Um novo homem vai renascer

Meditando as duas leituras dessa Santa Missa (Ageu 1,15b – 2,9 e Lucas 9,18-22) vemos o que elas têm para nós hoje, de um modo especial para quem trabalha na Pastoral da Sobriedade.

Para quem nunca ouviu falar desta pastoral, é a tentativa da Igreja Católica de articular todas as frentes que lutam na prevenção, intervenção, recuperação e na ressocialização e no campo político, tentamos espantar "o lobo", que nada mais é, do que o mundo das dependências química lícitas ou ilícitas.

A Igreja continua a obra do Cristo o Bom Pastor e uma das diretivas do Bom Pastor é assim: “O Bom Pastor não foge quando chega o lobo.” Muitas pessoas têm medo de enfrentar esse lobo. Então para o povo que tem medo nós temos um recado: “Quem tem medo de morrer, morre de medo”.

Ouça trecho desta pregação

O importante mesmo não é nem viver, nem morrer, mas dar a vida por amor. O importante é se transformar na Eucaristia, dar a vida por amor. E não é dar um pouquinho, ou dez por cento, mas se doar completamente.

A Pastoral da Sobriedade é muito complexa, por isso é urgente que haja pessoas dispostas a fazer o que Jesus fez, pois senão vai ser difícil levar esta luta para frente.

A nossa espiritualidade é profundamente marcada pela Páscoa, pela Eucaristia. É preciso gente que não tenha medo de dar a vida, mas não é dar a vida de qualquer jeito, mas de uma maneira muito inteligente: unindo as nossas forças. Ninguém, por melhor que seja, sozinho consegue dar o melhor de si.

Sinergia é a unidade de três pessoas ou mais, que acaba por ter mais resultado do que a soma. Hoje o que está acontecendo aqui é uma sinergia, não é uma simples união. Colocamos a sua energia e a nossa, e acontece um grande fenômeno, por que onde dois ou mais se reunirem em nome de Jesus, Ele está no meio deles. Ele é a força maior.

“Eu assumi um compromisso convosco, quando saístes do Egito, e meu Espírito permaneceu no meio de vós: não temais!”.(Ag1,5) O Espírito está no meio de nós para nos guiar.

Ouça: Dunga dá as boas vindas e canta 'Restauração'

Jesus abraçou livremente a sua paixão, por amor, mas ao terceiro dia Ele ressuscitou. E não há ninguém neste mundo que o Senhor não possa ressuscitar. E disto nós temos certeza.

Transcrição: Célia Grego
Fotos: Renan Félix


Dom Irineu Danelon


Bispo da Diocese de Lins – SP

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo