O Pai me ama e me concede graças

Diácono Nelsinho Corrêa

Diácono Nelsinho Corrêa. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

O amor de pai é completo, e nós vemos esse amor na criação de Deus. 

Ele é um Pai que age em nosso favor. Muitas vezes, podemos nos questionar se Ele nos concede as graças que queremos ou precisamos.

O “não” de Deus também é uma resposta porque Ele sabe o que é melhor para nós. Essa resposta negativa deve ser levada como uma ação formativa que nos ensina. 

O Senhor nunca nos abandona. Mesmo diante de nossas limitações, independente dos nossos pecados. 

O Pai está sempre conosco e nos concede graças, mas tais graças não são quando e como queremos. 

Existem situações as quais não explicamos e também não estão ao nosso alcance, diante disso, apenas rezamos. Por isso, não podemos perturbar nosso coração com as preocupações . Temos de confiar que Deus, na hora mais sofrida, estará ao nosso lado. 

Jesus é um exemplo disto. Na hora mais sofrida, no momento de Sua entrega na cruz, Ele sabia que Deus estava ao Seu lado. 

Mesmo Cristo pedindo que Deus O afastasse do “cálice”, ou seja, que não passasse por aquela situação, Ele não respondeu, pois era preciso que Jesus vivesse aquele momento o qual resultou no sacrifício salvífico. 

Vemos a manifestação do amor de Deus concretamente no Santuário do Pai das Misericórdias. Nesse lugar, sentimo-nos acolhidos pela misericórdia e amor D’Ele para conosco. 

:: Mais conteúdos
:: Como manter a confiança diante das dificuldades
:: Oração de cura interior pelas etapas da vida
::Os desígnios de Deus na vulnerabilidade humana

Transcrição e adaptação: Letícia Barbosa

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo