A alegria de anunciar a Palavra de Deus

Diácono Charles Jader

Diácono Charles Jader | Fotos: Bruno Marques/cancaonova.com

Papa Francisco intitulou este mês de outubro como o ‘Mês Missionário Extraordinário’, e ele nos pediu por meio de uma oração: “Neste mês missionário extraordinário, rezemos para que o Espírito Santo suscite uma nova primavera missionária para todos os batizados e enviados pela Igreja de Cristo”.

Essa é a oportunidade de meditarmos sobre a missionariedade da Igreja, quando o Papa Francisco pede que aconteça essa primavera missionária entre nós.

A Palavra meditada está em Lucas 1,28: “O Anjo entrou onde Maria estava e disse: ‘Alegra-te, cheia de graça, o Senhor é contigo’”.

O anúncio da Palavra de Deus nos convida a fazer uma experiência com a alegria, que é fruto do Espírito Santo. Então, o anúncio gera em nós a alegria, assim como fez em Maria. 

“Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo” (Lucas 1,41). Maria recebeu o anúncio do Anjo e foi até a casa de sua prima Isabel testemunhar a sua alegria, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.

Anunciar a Palavra com alegria

Precisamos anunciar a Palavra com alegria, para que a alegria do Espírito Santo seja transmitida para outras pessoas. A Palavra só tem efeito se vier na força do Espírito Santo de Deus. Então, é preciso anunciar essa Palavra com alegria.

No capítulo III do Evangelii Gaudium, o Papa fala: “Convido todo o cristão, em qualquer lugar e situação que se encontre, a renovar, hoje mesmo, o seu encontro pessoal com Jesus Cristo ou, pelo menos, a tomar a decisão de se deixar encontrar por Ele, de procurá-Lo dia a dia sem cessar”.

Renovar o encontro com Jesus

É necessário, em qualquer situação, renovar esse encontro pessoal com Jesus, tomar a decisão de se encontrar com Ele. É necessário fazer uma retomada em nossa vida, retomar esse caminho de reconciliação com o Senhor.

No parágrafo 6, o Papa diz: “Há cristãos que parecem ter escolhido viver uma Quaresma sem Páscoa. Reconheço, porém, que a alegria não se vive da mesma maneira em todas as etapas e circunstâncias da vida, por vezes muito duras”.

Muitos cristãos não vivem a alegria do Cristo Ressuscitado. O cristão é alegre independente de suas dores e dificuldades. O Papa reconhece que é difícil ser alegre diante das dificuldades, mas não podemos viver tristes a vida toda.

Precisamos permitir que a alegria da fé seja despertada dentro de nós, mesmo diante das piores angústias e dores. Abramos o nosso coração para que a alegria da fé esteja em nós.

Confira também:
.:O Evangelho precisa nos transformar
.:Todo cristão deveria ter a Palavra de Deus gravada no coração

Meditemos a Palavra em Atos dos Apóstolos 9,1-6:

“Enquanto isso, Saulo só respirava ameaças e morte contra os discípulos do Senhor. Apresentou-se ao príncipe dos sacerdotes, e pediu-lhe cartas para as sinagogas de Damasco, com o fim de levar presos a Jerusalém todos os homens e mulheres que achasse seguindo essa doutrina. Durante a viagem, estando já perto de Damasco, subitamente o cercou uma luz resplandecente vinda do céu. Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: ‘Saulo, Saulo, por que me persegues?’. Saulo disse: ‘Quem és, Senhor?’ Respondeu ele: ‘Eu sou Jesus, a quem tu persegues. [Duro te é recalcitrar contra o aguilhão”. Então, trêmulo e atônito, disse ele: ‘Senhor, que queres que eu faça?’. Respondeu-lhe o Senhor:] ‘Levanta-te, entra na cidade. Aí te será dito o que deves fazer’”.

Façamos essa experiência como Paulo, para podermos anunciar, com alegria, a Palavra do Senhor. Deixemos que Jesus transforme a nossa vida, para que façamos a experiência desse encontro pessoal com Jesus.

Quando temos a experiência com Jesus, experimentamos três realidades: ser de Jesus, viver da forma de Jesus e comunicar Jesus.


Transcrição e adaptação: Karina Silva

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo