Terapia contínua do amor

Padre Sílvio César
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Estamos vivendo alguns dias antes do domingo, quando celebramos o batismo do Senhor, quando lemos que Deus amou tanto o mundo que entregou Seu Filho para nos salvar. Assim, vemos um Deus que nos ama, mas que não nos impõe nada, tratando-nos como filhos.

Na Eucaristia, devemos viver a alegria plena, pois ela é a manifestação do amor; não podemos viver este momento com tristeza. Em encontros como esse, vivemos experiências que amadurecem o nosso relacionamento com Ele. Quantas vezes, em muitas de nossas relações, lidamos com ciúmes ou desentendimentos infantis. Dentro dessa lógica, precisamos, antes de tudo, nos conhecer. Você já se perguntou: "Que sou eu?". Devemos nos esforçar naquilo que somos dentro do amor de Deus. "Abra o seu coração para acolher o Senhor", como tem nos ensinado o Papa Francisco.

Irmãos, na Eucaristia, somos "cristificados". Nela, devemos ter uma atitude de sentinela para que possamos dar frutos. É possível, dentro deste mistério de fé, que é a Santa Missa, descobrir-se como um filho amado de Deus.

Devemos olhar para nós mesmos, viver uma constate terapia para que possamos ser pessoas plenas com nossas qualidades e defeitos. Por vezes, perdemos tempo em querer mudar a vida dos outros, mas nos esquecemos de que nós também necessitamos de mudança. Tomando consciência das nossas fraquezas, devemos dar passos para descobrir a verdade sobre nós mesmo e, a partir disso, sobre os outros. Muitos filhos se esquecem de que aqueles que cuidaram deles no passado, necessitam de cura nos dias de hoje, portanto, ajude aos que estão com você!

Nós podemos ser uma Igreja cada vez mais qualificada para os cristãos! Isso acontece pela força de Cristo que está presente em cada Eucaristia. O Senhor fala conosco em casa Santa Missa.

Meus irmãos, na maturidade da fé, São João nos ensina o que é o amor de Deus, tão grande que se de em Seu Filho. O amor continua presente em nós pela Palavra e pela Eucaristia, ele se encarna em nós. Nesse momento acontece a cura, quando o novo amor cura as nossas doenças físicas e espirituais.

"A verdadeira revolução acontece, aos poucos, dentro de nós!" Padre Silvio César
Foto: Elias Torquete/cancaonova.com

Quem ama a Deus ama aos irmãos. Quantas vezes, somos cobradores de amor: amamos para ser amados! Se você percebe que, em seus relacionamentos, você não tem amado como deve, tenha a coragem de rompe com isso e doar-se ao amor gratuito. É simples: a partir do amor de Deus, que sou capaz de encontrar em mim, consigo amar o outro como se deve amar!

Este é o maior milagre: ser curado pelo amor! Ao sermos revolucionados por Jesus, temos a coragem de ser Palavra de libertação na vida de tantos irmãos que continuam presos pelos pecados. Deixe-se revolucionar por Deus e tire essa cara de pessoa morta. Tenha a alegria de anunciar ou falar de Jesus do seu jeito, seja cantando ou pregando!

Há pessoas que precisam de você. Existem famílias que estão desfiguradas pelo pecado, mas você pode ser canal do amor de Deus para elas. Experimentar o amor é poder ajudar tantos cegos espirituais a encontrarem o caminho da luz de Cristo.

A verdadeira revolução acontece, aos poucos, dentro de nós! Mas, a partir do momento que somos encontrados por Deus, devemos romper, de uma vez por todas, com o pecado. A vida nova é Jesus! Esta é a verdade que pregamos. Cada minuto é um ato precioso que Deus deseja transformar na vida de Seus filhos.

 

 

Transcrição e adaptação: Luana Oliveira


Padre Silvio César, sdb


sacerdote da ordem dos Salesianos de Dom Bosco e Diretor do Instituto do Coração Eucarístico Salesiano na cidade de Pindamonhangaba – SP

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo