Maria é a Mãe do puro Amor

Wallace Andrade

Wallace Andrade | Foto: Jorge Ribeiro/cancaonova.com

A Palavra que trago está em São Lucas 1,26-29: “No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria. Entrando, o anjo disse-lhe: “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo”. Perturbou-se ela com essas palavras e pôs-se a pensar no que significaria seme­lhante saudação.”

Antes da anunciação, o anjo disse a Maria: “O Senhor é contigo”. A Escritura diz que Maria perturbou-se com essas palavras e pôs-se a pensar. Neste momento em que Maria parou para pensar, ela fez silêncio. Muitas vezes, não pensamos no que vamos fazer, tomamos logo uma atitude no ímpeto.

Uma das coisas que mais têm mexido comigo, neste tempo de pandemia, é o silêncio. Saio pelas ruas e consigo ouvir o som dos pássaros, escuto até as águas correndo nos riachos, e começo a pensar como estávamos acelerados, como estávamos nos perdendo e não percebemos. Como a minha a vida de oração começou a ganhar qualidade e a esperança começou a renovar dentro do meu coração, porque, simplesmente, estou fazendo silêncio, porque saio de casa sem correr.  

O silêncio de Nossa Senhora

No silêncio de Nossa Senhora, ela perguntava: “Meu Deus, o que queres para mim?”. Por que ela perguntava isso? Porque ela era uma mulher de Deus.

A história de Nossa Senhora começa com seus pais, Sant’Ana e São Joaquim. Eles não podiam ter filhos, e resolveram jejuar no deserto. Foi assim que eles foram visitados pelo anjo, e Nossa Senhora foi concebida sem pecado. Para ter um Filho de Deus, neste mundo, era preciso alguém que não tivesse pecado.

Por que, diferente de Zacarias, Nossa Senhora entendeu que o Anjo era de Deus e não duvidou?

“Apareceu-lhe então um anjo do Senhor, em pé, à direita do altar do perfume. Vendo-o, Zaca­rias ficou perturbado, e o temor assaltou-o. Mas o anjo disse-lhe: “Não temas, Zaca­rias, porque foi ouvida a tua oração: Isabel, tua mulher, vai dar-te um filho, e tu o chamarás João. Ele será para ti motivo de gozo e alegria, e muitos se alegrarão com o seu nascimento; porque será grande diante do Senhor e não beberá vinho nem licor, e desde o ventre de sua mãe será cheio do Espírito Santo” (Lucas 1,11-15).

Mesmo no momento em que Zacarias titubeava, ele ouviu o anjo dizer quem seria esse filho, e havia uma desconfiança. Mas, diferente dele, Nossa Senhora sentia o peso de algo que seria grande para o mundo.

Leia mais:
.:Oração: Maria, passa na frente
.:São João Paulo II explica por que Maria é a Mãe de Deus
.:No alto da Cruz, Jesus nos mostra Maria como nossa Mãe

“O anjo disse-lhe: “Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim”. Maria perguntou ao anjo: “Como se fará isso, pois não conheço homem?’ Respondeu-lhe o anjo: ‘O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso, o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, até ela concebeu um filho na sua velhice; e já está no sexto mês aquela que é tida por estéril, porque a Deus nenhuma coisa é impossível’. Então, disse Maria: ‘Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra’. E o anjo afastou-se dela.” (Lucas 1,30-38)

A certeza de que temos uma Mãe

É preciso ter a certeza de que ao termos uma Mãe, temos a porta aberta para o Céu e para o Espírito Santo, que nos encherá da esperança de um mundo melhor.

Monsenhor Jonas nos ensina que precisamos ser pessoas do Espírito. Nós titubeamos como Zacarias, mas estamos nos esquecendo quem nos dá e quem nos tira a vida. Não vamos entender o que está acontecendo agora, mas se rezarmos e entregarmos a Nossa Senhora, as coisas melhorarão, porque ela nos acalma.

Nossa Senhora confiou no amor, aquele amor que aprendeu com seus pais, e, por confiar neste amor, ela deu seu “sim”. Nossa Senhora nos convida a nos lançarmos! Há uma frase que diz “pede à Mãe que o Filho atende”; então, peçamos pelos nossos para que tenhamos a coragem de nos converter.

Transcrição e adaptação: Karina Silva.

Banner THE CHURCH

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo
THE CHURCH