É preciso desejar o Pentecostes

Rogéria Moreira
Foto: Larissa Carvalho/cancaonova.com

Como em Pentecostes, o Espírito Santo vem para nos trazer a união

No momento do Pentecostes, o Espírito Santo agiu de forma grandiosa, fazendo com que os povos, ali representados em suas diversas línguas, compreendessem a mensagem que Deus queria que fosse entregue.

O Pentecostes não foi apenas naquele momento, descrito nos Atos dos Apóstolos, mas é também para nós, pois, com o derramamento do Espírito Santo acabam os problemas causados pela carne.

Na Torre de Babel, Deus confundiu para separar

Ao voltar ao Gênesis, quando os homens motivados pelo orgulho e rebeldia desafiaram a Deus e começaram a construir a torre de Babel, naquele momento onde viviam unidos, como um só povo, falando a mesma língua, Deus os confundiu fazendo com que não pudessem mais se compreenderem.

Em Pentecostes Deus trouxe compreensão para unir

Quando falamos a mesma linguagem, quando nos unimos, somos um povo forte. Então, por que Deus os confundiu? Eles foram confundidos por terem se unido pela rebeldia, desobedecendo a vontade de Deus.

No Pentecostes aconteceu o contrário do episódio da Torre de Babel, várias pessoas se juntaram para fazer a vontade de Deus. Então, Deus fez com que falassem a mesma língua para que pudessem ser um só povo e, assim, ser  um povo forte.

A importância do Espírito para um saudável crescimento

Quando o Espírito não age em nossa vida, crescemos na soberba, e nossa vida se volta para nós mesmos, para o mesmo pecado cometido pelos construtores da Torre de Babel. Mas, se o Espírito tem liberdade em nós, nós diminuímos e Deus cresce em nós. E, na nossa vida, passamos a exaltá-Lo.

A comunidade que surgiu em Atos dos Apóstolos só sobreviveu às perseguições e cresceu, porque era cheia do Espírito. Não era o ego dos apóstolos a guiar a Igreja, e sim o Espírito quem coordenava a vida daqueles primeiros cristãos.

O Espírito Santo tem o poder de transformar a nossa vida

A transformação na vida daqueles homens foi inteiramente. Eles foram remodelados pelo Espírito, pois o fogo do Espírito tem o poder de mexer nas lascas do homem velho, o ajudando a alcançar uma genuína conversão.

Leia também:
Viver o Pentecostes todos os dias
As quatro ideias de Pentecostes
A vida no poder do Espírito Santo

Se vivemos um genuíno avivamento, como em pentecostes, o Espírito fica conosco em todos os momentos da nossa vida. Seja na Igreja, no dia a dia, nos ajudando a tomarmos as atitudes acertadas nos momentos certos.

Uma palavra cheia do Espírito é capaz, até mesmo, de transformar um ambiente de trabalho.

Quando mergulhamos no Espírito, entendemos melhor a Palavra, convivemos melhor com as pessoas, vivemos plenamente. Vamos buscar, hoje, vivermos um Pentecostes, para que possamos ser vivificados, santificados e selados por Deus.

Transcrito e adaptado por Jonatas Passos

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo