Tudo é possível para quem crê

Jimmy Fioramonte. Crédito da foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Jimmy Fioramonte. Crédito da foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Estamos vivendo um tempo em que, cada vez mais, somos obrigados, como cristãos, a viver a boa fé. Nós precisamos viver da fé nos tempos atuais, porque se assim não fizermos, nossa esperança vai embora.

O tema proposto para essa pregação é: “Tudo é possível ao que crê”. Foi confiado a mim partilhar com vocês essa passagem, que está em Marcos 9,14-27: “Depois, aproximando-se dos discípulos, viu ao redor deles grande multidão, e os escribas a discutir com eles. Todo aquele povo, vendo de surpresa Jesus, acorreu a ele para saudá-lo. Ele lhes perguntou: Que estais discutindo com eles? Respondeu um homem dentre a multidão: Mestre, eu te trouxe meu filho, que tem um espírito mudo. Este, onde quer que o apanhe, lança-o por terra e ele espuma, range os dentes e fica endurecido. Roguei a teus discípulos que o expelissem, mas não o Respondeu-lhes Jesus: Ó geração incrédula, até quando estarei convosco? Até quando vos hei de aturar? Trazei-mo cá! Eles lho trouxeram. Assim que o menino avistou Jesus, o espírito o agitou fortemente. Caiu por terra e revolvia-se espumando. Jesus perguntou ao pai: Há quanto tempo lhe. E o tem lançado muitas vezes ao fogo e à água, para o matar. Se tu, porém, podes alguma coisa, ajuda-nos, compadece-te de nós! Disse-lhe Jesus: Se podes alguma coisa!… Tudo é possível ao que crê. Imediatamente exclamou o pai do menino: Creio! Vem em socorro à minha falta de fé! Vendo Jesus que o povo afluía, intimou o espírito imundo e disse-lhe: Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: sai deste menino e não tornes a entrar nele. E, gritando e maltratando-o extremamente, saiu. O menino ficou como morto, de modo”.

Vejam, meus irmãos, nos dias de hoje, vivemos uma realidade na qual nossa família tem sido alvejada pelo demônio. Aos poucos, vamos sendo jogados nesse fogo da tentação, e o objetivo do demônio é muito claro: acabar com a nossa família.

Imaginem essa família da passagem de Marcos convivendo com a realidade daquele jovem que passava por uma humilhação. Pensem o quanto era humilhante também para a família, pois para os judeus quando alguém era tomado por um espírito, era visto como uma maldição. Além de todo esse cuidado sobre a dominação que o menino passava, havia a preocupação com a vida dele. Como é sofrido para os pais, para toda a família ver um dos seus sofrer!

Sem perceber, vivemos isso em nossas vidas quando não percebemos que o demônio ataca nossas famílias, a começar pela nossa esperança, pela nossa fé. Já não acreditamos que os nossos entes queridos, que a nossa vida possa mudar.

Quando passamos por dificuldades, recorremos à nossa família e lhe pedimos ajuda. Quando olhamos para a nossa vida, para as nossas situações, logo pensamos que não tem mais jeito. Somos lançados no fogo da tentação, onde os problemas querem nos destruir, nos fazer pensar que não tem mais jeito.

"Jesus veio para nos libertar, para devolver a nossa fé!", exorta Jimmy Fioramonte. Crédito da foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

“Jesus veio para nos libertar, para devolver a nossa fé!”, exorta Jimmy Fioramonte. Crédito da foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Nós cristãos estamos nadando contra a maré, estamos mostrando que tem jeito! O convite do Senhor é para que não nos percamos como este pai da passagem de Marcos.

Trazendo essa passagem para a nossa realidade espiritual, vemos que estamos nos acostumando com os filhos nas drogas, com os pais que só brigam etc. Nós estamos vivendo na mesmice, nos acostumando com a realidade. O demônio está tentando minar a nossa fé.

Jesus veio para nos libertar, para devolver a nossa fé. O Senhor está nos convidando a crer nas Palavras d’Ele. Creia que a sua casa vai ser restaurada! Nós temos a livre escolha para dizer se aceitamos Cristo ou não. É difícil, mas tudo é possível para aquele que crê!

Ainda há uma chance para a nossa família, para a nossa vida, e Deus quer fazer com que voltemos, para que vivamos a experiência de caminhar com Ele. O socorro do Senhor, muitas vezes, pode parecer demorado, mas Ele age! A nossa fé precisa ser madura, não podemos mais ficar desesperados.

Podemos contemplar as graças de Deus quando nos abrirmos a Ele. Cabe a mim e a você sermos homens e mulheres de fé para que o Senhor possa fazer em nós maravilhas. Coloquemos a nossa confiança no Senhor!

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida


Jimmy Fioramonte


Missionário da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo