Deixarão pai e mãe e formarão uma só carne

Deixara_pai_e_mae_e_formarao_uma_so_carne

Adriano Gonçalves e Letícia Cavalli. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Muitos casamentos não dão certo, porque as pessoas não têm a coragem de deixar a segurança dada pelo pai e pela mãe.

Deus criou o homem e a mulher. Quando Ele pensou em você, estava apaixonado; e quando estamos apaixonados, só pensamos naquela pessoa. Você é fruto do amor transbordante de Deus.

O Senhor viu que o homem não poderia ficar sozinho; então, Ele o esperou dormir para fazer a mulher, porque se estivesse acordado, o homem a entenderia. Por isso, a mulher será sempre um mistério para o homem. O Senhor tirou a mulher da costela do homem, porque ela foi feita para ficar ao lado dele. Apesar de diferentes, homem e mulher têm a mesma dignidade.

Namoro é tempo de deixar muitas coisas de lado, mas não deixar por deixar. Conheça as 10 coisas que precisamos deixar para trás a fim de para ter um casamento feliz:

Deixar a segurança para oferecer segurança. Deixar a segurança da roupa lavada e do cuidado da mãe. Abrir mão da segurança da casa dos seus pais para dar segurança ao cônjuge. O casamento passa por crises; nessa hora, o homem precisa oferecer segurança para a sua esposa e seus filhos, a fim de que eles tenham um ambiente tranquilo até mesmo em meio ao conflito. O que as mulheres mais desejam é um homem seguro de si.

A mulher precisa ter a coragem de deixar a mulher velha, e isso ela faz por meio de seu encontro pessoal com Jesus Cristo. Deixar os mexericos e se transformar na maneira de pensar e falar. A mulher só pode construir se tiver Jesus Cristo dentro dela. Sendo fiel a Deus, ela conseguirá essa fidelidade. A mulher em Cristo se renova interiormente.

O casal precisa deixar a liberdade do amor descompromissado para viver a liberdade de abertura, decidindo tudo juntos, a dois. Para dar o passo de ser “uma só carne”, é preciso deixar a vida velha. Há muitos homens com dificuldades no casamento, porque querem continuar tendo uma vida de solteiro mesmo após terem se casado. Troquem a liberdade de solteiro pela liberdade de casado e façam tudo compartilhado.

É preciso que a mulher deixe o passado que a corrói, que deixe a menina mimada e assuma a mulher que é. Isso não significa anular sua história, mas ter a coragem de dar o perdão, de assumir a reconciliação na sua vida. Peça perdão, dê o perdão a quem você precisa.

Deixarapaiemaeeformaraoumasocarne

Adriano e Letícia pregam na Quinta-feira de Adoração, na Canção Nova. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

A psicologia nos ensina que dentro do homem há um referencial feminino dado pela mãe; e a mulher carrega o referencial masculino dado pelo pai. Então, muitas vezes, as brigas que acontecem no casamento são em decorrência da história. Por isso, é preciso compreender a nossa história com ajuda da oração. 

Deixar o ideal para abraçar o real. Tudo tem de ser às claras. Se o outro mudar, louvado seja Deus! Mas se não mudar, precisamos saber com quem estamos lidando. Fique com o real!

Deixar o pecado do orgulho e do egoísmo, pois eles nos impedem de reconhecer as nossas falhas e pedir perdão. O egoísmo nos faz enfraquecer. Precisamos ter uma identidade, mas por amor também precisamos ceder.

Por que nos casamos? Para juntos irmos ao céu. Quem é vocacionado ao matrimônio, só vai conseguir ir ao céu pelo casamento. Um é a medida certa para o outro, pois o casamento é uma via de santidade. Se você entender isso, saberá que, por trás do calvário, das dificuldades no matrimônio, há a ressurreição.

É preciso deixar o que é velho para abraçar o que é novo, deixar suas ideias e concepções. O noivo vestido de preto e a noiva de branco representam que o homem deixa o que é velho, ele deixa o luto, para abraçar o que é novo. Deixe passar o que passa!

Abandone a ideia de que o outro o fará plenamente feliz. Não são duas metades que se unem, mas dois inteiros que se assumem, um ajudando o outro.

Deixe a mentalidade terrena para abraçar a mentalidade divina. Estude, por exemplo, o que a Igreja diz sobre o ato conjugal. Você precisa ter a generosidade e também a responsabilidade dos filhos que virão. Você tem a disposição para receber os filhos que Deus quer lhe dar?

Amor é decisão. Decida-se por Cristo, decida-se a rezar por essa pessoa que Deus lhe deu como esposo (a)!

Transcrição e adaptação: Míriam Bernardes

contribuicaocn1


Letícia e Adriano Gonçalves


Missionários da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo