Visitas de Deus

Hoje, faz 28 dias que tive a oportunidade de estar numa peregrinação na Terra Santa. E foi no dia 26 junho, lá onde Jesus viveu, caminhou, pregou e realizou tantos milagres, que eu completei dois anos de casado e tive a grava de estar numa capela chamada Dominus Flevit, que significa \”O Senhor chorou\”.

Para mim, foi um presente estar, ali, naquele dia, pois foi no local em que Jesus olhou para Jerusalém e disse estas palavras:

\”Oh! Se também tu, ao menos neste dia que te é dado, conhecesses o que te pode trazer a paz!… Mas não, isso está oculto aos teus olhos. Virão sobre ti dias em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, te sitiarão e te apertarão de todos os lados; destruir-te-ão a ti e a teus filhos que estiverem dentro de ti, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não conheceste o tempo em que foste visitada.\” (Lc 19, 41-44)

Hoje, o Senhor me convida a partilhar com vocês o que vivi naquele lugar santo. Fiz a seguinte reflexão naquela capela: De que maneira tenho recebido as visitas de Deus?

Será que o Senhor tem olhado para nós, nossas vidas, nossas casas e também tem chorado e dito que não temos reconhecido suas visitas?

Estando naquela capela, fui me questionando se realmente tenho acolhido o Senhor. Irmãos, os problemas que enfrentamos são oportunidades nas quais o Senhor deseja nos visitar, nos ensinar.

Quando eu e você passamos por dificuldades, o Senhor se aproxima ainda mais de nós. Por isso, precisamos reconhecer este tempo das visitas de Deus; caso contrário, corremos o risco de não percebê-Lo ao nosso lado e, assim, acabamos vivendo a ruína.

A cidade de Jerusalém, destruída por diversas vezes na história, e, hoje, em guerra, como temos visto nos Meios de Comunicação, tem vivido isto porque não percebeu as visitas de Deus ao longo de sua história!

Você tem percebido que, neste dia, o Senhor está o visitando e que Ele pode trazer ao seu coração a paz de que tanto precisa? Será que você não tem andado \’armado\’? As pessoas chegam perto de você, mas só recebem \’patadas\’, pois você só anda na \’defensiva\’?

O Senhor quer, hoje, trazer-nos a paz nas diversas situações que vivemos. Ele quer nos \’desarmar\’ e nos preparar para promovermos a paz. Será que já O reconhecemos no no meio de nós? A salvação não está na resolução de nossos problemas, mas no Senhor que deseja nos visitar.

Jesus quer visitar a sua casa de diversas maneiras. Pare e lembre por quantas dificuldades você já passou em sua vida e quantas delas já passaram. Hoje, temos problemas novos que um dia também passarão. Os problemas passam por nossas vidas, porque o Senhor nos visita sempre, nas diversas situações.

Não devemos nos perguntar o \”por quê\” dos problemas, mas o \”para quê\” deles, ou seja, o que Deus nos quer ensinar com tais situações.

Da mesma forma que Jesus visitou Marta e Maria, quando o irmão Lázaro estava morto, Ele nos visita nos momentos de aflição e nos traz paz. Foi a visita de Jesus que trouxe Lázaro de volta à vida, a visita d\’Ele tem o poder de ressurreição!

Às vezes, estamos com os olhos tão fixos nos problemas, que não conseguimos reconhecer Aquele que é o único que nos pode dar a paz. Jesus vai estar sempre batendo à nossa porta, mas também a decisão será sempre nossa, pois o Senhor nos fez livres.

Transcrição e áudios: Claudenilson José
Fotos: Paulo Sérgio


Geraldo Fiuza


Missionário da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo