Sede cumpridores da Palavra e não somente ouvintes

Sejamos a bênção que a nossa família necessita

André Florêncio. Foto: Arquivo/cancaonova.com

André Florêncio. Foto: Arquivo/cancaonova.com

Precisamos ser bênção na vida das pessoas e, principalmente, em nossa família! Nós sempre trazemos em nós um motivo para a nossa oração. Isso é muito bom, porque estamos sempre sendo bênção na vida dos outros e Ele nos criou para assim o sermos.

Entenderemos como ser bênção na vida do outro, através da Palavra em Tiago 1, 21-25: “Rejeitai, pois, toda impureza e todo vestígio de malícia e recebei com mansidão a palavra em vós semeada, que pode salvar as vossas almas. Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes; isto equivaleria a vos enganardes a vós mesmos. Aquele que escuta a palavra sem a realizar assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu: contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era. Mas aquele que procura meditar com atenção a lei perfeita da liberdade e nela persevera – não como ouvinte que facilmente se esquece, mas como cumpridor fiel do preceito -, este será feliz no seu proceder”.

São João Paulo II dizia que ‘Fomos criados para ser dom!’. E o que você acha que é dom? É alguma aptidão que podemos ser para o outro, é a expressão de algo que o outro precisa.

Você reza por sua família?

Existem muitas pessoas boas no mundo, mas também muitas pessoas boas que não estão ao nosso lado. A Palavra de Deus diz: “Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes”. Para que o nosso dom seja ativo na vida do outro, para que atinjamos o ápice daquilo que Deus pensou para nossa vida não podemos ser apenas ‘pessoas boas’, mas precisamos ser, de fato, bênção na vida do outro!

Você é uma pessoa boa? É dom para os outros?

Precisamos ser o melhor dom que a pessoa possa receber. Sejamos cumpridores da Palavra de Deus, sejamos a bênção que a nossa família necessita! Não é ser ‘mais ou menos’ bênção. É ser um perfeito cumpridor da Palavra!

Hoje em dia, tudo é voltado para o “eu”, estamos preocupados em ser feliz, porém, de forma pessoal. Pensamos somente no nosso problema e quando nos deparamos com o problema do outro escolhemos resolver primeiro o nosso. Somos moldados a pensar somente em nós.

Muitas vezes, brigamos com as pessoas que amamos, mas, isso acontece porque estamos sendo treinados à pensar somente em nós e não no outro. Desta forma, precisamos prestar atenção e começar a abrir mão. E por que abrir mão? Para ser bênção, para ser cumpridor dos preceitos de Deus!

André Florêncio

“Seja cumpridor da Palavra de Deus, testemunhe a sua experiência com ela”, aconselha André Florêncio. Foto: Arquivo/cancanova.com

Tratamos a Palavra de Deus como uma história bonita, como um mero romance, mas a Palavra de Deus é como profetismo em nossa vida e esta precisam ser cumpridas dentro de nós.

A ação máxima do Senhor em ser dom foi morrer na cruz. Ele não deu simplesmente Seus gestos, mas a Sua vida. Precisamos ser fiéis ao ponto de conseguirmos dar a vida. Talvez, não pedindo a cruz, o martírio de sangue, mas fazendo silêncio, dando a outra face, etc. Nascemos para ser dom e precisamos ser o máximo do dom, cumprindo a Palavra de Deus!

Três modos de ser dom para os seus, para a sua família:

Ser anunciador. Vamos verificar em nossa vida toda impureza, os vestígios de malícia. Existem coisas que vemos na televisão que um anunciador da Palavra não deveria ver; Existem gestos e atitudes que cumpridores da Palavra não deveriam fazer. O cumprimento da Palavra precisa ser vivido, para que possamos anunciar a Palavra à outras pessoas.

Rezar pelos nossos. Rezar de verdade, porque somos muito preguiçosos em nossas orações. Muitas vezes, a oração é um caminho difícil, porque rezamos com ansiedade e não acontece nada [porque não acontece em nosso tempo]. Deste modo, deixamos de rezar, porque achamos que Deus não cumpre nada.

Servir ao próximo. Este é um modo de converter ou ajudar na conversão de uma pessoa. A Palavra de Deus coloca-nos à serviço, faz com que sejamos concretos em nossos gestos. Jesus ensina-nos isso quando lava os pés de Seus discípulos, daqueles que O serviam.

Diz a Palavra que: “Aquele que escuta a palavra sem a realizar assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu: contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era”.

Seja cumpridor da Palavra de Deus, testemunhe a sua experiência com ela. A Palavra de Deus não prende ninguém, a Igreja não prende ninguém, então, seja cumpridor dos preceitos de Deus!

Quer saber o segredo para ser feliz? Seja dom! Anuncie! Reze! Viva a Palavra do Senhor!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida

contribuicaocn1

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo