O poder libertador dos sacramentos

Padre Bruno Costa

O poder libertador dos sacramentos

Padre Bruno Costa | Foto: Andréia Britta/cancaonova.com

A Igreja nos dá graças por meio dos sacramentos, e nós devemos pedir a força libertadora deles. Se queremos libertação, temos que buscar os sacramentos. 

O que são os sacramentos? Quais são eles? Qual é a relação deles com a fé? Por que, para vivermos os sacramentos, precisamos ter fé? O catecismo nº 1113 diz:

“Toda a vida litúrgica da Igreja gravita em torno do sacrifício eucarístico e dos sacramentos (24). Há na Igreja sete sacramentos: Batismo, Confirmação ou Crisma, Eucaristia, Penitência, Unção dos enfermos, Ordem e Matrimônio (25).”

Os sacramentos são fontes de graça que a Igreja nos dá de graça

Primeiramente, o sacramento do batismo. Esse é o sacramento da iniciação cristã, quando imprimimos nos nossos filhos a nossa fé, e mostramos para eles o caminho. Não demoremos a batizar nossas crianças, e celebremos a data do nosso batismo como a data do nosso nascimento. Essa data representa o momento em que assumimos o nosso compromisso com Deus, quando somos introduzidos na Igreja. O batismo dá início a toda nossa vida cristã.

Nós queremos tantas coisas, mas precisamos, na verdade, é do essencial. O batismo tem uma força imensa, tem poder de ressurreição. 

O sacramento da Crisma

Passa o tempo, e aí há o sacramento da Crisma. Onde deixamos de ser levados, mas somos nós próprios que vamos até a renovação do nosso batismo para, assim, professarmos e reassumirmos a nossa fé com toda força. Pelo Crisma, recebemos a unção do Espírito Santo, e não podemos deixar que esse sacramento fique esquecido.

Eucaristia, milagre de Deus

Assim também o sacramento da Eucaristia é uma graça imensa, onde Deus se faz pão para chegar até nós. Toda Missa é um milagre; e se vivemos bem, é o maior lugar de libertação. Não podemos ir para a Missa por tabela, mas temos de ir com vontade, pois lá acontece o maior momento de cura. A força desse sacramento é sobrenatural. 

Leia mais:
.: Os sete sacramentos
.: Como restabelecer a intimidade com Deus a partir dos sacramentos?
.: A água benta e seu sentido na vida cristã
.: Os sacramentos são fontes de bênçãos para nossa vida

A Penitência

Na sequência, vem outro sacramento libertador, que a Igreja deu ao padre o poder de ministrar, que é o sacramento da confissão. Não podemos perder tempo de ficar sem confissão, não podemos desistir ou nos acostumar a ficar sem o sacramento da penitência. Quanta libertação não acontece pela graça da confissão!

Unção dos enfermos

O quinto sacramento é a unção dos enfermos, a qual precisamos pedir, pois é sacramento de ressurreição. Precisamos entender que unção dos enfermos não é extrema-unção, que se dá na hora da morte. A unção dos enfermos é uma graça, e precisamos buscá-la para sermos revestidos da graça de Deus. 

O matrimônio e a ordem

O sacramento do matrimônio, que coisa linda! Que graça é esse sacramento no mundo e na família! Não deixe que o mundo tire a beleza e a bênção, que é buscar o casamento. 

Por fim, temos o sacramento da Ordem, que é a graça de ministrar todos os outros sacramentos. E não está nada fácil ser padre no mundo de hoje. É um imenso desafio, pois as exigências são grandes. Rezemos pelos padres e pelas vocações sacerdotais, pois todos os seus sacramentos são ministrados por um sacerdote.

Banner do canal PlayCancaonova no Youtube

Transcrição e adaptação: João Paulo dos Santos

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo