Volte ao amor que jamais acabará

Dunga
Foto: Robson Siqueira

Temos um instinto natural de juntar tudo em nossa vida para que, em seguida, gastemos tudo. Seja de forma correta ou não.

Faz parte da nossa vida gastar, tanto os bens materiais, quanto os bens que vem de Deus. Temos o dever de gastá-los, mas o problema é quando gastamos de forma errada.

Muitas vezes, quando acumulamos bens os gastamos erroneamente. Com vícios, seja bebida alcoólica, drogas, prostitutas, entre milhares de outros.

O maior bem que temos para gastar foi dado por Deus, a liberdade. Ele nos deu o livre arbítrio, a chance de escolhermos os caminhos que vamos seguir. E, acredite, para um pai não é fácil dar a liberdade. Quantos pais super protetores não confiam em seus filhos e os mantém sob seus cuidados?

Nesse momento, cabe ao pai fazer um exame de consciência e analisar se a educação que deu ao filho, até o momento, foi realmente acertada. Já que um jovem no caminho certo, bem orientado por seu pai jamais se desviará do caminho.

Essa liberdade é necessária. Pois só assim o filho será capaz de crescer, mesmo que nos próprios erros. É uma etapa essencial para formar o caráter de um jovem.

O mundo quer que saiamos de casa, do conforte de nossos pais e do nosso lar. Quer que nos envolvemos com qualquer pessoa, independente, do seu caráter.

Esse mundo nada mais é do que o mal que nele habita. Ele quer nos afastar das pessoas queridas, quer nos levar ao vício, fazer com que sejamos isolados de todo o resto para nos fragilizar e assim sermos presas fáceis.

No ato do pecado, em meio da nossa ação de erro, é possível interromper e receber o perdão de Deus.

Temos que ter em mente que jamais é tarde para nos levantar. Mesmo quando gastamos tudo de forma errada, nunca é tarde para o arrependimento. O bom pai sempre está disposto a aceitar o filho de volta, assim como o bom filho, em momentos de fraqueza, sabe se fazer humilde e recorrer ao pai.

"O maior bem que temos para gastar foi dado por Deus, a liberdade"
Foto: Robson Siqueira

 
Seja o filho perdido que retorna a casa do pai. Todos nós, de alguma forma, estamos perdidos. Só precisamos aceitar esse estado e aceitar a ação de Deus em nossas vidas. Pois acredite, ele quer agir sobre nós.

O amor da pessoa que faz com que você desvie do seu caminho acabará, esse amor que vem de falsos amigos e de pessoas interesseiras. Mas o amor de verdade, o amor que vem do Pai, esse amor jamais acabará.

Esse amor que jamais acaba tem nome, é o amor de Deus. Esse é o amor que muitas pessoas tem vergonha de demonstrar, tem vergonha de aceitar. Mas esse é o único amor que salva, que renova e que não julga.

 
Transcrição e adaptação: Gustavo Souza

 

Adquira essa pregação pelo telefone (12) 3186-2600


Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade cristã de relacionamento
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo