Somos uma família missionária

Pregação

Jimmy e Benedita Fioramonte – Foto: Bruno Marques/cancaonova.com

Jimmy Fioramonte: A Palavra de Deus tem o poder de semear em nós os frutos necessários para a nossa santificação.

Benedita Fioramonte: Nós deixamos tudo para corresponder ao chamado de Deus no carisma Canção Nova. Somos uma família missionária.

Jimmy Fioramonte: Desde que cheguei na Comunidade Canção Nova, trabalho na TVCN como editor e diretor de TV; e desde o momento em que minha esposa e eu começamos os preparativos para o casamento, o sacramento do matrimônio, Deus foi nos preparando e mostrando uma missão específica de trabalhar com as famílias.

Então, no ano de 2008, nasceu o projeto ‘Famílias em Pé’, cujo projeto é evangelizar as famílias. O apelo de Deus, hoje, é preparar um povo predisposto para a vinda gloriosa do Senhor. A nossa família precisa se preparar para a eternidade. E nós sabemos que estamos vivendo um tempo que urge a evangelização. Nós batizados somos vocacionados a sermos evangelizadores.

———- continue lendo depois da publicidade ———-

Benedita Fioramonte: Somos uma família que quer contribuir com a missão da Igreja. Monsenhor Jonas Abib, fundador da Canção Nova, diz para nós: “Precisamos investir a nossa vida em torno da missão de evangelizar.” Então, é uma graça podermos dedicar a nossa vida pela evangelização.

Tudo o que nós fazemos é em vista de prepararmos um povo bem disposto para a segunda vinda de Jesus.

Jimmy Fioramonte: Precisamos compreender, na nossa vida, o que é o desígnio de Deus para nós enquanto família. Na Carta Apostólica de São João Paulo II, número 17, ele diz:

“No plano de Deus Criador e Redentor, a família descobre não só a sua «identidade», o que «é», mas também a sua «missão», o que ela pode e deve «fazer». As tarefas que a família é chamada por Deus a desenvolver na história brotam do seu próprio ser e representam o seu desenvolvimento dinâmico e existencial. Cada família descobre e encontra em si mesma o apelo inextinguível, que, ao mesmo tempo, define a sua dignidade e a sua responsabilidade: família, «torna-te aquilo que és».” (Familiaris Consortio § 17)

:: Conheça o projeto Sentinelas
:: Conteúdo para as famílias

Deus no centro da Família

A nossa vida precisa passar pela centralidade, e Deus precisa ser o nosso centro. A família, quando está centrada em Deus, descobre a sua identidade e a sua missão. Então, veja: observamos que a sociedade, cada vez mais, tem rejeitado Deus, tem tirado Ele do centro, arrancado-O da sua casa, dos lugares públicos, do seu local de trabalho e da própria sociedade. E isso tem consequências gravíssimas! Como diz São João Paulo II, na Carta que escreveu ao Brasil, “a Família é a célula da sociedade”.

Uma vez que a família vai se desfigurando, vai adoecendo, as outras “células” vão ficando doentes, e isso vai impactar a vida da própria sociedade. Nós precisamos voltar como família, voltarmos para aquilo que é nossa identidade. E qual é a identidade da família? A família, diz São João Paulo II, “é a imagem da comunhão perfeita da Santíssima Trindade”. Ele vai dizer também que família é um santuário onde a vida é gerada e cuidada. Isso é a identidade da família.

A família é o lugar onde se gera vida, fecundidade, mas isso acontece quando ela está nos planos e nos desígnios de Deus. Hoje, as famílias estão abortando Deus de seus lares!

Eu lhe pergunto: na sua casa, há uma imagem do Sagrado Coração de Jesus? Na sua casa, há uma Bíblia? Você tira um tempo para ler a Palavra de Deus para seus filhos? O casal reza um pelo outro?

Benedita Fioramonte: Os pais são espelhos para seus filhos. Nós precisamos, enquanto pais, falar de Deus para nossos filhos. Eu digo para você que é pai: reze com seus filhos, fale de Deus para eles.

 

 

Transcrição e adaptação: Adailton Batista

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo
Livro Sede Fecundos (reedição)