Maria é o paraíso terrestre

Áurea Maria

Áurea Maria – Foto: Paula Dizaró/cancaonova.com

Chamo-me Áurea Maria, sou natural da Bahia. Estou há 19 anos na Comunidade Canção Nova. No decorrer desse tempo, por 10 anos morei em nossa Casa de Missão, em Portugal. Estando em Fátima, fui imbuída de um amor mais profundo por Jesus e, por consequência, também a Nossa Senhora. Para esta pregação, quero citar, primeiro, os dogmas Marianos, esses nos farão compreender o porquê d’Ela ser o paraíso do novo Adão.

Os dogmas atestam que Maria é o paraíso terrestre

O termo “dogma” vem da língua grega e possui alguns significados, dentre eles eu gostaria de citar apenas dois: “ensinamento” e “decisão”. Do ponto de vista da Doutrina Católica, o dogma é uma definição verdadeira feita acerca de algum ponto essencial para a fé. Não se trata de uma verdade inventada ou imaginada pela Igreja, e sim revelada por Deus.

O Catecismo da Igreja Católica, no parágrafo 88, diz que: “o Magistério da Igreja faz pleno uso da autoridade que recebeu de Cristo quando define os dogmas, isto é, quando propõe, dum modo que obriga o povo cristão a uma adesão irrevogável de fé, verdades contidas na revelação divina ou quando propõe, de modo definitivo, verdades que tenham com elas um nexo necessário”.

Virgindade perpétua de Nossa Senhora

Nos Evangelhos de Mateus e Lucas, temos o testemunho claro da concepção virginal de Jesus e da virgindade de Maria.

“Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. E chamá-Lo-ão pelo nome de Emanuel, que traduzido é: Deus conosco” (Mateus 1,23).

O concílio de Latrão declarou que a Virgindade de Maria é perpétua! Esse dogma possui caráter de fundação bíblica, fundamentado pelos papas, padres e teólogos da Igreja.

Dogma da Imaculada Conceição

Maria é Mãe de Deus, Virgem e Imaculada. Esse dogma significa que Ela foi preservada do pecado original pelos méritos do Seu Filho, Jesus Cristo. Para que fosse a Mãe de Jesus, Ela precisava ser preservada. A maternidade de Maria é a base e origem da sua Imaculada Conceição.

Os padres da Igreja atestam, e Raniero Cantalamessa afirmou que: Maria foi a única que participou dos três mistérios da salvação: na Encarnação, quando o anjo anuncia; na Paixão e morte de Jesus e, em Pentecostes. Ela foi a única testemunha desses momentos que fundamentam a nossa Igreja.

Aurea- 1600x1200 - Foto_ Paula Dizaró

“Pelo sim de Maria fomos redimidos por Cristo!” – Foto: Paula Dizaró/cancaonova.com

Nós, católicos, precisamos compreender o lugar de Maria em nossa vida e em nossa fé. Ela é grandiosa! Depois de Deus, vem Ela, por isso, A consideramos o paraíso terrestre do novo Adão.

Assunção de Maria

Esse dogma foi atestado por Pio XII, no século XX. A Imaculada mãe de Deus foi assunta de corpo e alma, esteve associada a Jesus, sendo preservada da corrupção do Seu corpo. Portando, a Mãe de Jesus já se encontra no estado que o justo se encontrará um dia.

Na Sagrada Escritura, encontramos passagens que atestam essa verdade: “E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça” (Ap 12,1).

“Porei inimizade entre você e a Mulher, entre a sua descendência e o descendente d’Ela; Este lhe ferirá a cabeça, e você lhe ferirá o calcanhar” (Gn 3,15)

Leia mais: 
:: Maria, Mãe e modelo da Igreja
:: Quem é Maria Santíssima? – Formação
:: A presença da Virgem Maria na vida de cada um de nós
:: Você sabe qual é o papel da Virgem Maria na Igreja?

Somos aqueles que devem combater as forças do mal junto a Maria Santíssima. Se assumirmos verdadeiramente o nosso papel de cristão, o mal nunca terá forças sobre nós.

Os dogmas nos mostram que Cristo é verdadeiramente Deus e Homem, nos mostram que, em Cristo, encontramos a libertação do pecado. Eles confirmam a nossa fé em Deus criador, mostrando que, para Ele, nada é impossível.

Maria é o paraíso terrestre do novo Adão por ter sido associada por Deus aos méritos do Seu Filho Jesus. E, dando o Seu “sim”, Ela é associada de forma mais profunda em Sua Paixão, Morte e em Pentecostes.

“Há, portanto, neste paraíso terrestre, riquezas, belezas, raridades e doçuras inexplicáveis, que o novo Adão, Jesus Cristo, aí deixou. Neste paraíso, Ele pôs suas complacências durante nove meses, aí operou suas maravilhas e aí acumulou riquezas com a magnificência de Deus” (São Luís Maria Grignion de Montfort).

Pelo sim de Maria fomos redimidos por Cristo! Em Maria, concretiza-se a salvação.Por meio d’Ela, Jesus destruiu todas as ações de satanás.

Transcrição e Adaptação: Bruna Marta

Banner THE CHURCH

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo
THE CHURCH