do Senhor. Examine-se cada um a si mesmo e, assim, coma do pão e beba do cálice; pois, quem come e bebe sem distinguir devidamente o corpo, come e bebe sua própria condenação. É por isso que há entre vós muitos enfermos e doentes, e não poucos têm morrido. Se nos examinássemos, não seríamos punidos. Mas, punindo-nos, o Senhor nos educa, para não sermos condenados com o mundo. Portanto, meus irmãos, quando vos reunirdes para a ceia, esperai uns pelos outros. Se alguém estiver com fome, coma em casa, para que vossas reuniões não sejam para vossa condenação ”.

"E para que essa paz aconteça é preciso respeitar ao Senhor" Alexandre
Foto: Wesley ALmeida

São Paulo já dizia aos cristãos: “É necessário que haja até divisões entre vós, para que se tornem conhecidos os que, dentre vós, são comprovados! De fato, quando vos reunis, não é para comer a ceia do Senhor, pois cada um se apressa a comer a sua própria ceia e, enquanto um passa fome, outro se embriaga”. A respeito da Eucaristia: “Examine-se cada um a si mesmo e, assim, coma do pão e beba do cálice; pois, quem come e bebe sem distinguir devidamente o corpo, come e bebe sua própria condenação. É por isso que há entre vós muitos enfermos e doentes, e não poucos têm morrido”.

Punindo-nos o Senhor nos educa, pois Ele é educador. Da mesma forma, é preciso que os pais eduquem seus filhos, Deus quer e precisa nos corrigir. É o Senhor quem quer nos colocar no prumo.

A relação com Deus se dá nas coisas concretas, precisamos ter uma relação digna com o Senhor, pois satanás tem roubado do povo de Deus o santo temor, a começar pela Palavra de Deus. Como está escrito na Exortação Apostólica “Verbun Domini” n° 85 “Do grande mistério nupcial deriva uma imprescindível responsabilidade dos pais em relação aos seus filhos. De fato, pertence à autêntica paternidade e maternidade a comunicação e o testemunho do sentido da vida em Cristo: através da fidelidade e unidade da vida familiar, os esposos são, para os seus filhos, os primeiros anunciadores da Palavra de Deus. A comunidade eclesial deve sustentá-los e ajudá-los a desenvolverem a oração em família, a escuta da Palavra, o conhecimento da Bíblia”.

Mas agora eu lhe pergunto aos pais: Como vocês vão anunciar a Palavra de Deus ao seus filhos se vocês não vão à igreja, se você não amam o cônjuge, se você não dá o bom exemplo e testemunho aos seus filhos? Vocês precisam dar bons exemplos diários a seus filhos e isso se dá nas pequenas coisas. Pais: deem a Deus o que é de Deus! Quantas famílias não se reúnem mais ao redor da mesa! O filho faz o prato e vai comer na sala ou no quarto…

Infelizmente, muitos casamentos estão se diluindo, e o principal motivo disso é a falta de bom exemplo dentro de casa, o contratestemunho. Como diz o ditado: “O frei exemplo é o melhor pregador”. Lamentavelmente, estamos dando entrada, em nossas casas, ao mal, aos filmes de terror, aos zoológicos humanos, às bebidas.

Nossa vida não é só dor, cruz e tribulação, mas tanto nos momentos ruins como nos bons precisamos ter dignidade em todos eles. Acompanhe comigo o Salmo 128, “Feliz quem teme o SENHOR e segue seus caminhos. Viverás do trabalho de tuas mãos, viverás feliz e satisfeito. Tua esposa será como uma vinha fecunda no interior de tua casa; teus filhos, como brotos de oliveira ao redor de tua mesa. Assim será abençoado o homem que respeita o SENHOR. De Sião o SENHOR te abençoe! Possas ver Jerusalém feliz todos os dias de tua vida. E vejas os filhos de teus filhos. Paz sobre Israel!”. E para que essa paz aconteça é preciso respeitar ao Senhor.

Precisamos respeitar o Senhor, precisamos dar a Deus o que é de Deus! Infelizmente, existem pessoas que brigam com o Senhor, questionando-O, apontando-Lhe o dedo Deus e se comportando como acusadoras de Deus. Quem é você para brigar com o Senhor?

Infelizmente, estamos perdendo o sentido do sagrado, da santidade de Deus. Aqui, na Canção Nova, é um lugar de santidade, neste lugar muitos paralíticos já andaram, muitas pessoas já foram curadas, mas, infelizmente, também há os que desrespeitam esse lugar jogando papel no chão, por exemplo. Isso acontece porque estamos perdendo o sentido do sagrado e a Canção Nova é sagrada porque pertence à Santa Igreja, e a Igreja é santa! E é preciso que a Canção Nova leve a todos a viver essa santidade. Da mesma forma, a Palavra de Deus é santa, por isso, peço ao Senhor que ela venha nos transformando, nos trazendo a dignidade, o respeito e a santidade.

Não podemos receber o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, na Eucaristia, com desrespeito. O Senhor precisa ser recebido com dignidade. É preciso romper com o pecado, não dê espaço para o mal entrar em sua casa. Pais, rezem com os seus filhos! É preciso ensiná-los [seus filhos] a agradecer. Nós afirmamos que a vida é tão corrida e estamos perdendo a oportunidade de ensinar nossos filhos a agradecer a Deus Pai.

Todos os dias Deus tem reservado o melhor para você, a melhor cura, o melhor fervor! Todos os dias o Altíssimo quer lhe dar saúde diante de suas necessidades, Cristo o ama, por isso Ele tem o melhor para você. E uma graça especial é a graça da correção. Se Deus hoje puxou a sua orelha e o corrigiu é porque o ama. O Senhor faz assim conosco. Quando Deus manda até o diabo obedece!

E hoje o que eu peço a vocês é que sejam homens e mulheres tementes a Deus.

A receita para felicidade é esta: tema o Senhor e siga os Seus caminhos.

 

Transcrição e adaptação:Mariana L. Gabriel


Adquira essa pregação pelo telefone
(12) 3186-2600


 

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade cristã de relacionamento
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Para o seu celular:

:: Canção Nova Mobile
:: CN Chama, a Palavra de Deus no seu celular
:: Iphone

Mais canais na web:

:: meadiciona.com/cancaonova  

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo