Só o Coração de Jesus entende o que o coração do homem precisa

Quinta Feira de Adoração

Alessandra Alves* – Foto Paula Dizaró/cancaonova.com

Hoje, é um dia especial, dia de bebermos da graça que emana do coração eucarístico de Nosso Senhor. E a palavra que vamos partilhar, nesta manhã, está em João 19,31-37. 

Os judeus temeram que os corpos ficassem na cruz durante o sábado, porque já era a Preparação e esse sábado era particularmente solene. Rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas e fossem retirados. Vieram os soldados e quebraram as pernas do primeiro e do outro, que com ele foram crucificados.Chegando, porém, a Jesus, como o vissem já morto, não lhe quebraram as pernas, mas um dos soldados abriu-lhe o lado com uma lança e, imediatamente, saiu sangue e água,O que foi testemunha desse fato o atesta (e o seu testemunho é digno de fé, e ele sabe que diz a verdade), a fim de que vós creiais, Assim se cumpriu a Escritura: Nenhum dos seus ossos será quebrado (Ex 12,46). E diz em outra parte a Escritura: Olharão para aquele que trans­pas­sa­ram.”

Esse trecho não se encontra em nenhum outro Evangelho, somente no de São João, porque “somente aquele que viu pode dar testemunho de mim”, assim diz o Senhor. E de todos os apóstolos, João foi o único que permaneceu ao lado de Nosso Senhor. 

Jesus, completamente humano, completamente Deus

Jesus era um homem sensível, de sentimentos, mas Seus sentimentos e emoções não eram apenas meramente humanos. Aos olhos da fé, percebe-se que, no momento do Calvário, nasce o sacramento, e o Sangue derramado no calvário representa a Eucaristia; e a água representa o batismo no Espírito Santo. 

Hoje, vamos meditar sobre o Sagrado Coração de Jesus e adentrar nas Suas promessas e na Sua devoção; e para adentrarmos, precisamos compreender quem é Jesus. Jesus é Deus, e, mesmo sendo Deus, Ele se fez homem e foi completamente homem, mas também completamente Deus. Muitas vezes, corremos o risco de olhar para Jesus e não O vermos como, de fato, Ele é. Jesus é a união hipostática. 

Algo importante para trazermos sobre Jesus é que Ele tinha Seus sentimentos completamente ordenados. Várias partes do Evangelho trazem os sentimentos de Jesus: Ele se comoveu, chorou, sentiu dor, raiva, tristeza e alegria. Jesus teve sentimentos humanos como cada um de nós, mas, mesmo os tendo, em nenhum momento Ele pecou. Aí está a diferença! Nós temos diversos sentimentos distorcidos dentro de nós devido às nossas feridas e fragilidades humanas; no entanto, no coração de Jesus, não existe nenhuma desordem. Todos os sentimentos d’Ele são ordenados. 

Jesus apresenta seu coração a cada um de nós. Em Mateus 11,20-30, Ele nos diz: “Vinde a Mim, vós que estais cansados e fatigados, e eu aliviarei vosso jugo, pois eu sou manso e humilde de coração”.

Esse é o convite de Deus para nós, para nos aproximarmos d’Ele, voltarmos para Ele. Nós precisamos voltar, precisamos nos converter, aproveitar enquanto temos tempo, pois a vinda de Jesus está próxima! O que temos feito com nosso tempo? Temos nos santificado ou pecado cada vez mais? Como usamos nosso tempo? 

Só o Coração de Jesus entende o que o coração do homem precisa

Nossa Igreja possui uma sabedoria grandiosíssima! Nossa Igreja é mãe, e ela atesta que muitas revelações são, de fato, autênticas; e as revelações vindas do coração de Jesus são, de fato, vindas da parte de Deus.

Os santos padres falam da devoção ao Sagrado Coração de Jesus, e diversos santos também. Papa Pio XII escreveu uma encíclica sobre o coração de Jesus – Haurietis Aquas. Nela, o Papa dá um fundamento sólido sobre a devoção ao Sagrado Coração de Jesus. João Paulo II também diz: “Só o coração de Jesus entende o que o coração do homem precisa”, e em uma coletânea de exortações, João Paulo II também diz: “Mantenha sempre fixo o seu olhar sobre o Sagrado Coração de Jesus, rei e centro de todos os corações; aprendam dele as grandes lições do amor, da bondade, do sacrifício, da piedade, tão necessária em todos os lares cristãos”. 

São Padre Pio de Pietrelcina também nos disse: “Imitemos o coração de Jesus, especialmente na hora da dor, para assim nos conformarmos, cada vez mais, no coração divino, para que, um dia la no céu, também nós possamos nos gloriar ao Pai celeste ao lado daquele que tanto sofreu”. 

O amor do coração de Jesus passa pela cruz

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus não se trata de sentimentalismo somente; essa devoção trata de uma fé encarnada, de olharmos para o coração de Jesus como centro e fonte de toda a nossa vida. Nós não podemos confundir a essência do coração de Jesus nem podemos infantilizá-la. O amor do coração de Jesus passa pela cruz.

O símbolo do amor cristão não é um coração, mas sim uma cruz. Se formos olhar a imagem do coração de Jesus, o que vemos ali? Vemos um coração ferido, chagado, machucado, rasgado por uma lança, incendiado pelo amor de Deus. E o que tem nesse coração? A cruz! 

No Catecismo da Igreja Católica, número 2015, lemos: “O caminho da perfeição passa pela cruz. Não existe santidade sem renúncia e sem combate espiritual. O progresso espiritual envolve ascese e mortificação que levam, gradualmente, a viver na paz e na alegria das bem-aventuranças”. 

Nós precisamos cruzar o nosso coração ao Sagrado Coração de Jesus, e somente assim seremos homens e mulheres novos para um mundo novo. 

Leia Mais:
::Rezemos juntos a novena ao Sagrado Coração de Jesus
::Deus é resposta e caminho para nossa salvação
::Consagração ao Sagrado Coração de Jesus

O coração de Jesus que transborda amor

Jesus não tem nada a esconder. Ele se expôs por amor a mim e a você. Jesus gastou tudo o que Ele precisava gastar, Ele deu tudo o que Ele poderia dar, e quando Ele já não tinha palavras, quando gastou até a última gota de Seu Sangue, o Seu coração gritou, o Seu coração transbordou de amor. A palavra maior é o amor de Jesus.

Ao meditarmos cada uma das promessas do coração de Jesus, ao olharmos para essas promessas, olhemos para nós e entendamos o que Deus quer nos falar diretamente.

De onde vieram essas promessas? As promessas são basicamente um resumo de todos os escritos de Santa Margarida Maria Alacoque, por ela ter tido experiências profundíssimas com Jesus e com Seu Sagrado Coração. 

As promessas do Sagrado Coração de Jesus:

 “A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se acharem expostas e veneradas a imagem do meu sagrado coração.”

“Eu darei aos devotos do meu coração todas as graças necessárias ao seu estado.”

“Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias.” 

“Eu os consolarei em todas as vossas aflições.”

“Serei refúgio seguro na vida e, principalmente, na hora da morte.”

“Lançarei bênçãos abundantes sobre seus trabalhos e empreendimentos.”

“Os pecadores encontrarão, em meu coração, uma fonte inesgotável de misericórdia.”

“As almas tíbias se tornarão fervorosas por causa desta devoção.”

“As almas fervorosas subirão, em pouco tempo, a uma alta perfeição.”

“Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção o poder de todos os corações mais endurecidos.”

“As pessoas que propagarem essa devoção terão seu nome inscrito, para sempre, nessa devoção.”

“A todos que comunguem, nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna.

Confiemo-nos a Ele e coloquemo-nos diante do coração de Jesus, que retira de nós tudo aquilo que não pertence a Ele, tendo a certeza de que Deus cuida de nós.

Confie-se a esse coração de Misericórdia, confie-se a esse coração abrasador de Jesus.

 *Alessandra Alves, natural de Carrancas (MG), é missionária da Comunidade Canção Nova desde 2016.

Transcrição e Adaptação: Amanda Carol

Banner THE CHURCH

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo