Cada um de nós tem um chamado

cada_um_de_nos_tem_um_chamado

Luís Felipe. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Hoje, a Canção Nova reflete sobre vocação, porque estamos no mês vocacional. Todos entendem a vocação como um chamado de Deus.

Quando alguém que ouve falar em “chamado de Deus”, pode pensar em algo específico, como a vocação do nosso Papa, de arcebispos, bispos, padres, religiosos, freiras, missionários e até o povo de Deus. No entanto, o Senhor escolhe quem Ele quer, como quer e para o serviço que Ele quer. Talvez, corramos o risco de pensar: “Eu não fui chamado. Continuo em casa, cozinhando e passando, cuidando do meu marido e dos meus filhos” ou “Deus se esqueceu de mim!”.

Deus olha para todos nós; Ele nos ama e escolhe. “Não fostes vós que me escolhestes; ao contrário, Eu vos escolhi a vós e vos designei para irdes e dardes fruto, e fruto que permaneça” (João 15, 16). Vocação é um chamado de Deus e uma resposta generosa nossa.

Qual é a nossa vocação? Qual é a nossa missão? Deus nos escolhe para alguma coisa. O amor d’Ele para conosco é enorme e não tem medida. Dom Alberto Taveira, arcebispo de Belém (PA) diz: “Não existe cristão sem vocação! Independente do que você faça, existe uma vocação para cada cristão!”.

Reze com a Eliana Ribeiro: 

Toda vocação tem uma história e um caminho que precisa ser percorrido, para que cheguemos ao ponto que Deus quer e, assim, Ele nos convoque para missão. A dor que trazemos em nós é um sacrifício que precisa ser oferecido a Deus. Vocação não é aquilo que fazemos, mas o que retribuímos ao Senhor.

Olhando para minha história, percebo o quanto poderia estar longe do Senhor. Como jovem, eu fiz coisas erradas. Quando voltei para a Igreja, por exemplo, estava interessado nas mulheres, mas foi aí que Deus me pegou para Ele.

O consagrado é alguém separado por Deus. Tive o meu encontro com o Senhor no grupo de crisma. Lá, fui tomado por um sentimento de amor, de ser envolvido por alguém; ali, eu quis retribuir esse amor. Fui, então, descobrindo a minha vocação à medida que ia buscando Deus. Quando conheci a Canção Nova, percebi que o estilo e a vida dessa comunidade era o que eu queria viver, era o que estava em meu coração.

cada_um_de_nos_tem_um_chamado

Peregrinos participam da Quinta-feira de adoração. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

O cristão é responsável pela mudança no mundo. Precisamos olhar para a realidade que nos envolve, precisamos olhar para esse Brasil de tanta corrupção e irresponsabilidade, e ter uma atitude a partir da nossa vida.

Como cristãos, precisamos perceber como nossa família deve viver o amor, pois um cristão não pode fugir dos problemas.

O Cristianismo passa pela caridade. Muitas vezes, temos várias oportunidades de ver o rosto de Cristo no outro, mas, por egoísmo, não O vemos.

Não é possível vivermos uma vida cristã sem que a pratiquemos; não há como só rezar e não agir. Temos de fazer as duas coisas. As leis de Deus foram feitas para nos educar.

Liberdade não é apenas fazer escolhas pelo bem ou o mal. Santo Agostinho diz: “O uso da liberdade é saber escolher o bem”. Quais são as escolhas que você tem feito? Aquele que é vocacionado é próximo do coração de Deus. Só conseguiremos viver a vocação se correspondermos ao chamado d’Ele. Cada um de nós tem uma missão dada por Deus. Cabe a nós entendermos essa missão e corresponder a ela. Não existe cristão sem vocação, porque não existe cristão sem ser amado por Deus.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio.

Adquira esta pregação pelo telefone: (012)3186-2600

contribuicaocn


Luis Filipe


Missionário da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo