Deus não é indiferente à nossa dor

Vitor Leal

Deus não é indiferente à nossa dor. Enquanto rezávamos, vinha à mente que Jesus não faz nada melhor do que visitar as dores das pessoas.

“Muitos de nós estamos no lamaçal dos arrependimentos, mas apenas estamos colhendo os frutos das nossas escolhas ruins” Foto: Bruno Marques / cancaonova.com

Os grandes marcos da vida de Jesus foram quando Ele realizou grandes prodígios visíveis aos nossos olhos: a cura o paralitico; a cura do homem de mão seca; o cego que volta enxergar… Esses milagres de Jesus saltam aos nossos olhos. Porém, aquilo que Jesus mais fazia com especialidade era visitar as dores das pessoas. 

O interessante que observo em Jesus foi quando Ele visitou aquela Samaritana no poço. Ela não tinha nada de errado em seu corpo, mas Ele sabia que em seu coração tinha uma dor profunda. Tudo o que Ele fazia e realizava era pensando no sofrimento do seu povo.

Deus não é indiferente à minha dor, à sua dor. 

Esse não pode ser apenas mais tema que motiva um dia de oração, ele precisa gritar dentro do nosso coração.

Docilidade à voz de Deus

A Palavra de Deus, em Isaías 1,19-20, nos diz: “Se fordes doceis e obedientes, provareis os melhores frutos da terra. Se recusardes e vos revoltardes, provareis a espada. É a boca do Senhor que o declara”.

A Palavra de Deus é clara quando fala de provar os frutos. No Antigo Testamento, quando Ele fala de  provar os frutos,  é sinal de que Ele queria dar uma qualidade de vida ao Seu povo. Isaías está falando de uma proposta de Deus que pode ser aceita ou não. 

Em outra Palavra, no Novo Testamento, está escrito assim: “Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que do alto do Céu nos abençoou com toda a bênção espiritual em Cristo” (Efésios 1,3).

Porém, nós podemos olhar para essa graça de Deus, para essa sorte de bênção e recusar. 

Todo o propósito de Deus na sua vida, vai passar pela sua escolha, ou seja, o plano de Deus para acontecer na minha e na sua vida passa pela minha e pela sua escolha. Precisamos fazer escolhas corretas. Nós, em Cristo Jesus, já fomos presenteados com toda a sorte de bênçãos. Porém, podemos recusa-las, mas temos de ficar atentos para não fazê-lo. 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo
Youtube CN