Palavras de vida eterna

Palavras de vida eterna têm o poder de mudar a nossa história

Rogéria Moreira Foto: Wesley Almeida / cancaonova.com

Vamos ler o seguinte trecho do Evangelho segundo João:

“O espírito é que vivifica, a carne de nada serve. As palavras que vos tenho dito são espírito e vida. Mas há alguns entre vós que não creem… Pois desde o princípio Jesus sabia quais eram os que não criam e quem o havia de trair. Ele prosseguiu: Por isso vos disse: Ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lho for concedido. Desde então, muitos dos seus discípulos se retiraram e já não andavam com ele. Então Jesus perguntou aos Doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, a quem iríamos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós cremos e sabemos que tu és o Santo de Deus! Jesus acrescentou: Não vos escolhi eu todos os doze? Contudo, um de vós é um demônio!… Ele se referia a Judas, filho de Simão Iscariotes, porque era quem o havia de entregar não obstante ser um dos Doze” (João 6,63-71).

Convido você a beijar a Palavra de Deus e dizer: “Eu amo a Palavra de Deus!”. Sim, meus irmãos, só Jesus tem palavras de vida eterna.

Esse trecho bíblico está dentro de um contexto. Jesus estava falando sobre a Eucaristia, e aquele ensinamento foi algo muito duro para aquelas pessoas assimilarem. Como assim comer a Carne de Jesus? Como assim beber Seu Sangue? O coração daquela gente se endureceu. E aí adentramos nesse trecho que acabamos de ler.

Muitos abandonaram Jesus a partir daquele momento. Ele, então, lançou essa pergunta aos doze apóstolos: “Vocês também querem ir embora?”. E quanto a nós, meus irmãos? Também nós voltamos as costas para Deus quando ouvimos d’Ele uma palavra mais dura?

Como é bom ouvir aquelas palavras de Jesus, que nos confortam e consolam, como, por exemplo, aquela que diz assim: “Vinde a mim todos que estão cansados e eu vos darei descanso”. Como é bom ouvir isso!

Todas as palavras de Cristo são de vida eterna

Mas é preciso entender que nem todas as palavras de Jesus vão nos agradar. Todas as palavras de Jesus são palavras de vida eterna, inclusive as palavras duras que Ele nos dirige.

Quando Jesus, por exemplo, diz para renunciar a si mesmo, tomar sua cruz e segui-lo, é certo que nem todo mundo gosta de ouvir isso. “Renunciar a si mesmo e tomar a cruz a cada dia” são também palavras de vida eterna. “Entrar pela porta estreita” são também palavras de vida eterna.

Então, vou deixar de seguir Jesus, porque Ele falou firme comigo? Muitas das nossas pregações são sobre conversão. Pregações que “mexem” conosco, para que despertemos a uma mudança de vida. Infelizmente, muitos fogem desse tipo de pregação, pois só apreciam ouvir sobre cura e libertação. Mas apesar de a conversão dar menos acessos nas redes sociais, é necessário também ouvir essas palavras firmes para crescermos como filhos de Deus.

Jesus não disse para aquelas pessoas sobre o Pão da Vida de uma hora para outra. Ele foi preparando os seus para isso. Mesmo assim, muitos dos Seus discípulos não compreenderam o ensinamento do Mestre. E isso não impediu Jesus de ensinar do mesmo jeito. Assim acontece com a Igreja Católica: ela não mudará seus ensinamentos por causa daqueles que não concordam com aquilo que ela ensina. Ela não mudará seu discurso sobre o aborto, por exemplo, e tantos outros temas importantes.

Não abandone a Sagrada Escritura nem a Eucaristia

Em Lucas 24, a partir do versículo 13, é narrado o encontro de Jesus Ressuscitado com os dois discípulos de Emaús. Aqueles dois que estavam tão desanimados, têm seus corações abrasados por causa das palavras de vida eterna que Jesus lhes disse, e eles reconhecem o Senhor no partir do pão.

Meu irmão, se você não quer desanimar na caminhada, tenha sempre a iniciativa de encontrar-se com Jesus por meio de Sua Palavra e também da Eucaristia, a exemplo dos discípulos de Emaús. Também Nossa Senhora nos sustenta nesse sentido. Partilho com você que o que me mantém de pé são esses três alicerces: Sagrada Escritura, Eucaristia e Nossa Senhora.

Eu me recordo do meu caminho vocacional para a Comunidade Canção Nova. Durante esse caminho vocacional, eu ouvi muitas palavras duras. Fui à capela e pedi uma palavra a Deus. O Senhor me deu uma passagem do Livro de Juízes que diz assim: Aquele que for tímido e medroso pode voltar para sua casa. E foi graças a essa palavra dura que Deus me deu, naquele momento, que eu prossigo e permaneço na Canção Nova há 23 anos.

Leia mais: 
.:Que tal se inspirar na Sagrada Escritura?
.:A vida eterna é questão de decisão
.:Por que temos dificuldades para ouvir Deus?

Deus falou palavras firmes para muitos santos da nossa Igreja. Também na vida do nosso fundador aconteceu algo semelhante, quando monsenhor Jonas Abib, ao abrir sua Bíblia, deparou-se com essa pergunta de Jesus: “E vós, quem dizeis que eu sou?”. Essa palavra mexeu com toda a vida e história do monsenhor Jonas.

Essas palavras de vida eterna têm o poder de mudar a nossa vida. Qual é a Palavra que tem mudado a sua vida? Não “abandone o barco” diante de uma palavra dura que o Senhor lhe dirige hoje. Saiba que essa palavra dura é também uma palavra de vida eterna, que tem o poder de transformar sua história. Não fique indisposto com a Palavra de Deus. Aprenda a acolher as palavras amenas de Jesus, mas também a acolher as palavras firmes de correção que Ele lhe dá para uma autêntica mudança de vida.

Se você não ouvir Jesus, não conseguirá Lhe obedecer. É preciso escutar Deus; do contrário, acabamos escutando nossas próprias mágoas, medos e ódios. O Senhor tem palavras de vida eterna para todos nós. São palavras de felicidade. E quantas vezes fazemos “burradas” na vida, porque deixamos de ouvir o Senhor. Não é verdade? Ao escutar Cristo, conseguimos viver com segurança, pois Sua voz nos conduz à vida eterna. Portanto, não desperdicemos essas preciosas palavras de vida eterna que Ele nos concede.

Banner do canal PlayCancaonova no Youtube

Transcrição e adaptação: Alexandre Oliveira

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo