Como deve ser a nossa oração?

Padre Hamilton Nascimento. Foto: Wesley Almeida/ cancaonova.com

Padre Hamilton Nascimento. Foto: Wesley Almeida/ cancaonova.com

Meus irmãos e minhas irmãs, o Senhor vem trazer algo fundamental para nossa vida, a oração. Ela é o oxigênio da nossa alma, é a possibilidade de entrarmos no coração de Deus, é o nosso momento de intimidade com Ele. Por isso o Senhor nos mostra, por meio da oração, que Ele deseja nos conceder muitas coisas; o problema é que nós não vamos até Ele. Nós buscamos em outros senhores o que encontríamos n’Ele.

Em Deus experimentamos o alívio, a paz. Mas como devemos orar? Sendo perseverantes. Rezar é insistir, é não parar de modo nenhum nas dificuldades. Aquele que caminha na oração perseverante recebe do Altíssmo grandes coisas. Nada nem ninguém pode tentar contra um homem e uma mulher perseverantes na fé, pois quando estes têm Deus no coração, não se deixam levar por qualquer coisa.

Vamos rezar mais, rezar melhor! A solução vem do Senhor, que fez o céu e a terra. Precisamos estar em íntima comunhão com Ele. Orar é pedir persistentemente.

Jesus, para nos mostrar a importância da oração, exemplifica: “Se um de vós tiver um amigo e for procurá-lo à meia-noite e lhe disser: ‘Amigo, empresta-me três pães, porque um amigo meu chegou de viagem e nada tenho para lhe oferecer’, e se o outro responder lá de dentro: ‘Não me incomodes. A porta já está fechada, e meus filhos estão deitados comigo. Não posso me levantar e lhe dar o que me pede’. Eu lhes digo: embora ele não se levante para dar-lhe o pão por ser seu amigo, por causa da importunação se levantará e lhe dará tudo o que precisar. “Por isso lhes digo: Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta” (Lucas 11,5-10).

 "O Senhor conta com cada um de nós, Ele conta com a nossa oração!", exorta Padre Hamilton. Foto: Wesley Almeida/ cancaonova.com

“O Senhor conta com cada um de nós, Ele conta com a nossa oração!”, exorta Padre Hamilton. Foto: Wesley Almeida/ cancaonova.com

Jesus é o amigo que vem até o nosso encontro! Quais desculpas acabamos dando a Deus, quando, na verdade, precisávamos ser perseverantes na oração? A primeira delas é: “Não me incomodes”. Nós estamos ocupados demais com tantas outras coisas, mas o que precisamos é estar no caminho da oração.

A segunda desculpa: “Já tranquei a porta, não me incomodes”. Há pessoas que, às vezes, de tão longe que estão de Deus, já trancaram a porta do coração. Mas cada um de nós tem a chave certa para abrir-se a Ele. Devemos abrir as portas do nosso coração para acolher o Senhor!

Quem a Deus se entrega ganha tudo e nunca mais é o mesmo. Jesus quer entrar em nosso coração pelo poder da oração.

A terceira barreira que nos impede é: “Não posso me levantar para te dar os pães”. Uma vida longe de Deus é uma vida prostrada. Busquemos as coisas do Alto, nunca as “debaixo”, pois elas não podem nos ajudar, não podem nos dar a plenitude de vida. Há pessoas que já se encontram prostradas, sem nenhuma condição de se levantar, mas nós devemos assumir a bandeira da oração.

Com a nossa oração devemos levantar aqueles que estão caídos e abraçá-los. O Senhor conta com cada um de nós, Ele conta com a nossa oração!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida.


Padre Hamilton Nascimento


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo