Trilhando um caminho de oração com o Espírito Santo

Padre Marcio Vignoli
Foto: Paula Dizaró/cancaonova.com

Não basta apenas ter uma compreensão de quem é o Espírito Santo, e sim, fazer verdadeiramente uma experiência com Ele

Ser um adorador é colocar-se na presença de Deus, com o desejo de amá-Lo, servi-Lo e estar em sua presença. Por isso, a oração nos torna agradáveis a Deus!

Toda criação é uma obra maravilhosa de Deus, que transmite o Seu amor por nós.

Todos os dias a Igreja clama, e Deus continua criando, porque o Espírito de Deus continua atuando. Hoje, ao contemplarmos as obras de Deus, como adoradores, nos colocamos na presença d’Ele e dizemos ao Senhor: “Quão grande és Tu!”.

Somos chamados a exaltar o Senhor diante da Sua grandeza!

Nós precisamos compreender e pedir a graça para Deus, a graça de sermos batizados (todos os dias) pelo Espírito Santo. Nós sabemos que, o Espírito Santo é Aquele que dá a vida, como dizemos no “Veni Creator”: “Ó Espírito Criador”. Desse modo, nós precisamos contemplá-Lo, como Aquele que cria, e cria em nós: o homem novo.

Deus sempre tem mais para a nossa vida, porque as Suas obras são grandiosas e infinitas!

Há uma forma plena, especial do Espírito Santo na Igreja pelos sacramentos, mas Ele age além, é muito mais do que O compreendermos, mas experimentá-Lo.

Então, não basta apenas ter uma compreensão de quem é o Espírito Santo, e sim, fazer verdadeiramente uma experiência com Ele.

O Espírito Santo realiza o mundo segundo a beleza de Deus! Ele é Aquele que coloca ordem ao caos. Por isso, nessa preparação para Pentecostes, nos propomos a conhecer e a experimentar o poder do Espírito Santo.

Leia mais
:: Nove dias de preparação para a Festa de Pentecostes
:: Viva bem o Pentecostes: 50 dias de clamor ao Espírito Santo

Assista um trecho da pregação:

Transcrição e adaptação: Nathane Rangel

 


Padre Marcio Vignoli


Fundador da Com. Católica Divino Oleiro

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo